10 de março de 2014
por Esmael Morais
38 Comentários

Secretária da Fazenda pediu para sair, diz Beto Richa

Pelas redes sociais, governador Beto Richa confirmou nesta segunda (10) Grupenmacher na Segurança Pública e a substituição de Jozélia por Sebastiani na Fazenda; leitores deste blog souberam dessas movimentações de bastidores em primeira mão.

Pelas redes sociais, governador Beto Richa confirmou nesta segunda (10) Grupenmacher na Segurança Pública e a substituição de Jozélia por Sebastiani na Fazenda; leitores deste blog souberam dessas movimentações de bastidores em primeira mão.

O governador Beto Richa (PSDB), nesta segunda (10), pelas redes sociais, confirmou a informação dada aqui em primeira mão sobre a nomeação do médico Leon Grupenmacher como novo secretário da Segurança Pública do Paraná. ... 

Leia mais

10 de março de 2014
por Esmael Morais
37 Comentários

Gleisi Hoffmann enquadra FHC: censura a um sorriso, querido?

do Brasil 247
Ex-ministra da Casa Civil, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) rebateu artigo publicado nesta manhã pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso no portal Uol, em que chamava de “chocante” e “esdrúxula” a foto tirada pela presidente Dilma Rousseff ao lado do ex-presidente Lula, durante reunião na última quarta-feira. “Por que tanta alegria?”, questionou o tucano, afirmando em seguida que os brasileiros estavam assustados.

Gleisi rebateu: “Não me passaria pela cabeça que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pudesse iniciar um artigo de opinião censurando o sorriso de alguém”. A petista rebateu, um a um, os ataques de FHC à  gestão de Dilma e Lula, do apagão à  inflação. “Ele fala de crise do setor elétrico como se o apagão de 2001/2002 não estivesse na memória do país”, disse. “Esquece-se de que deixou ao país uma inflação de 12,7% em 2002”, acrescentou.

A pré-candidata ao governo do Paraná também acusou FHC de renunciar “à  cadeira de referencial de equilíbrio e estabilidade do debate nacional, que muitos lhe atribuem, para especular sobre uma imaginária (e inexistente) indiferença da presidenta Dilma, e do poder central, em relação à s manifestações das ruas”. Segundo ela, a presidente foi “praticamente a única” a apresentar iniciativas em resposta aos protestos.

Leia abaixo a íntegra do texto de Gleisi, publicado no Uol, e aqui o de FHC.

FHC achincalha Congresso e não tem direito de nos tomar por tolos

Não me passaria pela cabeça que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pudesse iniciar um artigo de opinião censurando o sorriso de alguém. Ao indagar com tanto mau humor a razão da alegria estampada na foto da presidenta Dilma com o ex-presidente Lula no Palácio da Alvorada, o ex-presidente surpreende pel Leia mais

10 de março de 2014
por Esmael Morais
19 Comentários

Professores dão “olé” em Richa e mantêm “na marra” hora-atividade nas escolas do Paraná

Richa e Arns levaram um "olé" de professores que, apesar de decisão judicial, mantiveram a campanha pela hora-atividade nas 2,1 mil escolas paranaenses; nesta terça-feira (11), os estudantes das escolas públicas do Paraná serão liberados uma aula mais cedo para que os professores possam completar os 33% de hora-atividade, conforme prevê a Lei do Piso; insatisfação do magistério também com a suspensão de auxílio-transporte para os profissionais doentes e calote de R$ 100 milhões relativos a avanços e progressões não pagos à  categoria

Richa e Arns levaram um “olé” de professores que, apesar de decisão judicial, mantiveram a campanha pela hora-atividade nas 2,1 mil escolas paranaenses; nesta terça-feira (11), os estudantes das escolas públicas do Paraná serão liberados uma aula mais cedo para que os professores possam completar os 33% de hora-atividade, conforme prevê a Lei do Piso; insatisfação do magistério também com a suspensão de auxílio-transporte para os profissionais doentes e calote de R$ 100 milhões relativos a avanços e progressões não pagos à  categoria

O governador Beto Richa e seu vice, Flávio Arns, secretário da Educação, ambos do PSDB, conseguiram na Justiça um agravo de instrumento proibindo a continuidade da campanha “Hora-atividade pra valer! nas 2,1 mil escolas da rede pública estadual. ... 

Leia mais

10 de março de 2014
por Esmael Morais
7 Comentários

André Vargas desmente Folha de S. Paulo e jura que disputa o Senado

Deputado André Vargas, embalado pelo gesto de punho cerrado, encarando o ministro Joaquim Barbosa, jura que disputará o Senado na chapa da ex-ministra Gleisi Hoffmann, que tentará o governo do Paraná; vice-presidente da Câmara desmente informação da Folha de S. Paulo, edição de domingo, sobre articulação para assumir presidência da Câmara em 2015; segundo o petista, sua movimentação visa fortalecer a chapa de deputado federal !“ acrescentando os correligionários Luizão Goulart e Lygia Puppato -- e a chapa majoritária; ele também tem participado grandes eventos de entrega de programas e obras do governo federal onde as prefeituras são comandadas pelo PSD, PPS, PR, dentre outros partidos.

Deputado André Vargas, embalado pelo gesto de punho cerrado, encarando o ministro Joaquim Barbosa, jura que disputará o Senado na chapa da ex-ministra Gleisi Hoffmann, que tentará o governo do Paraná; vice-presidente da Câmara desmente informação da Folha de S. Paulo, edição de domingo, sobre articulação para assumir presidência da Câmara em 2015; segundo o petista, sua movimentação visa fortalecer a chapa de deputado federal !“ acrescentando os correligionários Luizão Goulart e Lygia Puppato — e a chapa majoritária; ele também tem participado grandes eventos de entrega de programas e obras do governo federal onde as prefeituras são comandadas pelo PSD, PPS, PR, dentre outros partidos.

O deputado federal André Vargas (PT-PR), vice-presidente da Câmara, em contato com o este blogueiro, nesta segunda (10), jurou de pés juntos que é candidato ao Senado na chapa de sua correligionária e senadora Gleisi Hoffmann. ... 

Leia mais

10 de março de 2014
por Esmael Morais
29 Comentários

Leon Grupenmacher é o novo secretário da Segurança Pública do PR

O médico Leon Grupenmacher, diretor da Polícia Científica, vai assumir hoje a Secretaria da Segurança Pública do Paraná.

O médico Leon Grupenmacher, diretor da Polícia Científica, vai assumir hoje a Secretaria da Segurança Pública do Paraná.

O médico Leon Grupenmacher, diretor responsável pelo Instituto de Criminalística do Paraná (ICP) e o Instituto Médico Legal (IML), é o novo secretário da Segurança Pública do Paraná (SESP). ... 

Leia mais

10 de março de 2014
por Esmael Morais
4 Comentários

Nem Gleisi nem Requião. PCdoB do PR flerta com o PSC de Ratinho Júnior

PCdoB paranaense discute composição com Gleisi e Requião, mas não descarta uma flexão tática heterodoxa rumo ao PSC de Ratinho Júnior, com quem marchou de braços dados nas eleições municipais de 2012 em Curitiba; comunistas querem eleger um deputado estadual.

PCdoB paranaense discute composição com Gleisi e Requião, mas não descarta uma flexão tática heterodoxa rumo ao PSC de Ratinho Júnior, com quem marchou de braços dados nas eleições municipais de 2012 em Curitiba; comunistas querem eleger um deputado estadual.

Neste sábado, Dia Internacional das Mulheres, o presidente estadual do PCdoB, Ricardo Gomyde, em Curitiba, à s 14h30, esteve com a senadora Gleisi Hoffmann (PT). Discutiram as eleições de outubro. O comunista, que sonha com uma cadeira na Assembleia Legislativa, disse à  moça que precisa de uma coligação proporcional que favoreça a legenda vermelha na eleição de um deputado. ... 

Leia mais

10 de março de 2014
por Esmael Morais
7 Comentários

PMDB da ‘boquinha’ prepara emboscada para Dilma na Câmara

do Brasil 247
Sem disposição para ceder ao líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha, a presidente Dilma Rousseff corre o risco de se deparar com ‘tocaias’ preparadas pela bancada, segundo o colunista Josias de Souza (veja aqui). Cunha articula na Casa, por exemplo, a aprovação de uma CPI para investigar a Petrobras, a convocação de ministros e presidentes de bancos públicos para dar explicações ao Congresso e ainda a derrubada do Marco Civil da Internet.

O encontro da presidente neste domingo com o vice, Michel Temer, não foi suficiente para apaziguar ânimos e garantir a aliança entre PT e PMDB durante as eleições de outubro. Este será o objetivo das reuniões marcadas para esta segunda-feira com as lideranças do PMDB na Câmara e no Senado, além do presidente do partido, senador Valdir Raupp (RO), e Michel Temer.

Leia abaixo reportagem da agência Reuters:

Crise com PMDB obriga Dilma a negociar mais

Por Jeferson Ribeiro

BRASàLIA, 10 Mar (Reuters) – A reunião entre a presidente Dilma Rousseff e o vice Michel Temer no domingo não foi suficiente para debelar a crise entre PT e PMDB, e a presidente terá uma nova rodada de conversas nesta segunda-feira com peemedebistas para tentar assegurar que os dois partidos manterão a aliança para as próximas eleições.

Em encontro de aproximadamente duas horas, Dilma e Temer trataram dos principais atritos entre as duas legendas na montagem dos palanques estaduais, na reforma ministerial e sobre as dificuldades na relação do governo com os partidos aliados, em especial com o PMDB, no Congresso, segundo relato de um peemedebista ouvido pela Reuters.

A fonte, que falou sob condição de anonimato, não deu detalhes sobre quais aspectos foram analisados e nem quais soluções foram encontradas para assegurar que o PMDB continuará apoiando o projeto de reeleição da presidente. Apesar disso, o peemedebista afirmou que Temer está otimista na manutenção da aliança.

Nesta segunda, Dilma vai se reunir com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) e o líder da bancada na Casa, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) e, em seguida, receberá o presidente do partido, senador Valdir Raupp (RO) e o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Temer também estará nos encontros.

Parte dos problemas do governo com o PMDB decorre da má relação com os parlament Leia mais

10 de março de 2014
por Esmael Morais
16 Comentários

UGT x Força: Richa e Requião travam queda de braço no movimento sindical

Pré-candidatos ao governo do Paraná se engalfinham pelo apoio de centrais sindicais; na semana passada, Manassés Oliveira, presidente do poderoso Siemaco, trocou a Força pela UGT para facilitar torcida pela reeleição de Richa; Força Sindical, de Sérgio Butka e Nelsão, mesmo sendo ligada ao Solidariedade, quer levar Requião ao quarto mandato no Palácio Iguaçu; Gleisi parte com o apoio da NCST e CUT; o PCdoB ainda não sabe para onde leva a CTB nas eleições de outubro.

Pré-candidatos ao governo do Paraná se engalfinham pelo apoio de centrais sindicais; na semana passada, Manassés Oliveira, presidente do poderoso Siemaco, trocou a Força pela UGT para facilitar torcida pela reeleição de Richa; Força Sindical, de Sérgio Butka e Nelsão, mesmo sendo ligada ao Solidariedade, quer levar Requião ao quarto mandato no Palácio Iguaçu; Gleisi parte com o apoio da NCST e CUT; o PCdoB ainda não sabe para onde leva a CTB nas eleições de outubro.

Há uma cruenta guerra gestada no meio sindical paranaense tendo em vista as eleições de outubro. Na semana que passada, o ex-vereador curitibano Manassés Oliveira — ex-PRTB e agora no PTB — tirou o Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação de Curitiba e Região Metropolitana (Siemaco) da Força Sindical para levá-lo debaixo do guarda-chuva da UGT (União Geral dos Trabalhadores). Manassés é candidato a deputado federal e torce pelo sucesso do governador Beto Richa (PSDB) na reeleição. ... 

Leia mais

10 de março de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

Lula ensina para a direita: emprego é mais importante que inflação

do Brasil 247
O ex-presidente Lula defendeu o legado econômico de suas duas gestões em entrevista ao jornal italiano “La Repubblica”.

“Do ponto de vista macroeconômico, qual outro país, além da China, criou as condições de crescimento do Brasil? Nossos críticos dizem que o melhor é reduzir a oferta de emprego para reduzir a inflação, mas para nós a defesa do emprego é mais importante que a inflação”.

Ele voltou a negar que pode voltar à  disputa à  Presidência esse ano, mas deixou em aberto futuro político: Depois, não posso excluir nada, a política é imprevisível. Mas a natureza é implacável, em 2018 estarei com 72 anos!.

Indagado sobre os protestos de rua, disse que são naturais e que, como filho do movimento sindical, não poderia condená-los: “A ascensão social funcionou. Agora os brasileiros querem mais, justamente. Essa é a efervescência de nossa sociedade: a democracia não é um pacto de silêncio, mas a busca por melhores condições.”

Quanto à  Copa, minimizou atrasos: “O único risco que corremos é de não vencermos no campo”.

Sobre o cenário internacional, Lula reconheceu erro do presidente venezuelano Nicolás Maduro em não dialogar com a oposição. Quanto ao ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado na AP 470 e preso na Itália, disse que é preciso “respeitar a decisão da Justiça italiana”; assim como defendeu decisão da Justiça brasileira no caso do ativista Cesare Battisti.

Leia mais

10 de março de 2014
por Esmael Morais
8 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: Lobby na Prefeitura de Curitiba e indústria da multa na Linha Verde

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda, suspeita de lobby dos secretários municipais Ricardo Mac Donald e Fernando Klein, da Prefeitura de Curitiba, a favor dos transportadores de carga; colunista, que é especialista em multa e trânsito, estranha que, repentinamente, de mil multas diárias a veículos pesados cessaram-se reclamações na Linha Verde; ele ainda questiona ainda a existência da indústria da multa na capital: os radares estão certos ou errados? Estão ligados ou desligados? E as pessoas que foram indevidamente multadas, como ficam?!; leia o texto.

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda, suspeita de lobby dos secretários municipais Ricardo Mac Donald e Fernando Klein, da Prefeitura de Curitiba, a favor dos transportadores de carga; colunista, que é especialista em multa e trânsito, estranha que, repentinamente, de mil multas diárias a veículos pesados cessaram-se reclamações na Linha Verde; ele ainda questiona ainda a existência da indústria da multa na capital: os radares estão certos ou errados? Estão ligados ou desligados? E as pessoas que foram indevidamente multadas, como ficam?!; leia o texto.

Marcelo Araújo* ... 

Leia mais