4 de março de 2014
por Esmael Morais
100 Comentários

Coluna do André Vargas: “Richa, faça um favor ao Paraná: renuncie agora ao mandato de governador”

O feriadão de Momo não foi o suficiente para aplacar a combatividade do deputado André Vargas que em sua coluna, nesta terça, pede para o governador Beto Richa renunciar ao mandato por "incompetência" administrativa; o petista foca críticas na insegurança! pública do Paraná ao detonar o tucano que, segundo ele, deixou os moradores do bairro Sítio Cercado, em Curitiba, fazerem rifas para consertar viaturas da Polícia Militar; "Imagina uma criança, com idade entre 10 e 14 anos, tirando seu dinheiro do cofrinho ou deixando de tomar um sorvete ou chupar uma bala para poder contribuir com uma ação entre amigos para ajudar o governo Beto Richa"; vice-presidente da Câmara ainda relata casos de veículos da centenária PM sendo empurrados pelos policiais por falta de combustível e até sendo puxado por bois no interior do Paraná; Beto Richa deveria fazer um grande favor ao Paraná. Renunciar ao cargo, porque batemos no fundo do poço!, recomenda André Vargas; leia o texto.

O feriadão de Momo não foi o suficiente para aplacar a combatividade do deputado André Vargas que em sua coluna, nesta terça, pede para o governador Beto Richa renunciar ao mandato por “incompetência” administrativa; o petista foca críticas na insegurança! pública do Paraná ao detonar o tucano que, segundo ele, deixou os moradores do bairro Sítio Cercado, em Curitiba, fazerem rifas para consertar viaturas da Polícia Militar; “Imagina uma criança, com idade entre 10 e 14 anos, tirando seu dinheiro do cofrinho ou deixando de tomar um sorvete ou chupar uma bala para poder contribuir com uma ação entre amigos para ajudar o governo Beto Richa”; vice-presidente da Câmara ainda relata casos de veículos da centenária PM sendo empurrados pelos policiais por falta de combustível e até sendo puxado por bois no interior do Paraná; Beto Richa deveria fazer um grande favor ao Paraná. Renunciar ao cargo, porque batemos no fundo do poço!, recomenda André Vargas; leia o texto.

André Vargas* ... 

Leia mais

4 de março de 2014
por Esmael Morais
25 Comentários

Rússia x Ucrânia: Putin ameniza tensão, mas não descarta guerra

Vladimir Soldatkin e Alissa de Carbonnel, via Brasil 247MOSCOU/KERCH, Ucrânia, 4 Mar (Reuters) – O presidente Vladimir Putin disse nesta terça-feira que a Rússia só usará a força militar na Ucrânia como último recurso, em comentários cujo objetivo aparente é acalmar as tensões entre Ocidente e Oriente causadas pelo temor de uma guerra na ex-república soviética.

A Rússia, entretanto, se reservou o direito de usar todas as opções na Ucrânia para proteger seus compatriotas lá que estão vivendo em “terror”, disse Putin.

Putin declarou em uma coletiva de imprensa em sua residência oficial, nos arredores de Moscou, que houve um “golpe inconstitucional” na Ucrânia, e que o presidente deposto, Viktor Yanukovich, aliado da Rússia, ainda é o líder legítimo do país, apesar de ter entregado o poder.

“Só pode haver uma avaliação do que aconteceu em Kiev, na Ucrânia em geral. Esse foi um golpe anticonstitucional e a tomada armada do poder. Ninguém discute isso”, disse Putin, parecendo relaxado diante de um pequeno grupo de repórteres.

“Quanto a levar forças. Por enquanto não existe tal necessidade, mas essa possibilidade existe”, disse ele. “O que poderia servir como motivo para usar força militar? Ela seria naturalmente o último recurso, absolutamente o último.”

Mais cedo nesta terça-feira, Putin ordenou que as tropas envolvidas em um exercício militar no oeste russo, perto da fronteira com a Ucrânia, voltassem à s suas bases. Ele disse que homens armados que haviam tomado prédios e outras instalações na Crimeia eram grupos locais.

PREà‡OS DA GAZPROM

Aumentando a pressão sobre Kiev, a Gazprom, maior produtora russa de gás, disse que irá retirar um desconto nos preços do Leia mais