Pressionado pelo PT, Barbosa manda prender o delator Roberto Jefferson

Publicado em 21 fevereiro, 2014
Compartilhe agora!

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, finalmente, mandou prender, nesta sexta-feira (21), o réu confesso da Ação Penal 470, Roberto Jefferson, depois de muita pressão do PT; ele é o último dos condenados no processo a ter o pedido de prisão decretada; Jefferson entrou com pedido de prisão domiciliar, por questões de saúde, mas seu pedido foi recusado em parecer do procurador Rodrigo Janot; Barbosa concordou com a manifestação da Procuradoria Geral da República.
O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, finalmente, mandou prender, nesta sexta-feira (21), o réu confesso da Ação Penal 470, Roberto Jefferson, depois de muita pressão do PT; ele é o último dos condenados no processo a ter o pedido de prisão decretada; Jefferson entrou com pedido de prisão domiciliar, por questões de saúde, mas seu pedido foi recusado em parecer do procurador Rodrigo Janot; Barbosa concordou com a manifestação da Procuradoria Geral da República.
Ninguém estava entendendo direito os motivos de o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, manter o delator do mensalão Roberto Jefferson em liberdade mesmo depois de três meses das primeiras prisões.

Dos réus condenados que poderiam estar presos, só ex-deputado seguia em liberdade como se fosse “intocável”. Jefferson foi condenado a 7 anos e 14 dias de prisão no regime semiaberto.

Pressionado pelo PT, Barbosa negou nesta sexta-feira (21) o pedido de prisão domiciliar a Jefferson.

Jefferson já declarou, em juízo, que o “mensalão” foi briga política e que não era para ser judicializada. Também em juízo não confirmou as denúncias que fez nas CPIs que se seguiram à s suas denúncias de 2005, limitando-se a fazer sua defesa, confirmando que, no seu caso, o que houve foi caixa dois de campanha para o PTB, que à  época presidia. Disse, inclusive, que o termo “mensalão” foi cunhado por “força de expressão”.

A exemplo dos condenados petistas na Ação Penal 470, o delator do ‘mensalão’, Jefferson também inicia sua ‘vaquinha’ para arrecadar dinheiro e quitar a multa de R$ 720 mil determinada pelo STF. A diferença, porém, é que essa não vai ter site, como fizeram José Genoino, Delúbio Soares e José Dirceu. A vaquinha de Jefferson começou hoje. Vai passar o chapéu entre amigos e familiares.

Com informações do G1, Brasil 247 e Rede Brasil Atual.

Compartilhe agora!

Comments are closed.