Panelaço contra governo Richa reúne comunidade escolar em Curitiba; veja

Comunidade escolar do Colégio Isolda Schmid, em Curitiba, foi à s ruas ontem (27) promover panelaço contra o governo Richa, que mandou fechar salas de aula; protestos também ocorreram em vários municípios do Paraná; tucano tenta impor cota sacrifício! à  Educação para manter o exército de comissionados no Palácio Iguaçu; governador e secretariado estão em viagem pelo exterior (fotos: Freddy Pinheiro).

Comunidade escolar do Colégio Isolda Schmid, em Curitiba, foi à s ruas ontem (27) promover panelaço contra o governo Richa, que mandou fechar salas de aula; protestos também ocorreram em vários municípios do Paraná; tucano tenta impor cota sacrifício! à  Educação para manter o exército de comissionados no Palácio Iguaçu; governador e secretariado estão em viagem pelo exterior (fotos: Freddy Pinheiro).

Talvez o governador Beto Richa (PSDB), em viagem pelo exterior nem fique sabendo, mas ontem à  tarde centenas de curitibanos promoveram um “panelaço” contra o fechamento de salas de aula na Escola Estadual Isolda Schmid, na Vila Hauer, região Sul da capital. Os manifestantes chegaram a fechar o entroncamento das ruas Anne Frank e Alcino Guanabara.

A bronca da comunidade escolar com os tucanos Richa e Flávio Arns, vice-governador e secretário da Educação, não é isolada. Ocorre em todo o Paraná. Manifestações idênticas foram identificadas por este blog nos municípios de Londrina, Cambé, Laranjeiras do Sul, Guarapuava, dentre outros.

A modificação do porte das escolas, como quer o governo Richa, mexe com as condições de trabalho dos educadores, bem como influencia na aprendizagem dos alunos. Ao eliminar turmas, sem discussão com a comunidade escolar, provoca-se a superlotação nas salas e a dispensa de funcionários e professores. Concomitantemente, cai a qualidade do ensino.

O fechamento de salas de aula consiste em uma política de contenção de gastos! para o governo Richa adequar-se à  LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). à‰ a cota sacrifício! da Educação para manter o exército de comissionados no Palácio Iguaçu.

Richa e seu secretariado abandonaram o Palácio Iguaçu. Eles não estão nem aí para os panelaços dos paranaenses em defesa da educação pública, de qualidade e universal. As prioridades do governo tucano são outras: privatizar, vender, terceirizar, liquidar o patrimônio público, emprestar, dar calote, enfim, se arrastar até o fim.

Ouça o grito de guerra no panelaço:

Clique aqui para fazer o download do áudio.

Comentários encerrados.