Em nota oficial, Assomec jura que prefeitos não questionaram competência de Ratinho Junior

Prefeito de Pinhais e presidente da Assomec, Luizão do PT, em nota, jurou que prefeitos não questionaram a competência de gestão de Ratinho Júnior à  frente da SEDU, mas confirmou que foi discutido o descaso com o transporte público metropolitano; "Realmente, todos nós questionamos o impasse do transporte coletivo e a forma com que este importante tema vem sendo tratado nos últimos anos", disse o petista; leia a íntegra da nota.

Prefeito de Pinhais e presidente da Assomec, Luizão do PT, em nota, jurou que prefeitos não questionaram a competência de gestão de Ratinho Júnior à  frente da SEDU, mas confirmou que foi discutido o descaso com o transporte público metropolitano; “Realmente, todos nós questionamos o impasse do transporte coletivo e a forma com que este importante tema vem sendo tratado nos últimos anos”, disse o petista; leia a íntegra da nota.

O prefeito de Pinhais e presidente da Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba), Luizão Goulart (PT), em nota, jura que os prefeitos não questionaram a capacidade de gestão do Secretário Estadual de Desenvolvimento Urbano (SEDU), Ratinho Júnior (PSC), como registrou este blog. Dezessete prefeitos criticaram a COMEC, órgão que gerencia o transporte público na Grande Curitiba, que, coincidentemente, é comandado pela SEDU. A seguir, a íntegra do esclarecimento:

NOTA
Dirijo-me a este Blog para esclarecer algumas informações que foram equivocadamente publicadas. Ontem, dia 26 de fevereiro os prefeitos da Região Metropolitana de Curitiba reuniram-se na cidade de Araucária para mais uma reunião da Assomec. Realmente, todos nós questionamos o impasse do transporte coletivo e a forma com que este importante tema vem sendo tratado nos últimos anos. No entanto, em nenhum momento na reunião foi questionada a capacidade de gestão do Secretário Estadual de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior.
Luiz Goularte Alves
Presidente da Assomec

Comentários encerrados.