Coluna do Ricardo Gomyde: “Juntos sempre podemos mais”

Compartilhe agora!

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, relata que Foz do Iguaçu vai ganhar um Centro Esportivo de 43 mil metros quadrados destinados à  prática do futebol feminino e sediar delegações internacionais durante nos jogos olímpicos Rio 2016; ele destaca a parceria entre Ministério do Esporte, Prefeitura e Itaipu; "Trabalhando juntos sempre podemos mais", frisa o colunista; leia o texto.
Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, relata que Foz do Iguaçu vai ganhar um Centro Esportivo de 43 mil metros quadrados destinados à  prática do futebol feminino e sediar delegações internacionais durante nos jogos olímpicos Rio 2016; ele destaca a parceria entre Ministério do Esporte, Prefeitura e Itaipu; “Trabalhando juntos sempre podemos mais”, frisa o colunista; leia o texto.
Ricardo Gomyde*

Não é de hoje que o ministério do Esporte tem dado atenção especial ao futebol feminino no país. Ano passado, nós trabalhamos para trazer de volta a realização do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino, algo que não acontecia desde 2001. Também articulamos a realização da Copa Libertadores da modalidade em Foz do Iguaçu, quando o São José (SP) foi campeão. E nessa semana nós demos mais um passo grande no desenvolvimento do esporte no Brasil e principalmente em nosso estado.

Estive na última quarta-feira (19) com o ministro Aldo Rebelo e a coordenadora de futebol feminino do Ministério do Esporte, Michael Jackson, no lançamento da Pedra Fundamental do Centro Esportivo em Foz do Iguaçu. O projeto foi aprovado pela Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério e foi desenvolvido para ser uma referência para o futebol feminino no Brasil.

O Centro Esportivo será construído no Parque Tecnológico Itaipu Brasil, terá 43 mil metros quadrados, com dois campos de futebol nos padrões internacionais, vestiários, alojamento para atletas, academia, arquibancadas, duas piscinas, ciclovia, ginásio. A instalação esportiva sediará treinamentos de times e seleções de futebol feminino.

Por isso quero destacar a importância desse Centro de Excelência, não só para a cidade de Foz do Iguaçu, mas para todo o estado do Paraná e para o Brasil. Ele vai possibilitar o desenvolvimento do esporte de alto rendimento na região, além de capacitar a cidade a receber outros grandes eventos esportivos internacionais e também a ser sede de delegações olímpicas que virão treinar antes dos Jogos do Rio 2016. Sabemos que Foz do Iguaçu tem vocação para receber eventos importantes, como sediou o X Games, e terá ainda mais estrutura para se tornar referência internacional no esporte.

Nesse cenário é fundamental destacar a participação e apoio da Fundação Parque Tecnológico Itaipu, da Itaipu Binacional, do prefeito de Foz do Iguaçu, Reni Pereira, e do secretário de Esportes e Lazer de Foz do Iguaçu, Anderson Andrade. Trabalhando juntos sempre podemos mais. E Itaipu é uma empresa que nos enche de orgulho não apenas pelas proezas que realiza na parte de engenharia e pela energia produzida, mas também pelas oportunidades oferecidas para toda a região e para nossos vizinhos paraguaios. O Paraná e o futebol feminino agradecem.

*Ricardo Gomyde, diretor de Futebol do Ministério do Esporte, especialista em políticas de inclusão social, é membro da Comissão Organizadora da Copa do Mundo no Brasil em 2014. Escreve nos sábados no Blog do Esmael.

Compartilhe agora!

Comments are closed.