Por Esmael Morais

Aulas começam no PR com protestos contra abondono da educação; assista

Publicado em 11/02/2014

Pipocam protestos em várias regiões do Paraná contra a situação caótica na estrutura das escolas da rede pública estadual; ontem, em Quedas do Iguaçu, comunidade protestou contra a situação precária de um estabelecimento que funciona em um barracão; local oferece risco de vida para 700 crianças; obras de novo colégio foi abandonada pelo governo de Beto Richa e Flávio Arns, que, também ontem, acusou a direção do Colégio Carlos Drummond de Andrade, de Foz do Iguaçu, pelas péssimas condições de funcionamento; assista ao vídeo.

Pipocam protestos em várias regiões do Paraná contra a situação caótica na estrutura das escolas da rede pública estadual; ontem, em Quedas do Iguaçu, comunidade protestou contra a situação precária de um estabelecimento que funciona em um barracão; local oferece risco de vida para 700 crianças; obras de novo colégio foi abandonada pelo governo de Beto Richa e Flávio Arns, que, também ontem, acusou a direção do Colégio Carlos Drummond de Andrade, de Foz do Iguaçu, pelas péssimas condições de funcionamento; assista ao vídeo.

A repórter Michelli Arenza, da RPCTV, foi ontem à  Quedas do Iguaçu, região na região Centro-Sul paranaense, a 450 km de Curitiba, para mostrar protesto de pais, alunos e professores contra a situação caótica de mais uma escola da rede pública.

Em contraste ao que diz o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns (PSDB), sobre as “maravilhas” da gestão Beto Richa (PSDB) para o setor, as imagens revelam mais um estabelecimento sem condição nenhuma de receber alunos.

Um barracão que era depósito de veneno agrícola faz as vezes de escola para 700 alunos. O galão tem forro caído, falta água, não tem ventilação, alaga com chuvas, enfim coloca em risco a vida de crianças de cinco anos.

Na localidade, segundo a reportagem, o governo do estado começou a construir uma nova escola, mas fez o serviço pela metade e a obra está abandonada.

Ontem, aqui no blog, eu também repercuti o abandono do Colégio Estadual Carlos Drummond de Andrade, de Foz do Iguaçu, no Oeste. Arns se eximiu de responsabilidade. Colocou a culpa na direção da escola iguaçuense (clique aqui para relembrar).

Assista ao vídeo: