André Vargas propõe alguém do time para a Comissão dos Direitos Humanos

Compartilhe agora!

Deputado André Vargas, vice-presidente da Câmara, anuncia que a polêmica Comissão dos Direitos Humanos ficará nas mãos do PT; ano passado, a CDH era presidida pelo pastor Marcos Feliciano; As minorias estavam muito insatisfeitas e não se sentiam representadas no parlamento!, revela o petista, que ontem recebeu a militância do partido que atua na União Nacional dos Estudantes (UNE); aliás, a juventude do PT adotou o punho cerrado! como gesto de saudação em solidariedade a José Genoino, José Dirce e Delúbio Soares.
Deputado André Vargas, vice-presidente da Câmara, anuncia que a polêmica Comissão dos Direitos Humanos ficará nas mãos do PT; ano passado, a CDH era presidida pelo pastor Marcos Feliciano; As minorias estavam muito insatisfeitas e não se sentiam representadas no parlamento!, revela o petista, que ontem recebeu a militância do partido que atua na União Nacional dos Estudantes (UNE); aliás, a juventude do PT adotou o punho cerrado! como gesto de saudação em solidariedade a José Genoino, José Dirce e Delúbio Soares.
O vice-presidente da Câmara, André Vargas, nesta quinta (20), afirmou que articula alguém do time do PT para presidir a polêmica Comissão de Direitos Humanos (CDH). O nome ainda não está consolidado na bancada petista.

A importante e tradicional comissão da Câmara, a CDH estava nas mãos do Partido Socialista Cristão e presidida pelo controverso pastor Marcos Feliciano (PSC-SP) que foi responsável por decisões polêmicas e que acabaram gerando séries de manifestações populares por todo o Brasil.

Vargas lembrou que as minorias estavam muito insatisfeitas e não se sentiam representadas no parlamento. O deputado ainda acrescentou que as minorias são os principais atores da Comissão dos Direitos Humanos.

Fizemos a partir da vice-presidência, junto com o líder Vicentinho, uma grande articulação que nos garantiu as comissões que nós tínhamos como preferência, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), a Saúde por conta do Mais Médicos, com a chegada do novo ministro e a própria candidatura do ministro Padilha que é fundamental também e sem dúvida nenhuma reassumir a comissão de direitos humanos, que esteve em mãos inadequadas no último período, radicalizadas, com muita crise, os movimentos sociais não se viam identificados, principalmente as minorias, que são de fato os atores desta comissão, não se viam representados na comissão, então a CDH volta para o Partido dos Trabalhadores e me parece que este é um grande entendimento que nós temos que celebrar, comemorar e ao mesmo tempo dizer a todos estes movimentos que as portas da Câmara dos Deputados estarão abertas durante 2014!.

Compartilhe agora!

Comments are closed.