23 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
14 Comentários

Será que valeu a pena delatar, Jeff?

do Brasil 247
Vestido com indumentária a caráter e montado em sua moto Harley Davidson, o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB), 61 anos, elegeu dar um rolé neste domingo, 23, como um de seus últimos atos em liberdade. Condenado na Ação Penal 470 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o delator do chamado esquema do mensalão” será preso nesta segunda-feira, 24, pela Polícia Federal a mando do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, e começará a cumprir em regime semiaberto os sete anos e 14 dias de sua pena.

Durante seu passeio de três horas e meia pelas estradas do entorno do município de Levy Gasparian, no Rio de Janeiro, é possível que Jefferson, sentindo o vento bater e o prazer de ir e vir chegar ao fim, tenha feito uma reflexão sobre o final da história que decidiu protagonizar em 2005, quando afirmou pela primeira vez ter existido um esquema de corrupção no primeiro governo Lula para garantir apoio ao governo no Congresso.

O que estará pensando Roberto Jefferson nestas horas antes de sua ida para a cadeia por denunciar um esquema de corrupção que ele mesmo veio negar depois? O petebista disse em suas alegações finais do julgamento da AP 470 que o mensalão foi uma construção retórica!.

Embora tenha sido condenado a cumprir a pena em regime semiaberto, Jefferson queria mais. Pediu para ficar em prisão domiciliar em Levy Gasparian, depois de tudo (sic), acho que consigo!. Entre os argumentos, alegou que na cadeia não poderia cumprir a dieta recomendada pelo seu médico, à  base de salmão, geleia real e suco com água de coco. Teve seu pedido negado por Joaquim Barbosa.

Quando resolveu detonar a bomba política no governo Lula, em 2005, Bob Jeff então cacique do PTB não admitia que o PT distribuísse uma mesada! de R$ 30 mil a parlamentares de partidos aliados, como o PP e PL. Mas durante a investigação do Ministério Público Federal, o então presidente em exercício do PTB confirmou ter recebido R$ 4 milhões e distribuído entre os deputados do partido. Teve seu mandato cassado por tempo depois.

Afeito a ver suas declarações bombásticas! estampadas na imprensa nacional, Jefferson chegou a dizer também que salvou o Brasil de José Dirceu, com a denúncia que gerou a condenação do ex-ministro da Casa Civil e de outras 24 pessoas, inclusive o próprio Jefferson.

A minha luta era com o Zé Dirceu. Ele me derrubou, mas eu salvei o Brasil dele. Ele não será presidente do Brasil. Caímos os dois!, disse Jefferson em 2012, então em pleno tratamento contra um câncer no pâncreas.

Na penitenciária da Papuda desde o dia 15 de novembro de 2013, José Dirceu já arrecadou aproximadamente R$ 1,1 milhão na vaquinha mantida por apoiadores, para pagar a multa de R$ 971.128,92, imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Lançada há 11 dias, as doações alcançaram mais de 100% do valor da multa, seguindo o exemplo de outros dois petistas condenados na Ação Penal 470, José Genoino e Delúbio Soares, que também superaram os valores de suas punições. A pena pecuniária de Dirceu, no entanto, foi de quase o dobro da imposta aos dois correligionários.

A multa determinada pelo Supremo a Roberto Jefferson é de R$ 720 mil. Ele imitou os petistas e também abriu sua vaquinha para arrecadar doações. Entre os companheiros que já se prontificaram a ajudar estão importantes líderes de seu partido, como o ex-presidente e senador Fernando Collor (AL), o senador Gim Argello (DF) e deputado Jovair Arantes (GO).

Em que pese sua reflexão pessoal sobre o saldo de tudo o que detonou, no discurso que quer deixar para os livros de história, Roberto Jefferson jamais se arrependerá de ter denunciado um suposto esquema de corrupção que teve consequências marcantes na política brasileira.

Entretanto, vendo se aproximar cada vez mais os 2.569 dias em que verá o sol nascer quadrado, Jeff deu a dica da sua reflexão neste domingo, ao retornar do passeio sobre sua Harley Davidson: estou desfrutando dos momentos finais da minha liberdade. Quanto a vocês [jornalistas], curtam a sua, porque ela é o bem supremo da vida!.

Leia mais

23 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
38 Comentários

Cláudio Fajardo, chefe do PPL, sugere cumprir pena no lugar de José Dirceu

O professor universitário Cláudio Fajardo, um dos chefes do Partido da Pátria Livre, ex-candidato a vice-prefeito de Curitiba, homenageia o ex-ministro José Dirceu em emocionante carta; dirigente do PPL diz que gostaria de substituir o petista no cumprimento da pena de prisão na Papuda; E, se fosse possível, pagaríamos também a pena de reclusão, dando um dia de nossas vidas enclausurados, para que você gozasse da liberdade!, escreveu em tom poético o ex-dirigente do Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8); leia o texto.

O professor universitário Cláudio Fajardo, um dos chefes do Partido da Pátria Livre, ex-candidato a vice-prefeito de Curitiba, homenageia o ex-ministro José Dirceu em emocionante carta; dirigente do PPL diz que gostaria de substituir o petista no cumprimento da pena de prisão na Papuda; E, se fosse possível, pagaríamos também a pena de reclusão, dando um dia de nossas vidas enclausurados, para que você gozasse da liberdade!, escreveu em tom poético o ex-dirigente do Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8); leia o texto.

por Cláudio Fajardo* ... 

Leia mais

23 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
40 Comentários

Lula vai a Cuba discutir tentativa de golpe de Estado na Venezuela

da Rede Brasil Atual
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajará amanhã (24) para Havana, onde será recebido na terça-feira pelo presidente cubano, Raúl Castro, segundo informou neste domingo sua assessoria de imprensa. Lula permanecerá em Cuba até quinta-feira e durante sua visita se reunirá também com outros líderes do governo cubano.

Durante a viagem, o ex-presidente falará sobre energia e produção agrícola com os dirigentes cubanos e também conhecerá o porto de Mariel, no oeste da ilha, projeto realizado com apoio do Brasil.

Em 27 de janeiro, a presidente Dilma Rousseff e Raúl Castro inauguraram a primeira fase do porto do Mariel, cuja construção foi negociada por Lula.

O terminal, situado a 45 quilômetros ao oeste de Havana, está sendo construído pela Odebrecht e contou com um financiamento de US$ 682 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em sua última viagem à  ilha, em janeiro do ano passado, Lula também visitou as obras do porto, construído para ser a principal porta de entrada e saída do comércio exterior cubano.

Como informou o 247 na semana passada, ex-presidente Lula, na qualidade de maior liderança da esquerda latino-americana, desembarcará em Havana para conversas com Raúl e Fidel Castro, uma vez que Cuba seria o país mais afetado pela queda do regime chavista na Venezuela (leia mais aqui).

Leia mais

23 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
80 Comentários

Beto Richa tem “Vitória de Pirro” na disputa do PMDB de Curitiba

Stephanes Júnior, candidato de Richa, obteve 55% dos votos na convenção municipal de Curitiba; evento de hoje também escolheu os 12 delegados à  convenção estadual, em junho, que definirá pela candidatura própria ou aliança; sete são favoráveis ao PSDB e cinco vão de Requião; a etapa estadual deverá reunir cerca de 600 delegados.

Stephanes Júnior, candidato de Richa, obteve 55% dos votos na convenção municipal de Curitiba; evento de hoje também escolheu os 12 delegados à  convenção estadual, em junho, que definirá pela candidatura própria ou aliança; sete são favoráveis ao PSDB e cinco vão de Requião; a etapa estadual deverá reunir cerca de 600 delegados.

O governador Beto Richa (PSDB) foi o grande vencedor na disputa pelo comando do PMDB de Curitiba — o maior de todos os diretórios do partido no Paraná. Seu candidato “oficial”, deputado estadual Stephanes Júnior, derrotou neste domingo (23) o deputado federal João Arruda, sobrinho do senador Roberto Requião. O placar ficou em 55% a 45%. ... 

Leia mais

23 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
22 Comentários

Datafolha: brasileiro quer mudança em 2014, mas com Lula e Dilma

por Fernando Rodrigues, na Folha de S. PauloOs brasileiros seguem desejando mudança, uma tendência captada nas pesquisas recentes do Datafolha. Agora, 67% dizem desejar que o próximo presidente adote ações diferentes da atual administração.

Desta vez, o Datafolha foi além no levantamento dos dias 19 e 20 e indagou aos entrevistados qual dos pré-candidatos a presidente estaria mais preparado para adotar as tais mudanças no jeito de governar o país.

Encabeça a lista o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, apontado por 28% como o melhor agente para promover mudanças no Brasil. Em segundo lugar está a atual ocupante do Palácio do Planalto, Dilma Rousseff, com 19%. Ou seja, os dois petistas somam 47% das preferências.

Em seguida aparecem como aptos a operar mudanças no país Joaquim Barbosa (14%), Marina Silva (11%), Aécio Neves (10%) e Eduardo Campos (5%). Essa pergunta foi estimulada pelo Datafolha, mostrando os nomes dos políticos. Os entrevistados só podiam escolher uma das opções apresentadas.

O resultado dessa sondagem corrobora a tese segundo a qual os candidatos de oposição até o momento foram incapazes de incorporar o papel de representantes das mudanças desejadas pelo eleitorado.

Embora esse sentimento a favor de mudanças seja sempre alto, não se trata de algo homogêneo. A taxa é de 60% em cidades pequenas (até 50 mil habitantes) e sobe para 75% nas metrópoles (mais de 500 mil habitantes). No Sudeste, 71% desejam ações diferentes do próximo governo. No Nordeste, o percentual desce para 64%. No Centro-Oeste e no Norte, é de 58%.

Entre os jovens de 16 a 24 anos, a taxa de mudancistas vai a 70%. Na faixa dos que têm 60 anos ou mais, o percentual cai para 59%.

Eduardo Campos é o mais jovem pré-candidato a presidente, com 48 anos. Segundo o Datafolha, entre os que declaram voto no candidato do PSB, 91% pedem mudanças no próximo governo.

ECONOMIA

De novembro para cá, o Datafolha apurou que os brasileiros ficaram menos otimistas com a situação econômica pessoal. O percentual dos que acham que haverá melhora nos próximos meses caiu de 56% para 49%.

Esses 49% ficam próximos dos 47% de outubro passado, indicando que a sensaçã Leia mais

23 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
37 Comentários

Pelo Twitter, Requião diz que Richa promove “mudança” no Paraná; veja

Roberto Requião, pelo Twitter, neste domingo (23), utilizou o humor para atacar o adversário Beto Richa; senador viraliza cartaz virtual sugerindo que o tucano estaria fazendo mudança!, ou seja, saindo do Palácio Iguaçu. "2014. O ano da mudança no Paraná", diz a mensagem disseminada pelo parlamentar do PMDB; fotomontagem ainda traz o para-choque do caminhão com a seguinte inscrição: "Eu não trabalho aqui".

Roberto Requião, pelo Twitter, neste domingo (23), utilizou o humor para atacar o adversário Beto Richa; senador viraliza cartaz virtual sugerindo que o tucano estaria fazendo mudança!, ou seja, saindo do Palácio Iguaçu. “2014. O ano da mudança no Paraná”, diz a mensagem disseminada pelo parlamentar do PMDB; fotomontagem ainda traz o para-choque do caminhão com a seguinte inscrição: “Eu não trabalho aqui”.

O senador Roberto Requião (PMDB) afirmou neste domingo (23), pelo Twitter, que o governador está na “estrada” promovendo “mudança”. ... 

Leia mais

23 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

Adeus, 2014: só Marina e Barbosa causariam segundo turno

do Brasil 247Um único cenário, entre todos os pesquisados pelo Datafolha, provocaria segundo turno nas eleições presidenciais de 2014. Para que isso ocorra, Marina Silva teria que assumir o lugar de Eduardo Campos, no PSB, e Joaquim Barbosa deveria também se lançar à  presidência da República, renunciando à  toga após sua provável derrota no embate dos embargos infringentes no Supremo Tribunal Federal.

Neste cenário, a presidente Dilma Rousseff tem 40% das intenções de voto, contra 17% de Marina Silva, 14% de Joaquim Barbosa e 12% de Aécio Neves. Somados, os adversários chegariam a 43%, três pontos acima da presidente. Seria ainda uma situação de empate técnico, mas a única capaz de produzir um segundo turno.

Esta disputa, no entanto, é muito improvável. Na semana passada, em nota, Joaquim Barbosa assegurou que não será candidato à  presidência da República, embora tenha deixado a porta aberta para uma eventual candidatura a outro cargo. Além disso, nos próximos dias, Marina Silva deve ser anunciada como vice na chapa de Eduardo Campos.

No cenário mais provável, Dilma vence com extrema facilidade. Teria 47% das intenções de voto, contra 17% de Aécio Neves e 12% de Eduardo Campos.

Leia mais