16 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
48 Comentários

De olho no petróleo, EUA planejam novo golpe de Estado na Venezuela

do Brasil 247
A Venezuela pode estar a um passo de um novo golpe. E, se há a perspectiva de golpe, há também uma desconfiança natural em relação à  conduta dos Estados Unidos. Neste fim de semana, o secretário de Estado, John Kerry, divulgou uma nota sobre a situação do país, que vem sendo atingido por uma onda de protestos violentos !“ muitos deles, com presença de black blocs, pagos por grupos políticos.

“Estamos particularmente alarmados pelos informes que o governo venezuelano deteve ou tem detido dezenas de manifestantes opositores e pela emissão de uma ordem de detenção contra o líder opositor Leopoldo López”, disse Kerry. “As liberdades de expressão e de reunião pacífica são direitos humanos universais. São essenciais para que uma democracia funcione, e o governo venezuelano tem a obrigação de proteger estas liberdades fundamentais, assim como a segurança de seus cidadãos”, afirmou.

No mais violento dos protestos, no dia 12 de fevereiro, três pessoas morreram e 60 ficaram feridas. Segundo o site www.aporrea.org, jovens mascarados foram pagos para atuar nas manifestações !“ assim como ocorreu nos protestos brasileiros.

Leopoldo López, alvo da preocupação de John Kerry, vem ganhando espaço na oposição venezuelana, depois que Henrique Capriles perdeu duas eleições presidenciais !“ uma para Hugo Chávez, outra para o atual presidente Nicolas Maduro. Em 2002, quando houve uma tentativa frustrada de golpe contra Chávez, ele já havia sido acusado de incitar a tentativa de subversão. Nos protestos recentes, também se assumiu como “líder radical” nas redes sociais e recebeu uma ordem de prisão do governo Maduro por incitar a desordem.

De acordo com a jornalista Eva Gollinger, López, que estudou nos Estados Unidos e vem de uma das famílias mais ricas da Venezuela, mantinha contatos com a administraç Leia mais

16 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
31 Comentários

Fissura na base governista: Tercilio Turini arma palanque para Requião

Onde passa um boi, passa uma boiada!, diz ditado popular; depois do estouro da porteira pelo deputado Waldyr Pugliesi, na sexta, outros parlamentares flertam com apoio a Requião; na Assembleia, Turini, da bancada governista, planeja armar palanque com holofotes para o senador; também é esperado anuncio oficial de apoio de Caíto Quintana ao projeto da candidatura própria do PMDB ao Palácio Iguaçu; movimentações evidenciam fissuras na base de sustentação do governador Beto Richa na Assembleia Legislativa do Paraná.

Onde passa um boi, passa uma boiada!, diz ditado popular; depois do estouro da porteira pelo deputado Waldyr Pugliesi, na sexta, outros parlamentares flertam com apoio a Requião; na Assembleia, Turini, da bancada governista, planeja armar palanque com holofotes para o senador; também é esperado anuncio oficial de apoio de Caíto Quintana ao projeto da candidatura própria do PMDB ao Palácio Iguaçu; movimentações evidenciam fissuras na base de sustentação do governador Beto Richa na Assembleia Legislativa do Paraná.

As deserções deverão continuar ao longo dos próximos dias na base de sustentação do governador Beto Richa (PSDB), na Assembleia Legislativa do Paraná. Na última sexta-feira (14), em Cambé, o deputado Waldyr Pugliesi, ex-presidente estadual do PMDB, estourou a porteira ao aceitar o chamado do senador Roberto Requião e aderir ao projeto da candidatura própria da legenda ao Palácio Iguaçu. ... 

Leia mais

16 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
41 Comentários

Deputados e senadores do PT ajudam nas vaquinhas para as vítimas de Joaquim Barbosa

do Brasil 247

A grande maioria dos parlamentares do PT está fazendo doações nas vaquinhas dos quatro condenados no julgamento da Ação Penal 470 para pagamento de suas multas; entre os doadores estão o senador Eduardo Suplicy, que está em guerra com o ministro Gilmar Mendes exatamente por causa das doações, e o deputado André Vargas, que levantou o braço com punho cerrado ao lado de Joaquim Barbosa; já entre os petistas que não ajudaram e não ajudarão está o deputado Henrique Fontana, do Rio Grande do Sul; 'Não vou participar'.

A grande maioria dos parlamentares do PT está fazendo doações nas vaquinhas dos quatro condenados no julgamento da Ação Penal 470 para pagamento de suas multas; entre os doadores estão o senador Eduardo Suplicy, que está em guerra com o ministro Gilmar Mendes exatamente por causa das doações, e o deputado André Vargas, que levantou o braço com punho cerrado ao lado de Joaquim Barbosa; já entre os petistas que não ajudaram e não ajudarão está o deputado Henrique Fontana, do Rio Grande do Sul; ‘Não vou participar’.

A grande maioria dos parlamentares do PT está fazendo doações nas vaquinhas dos quatro condenados no julgamento da Ação Penal 470 para pagamento de suas respectivas multas impostas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O jornal Folha de São Paulo diz que ouviu 22 petistas, entre deputados e senadores, 16 deles confirmaram ajuda financeira a Delúbio Soares, João Paulo Cunha, José Dirceu e José Genoino. ... 

Leia mais

16 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
137 Comentários

Richa terá de explicar como quebrou o Paraná, diz Folha de S. Paulo

Deputado Enio Verri, presidente estadual do PT, neste domingo (16), ao jornal Folha de S. Paulo, afirmou que o governador Beto Richa quebrou o Paraná; Até a empresa que fornece marmita aos presídios ameaçou parar as entregas", disse o petista; reportagem aborda a questão do calote tucano de R$ 1,1 bilhão a fornecedores. "O Estado suspendeu pagamentos a fornecedores, paralisou obras e deixou de repassar recursos para o fundo previdenciário dos servidores", destaca o jornalão, lembrando que o tucano terá de explicar esses temas obrigatórios! nas eleições de outubro.

Deputado Enio Verri, presidente estadual do PT, neste domingo (16), ao jornal Folha de S. Paulo, afirmou que o governador Beto Richa quebrou o Paraná; Até a empresa que fornece marmita aos presídios ameaçou parar as entregas”, disse o petista; reportagem aborda a questão do calote tucano de R$ 1,1 bilhão a fornecedores. “O Estado suspendeu pagamentos a fornecedores, paralisou obras e deixou de repassar recursos para o fundo previdenciário dos servidores”, destaca o jornalão, lembrando que o tucano terá de explicar esses temas obrigatórios! nas eleições de outubro.

Os repórteres Diógenes Campanha e Patrícia Brito, da Folha de S. Paulo, na edição deste domingo (16), analisam as crises nas campanhas dos estados. Sobre o Paraná, eles avaliam que o governador Beto Richa (PSDB), candidato à  reeleição, terá de se explicar sobre o desequilíbrio das contas públicas. ... 

Leia mais

16 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
21 Comentários

Gleisi Hoffmann é recebida como “governadora” na região de Maringá

Diante de público de duas mil pessoas que participaram de festa de aniversário de Arilson Chiorato, em Mandaguaçu, Gleisi foi aclamada como "governadora" do Paraná; antes, porém, na mesma noite de sexta, a senadora petista também havia sido tratada como chefe do executivo estadual; aos acadêmicos da UEM, durante sua aula magna, a ex-ministra manteve a linha de ataque ao reafirmar que o impasse da liberação de empréstimo do governo federal ao Paraná tem a ver com limite da Lei Responsabilidade Fiscal" que o governador Beto Richa (PSDB) não cumpre.

Diante de público de duas mil pessoas que participaram de festa de aniversário de Arilson Chiorato, em Mandaguaçu, Gleisi foi aclamada como “governadora” do Paraná; antes, porém, na mesma noite de sexta, a senadora petista também havia sido tratada como chefe do executivo estadual; aos acadêmicos da UEM, durante sua aula magna, a ex-ministra manteve a linha de ataque ao reafirmar que o impasse da liberação de empréstimo do governo federal ao Paraná tem a ver com limite da Lei Responsabilidade Fiscal” que o governador Beto Richa (PSDB) não cumpre.

A senadora e ex-ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, na sexta-feira (14) à  noite, em Maringá, conversou com 2,5 mil pessoas em duas atividades. Em ambas a petista, que é pré-candidata ao Palácio Iguaçu, foi tratada como “governadora” do Paraná. ... 

Leia mais