5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
27 Comentários

Gleisi sobre Eduardo Campos: “oportunista, hipócrita, ingrato”

De volta ao Senado, nesta quarta (5), Gleisi Hoffmann retoma papel de pitbull da presidenta Dilma; "vítima" de hoje foi o presidenciável Eduardo Campos, classificado pela petista de "oportunista, hipócrita, ingrato"; os tucanos àlvaro Dias e Beto Richa também já sofreram ataques semelhantes da ex-ministra; no entanto, eles afinaram para a pré-candidata ao governo do Paraná.

De volta ao Senado, nesta quarta (5), Gleisi Hoffmann retoma papel de pitbull da presidenta Dilma; “vítima” de hoje foi o presidenciável Eduardo Campos, classificado pela petista de “oportunista, hipócrita, ingrato”; os tucanos àlvaro Dias e Beto Richa também já sofreram ataques semelhantes da ex-ministra; no entanto, eles afinaram para a pré-candidata ao governo do Paraná.

Em seu primeiro discurso na volta ao Senado, a ex-ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT-PR), bateu pesado no governador pernambucano Eduardo Campos (PSB) chamando-o de “oportunista, hipócrita, ingrato”. ... 

Leia mais

5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
10 Comentários

Antipetismo de direita em festa com apagão, cubana e Pizzolato

do Brasil 247No calendário dos anti-petistas, a quarta-feira 5 merece ser assinalada com uma estrela dourada !“ ou marca equivalente que signifique um dia especialmente feliz. Praticamente espetacular. Não é mesmo para menos. Enquanto na Itália era preso o foragido Henrique Pizzolato !“ um dos quadros mais poderosos do PT nos tempos do governo Lula –, em Brasília a médica cubana era recebida no gabinete da liderança do DEM, na Câmara dos Deputados, com honras de primeira exilada de uma potencial fila para dar volta em quarteirão. O deputado Ronaldo Caiado apressou-se em dizer que todos o que quiserem se colocar em formação, sem exceção, serão bem-vindos.

No campo da economia, a quarta 5 registrou nova queda das ações da Petrobras, que anunciou o adiamento da divulgação do balanço da companhia. E as explicações técnicas para o apagão energético ocorrido na véspera em seis Estados não convenceram de que, no atual quadro de estiagem, com elevação da temperatura e de consumo, não vá ocorrer novamente.

A mídia tradicional e familiar, que vem ampliando os espaços para a cobertura da crise econômica entre os países emergentes, terá muito assunto para tratar. Uma cobertura que aponta, na luta de muitos rounds em torno da eleição presidencial, para uma semana inteira que os petistas não gostarão de lembrar.

Entre os presidenciáveis da oposição, Aécio Neves, do PSDB, aprovou o apagão para bater duro na política energética do governo. Pelo PSB, Eduardo Campos, um dia antes, aumentara em vários graus o tom de suas críticas ao governo, atacando especialmente o toma-lá-dá-cá de troca de cargos por apoio político.

Até a quarta 5, o sucesso das vaquinhas feitas pelo PT para José Genoino e Delúbio Soares, que arrecadaram somas superiores à s multas aplicadas pelo STF, emprestaram à  militância um sopro de ar vitorioso sobre as adversidades. Mas a chuva de confetes e serpentinas que irrigou os ânimos dos anti-petistas na quarta 5 nem espaço houve para a deterimação judicial de trabalho para José Dirceu. Ele terá de esperar, para regalo dos adversários de seu partido.

Leia mais

5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
43 Comentários

Secretária da Fazenda vai à  Assembleia tentar explicar como Richa conseguiu quebrar o Paraná

Jozélia Nogueira, secretária da Fazenda, tentará explicar na Assembleia, no dia 25 de fevereiro, como Richa conseguiu a proeza de quebrar o Paraná em apenas três anos; audiência pública sobre finanças do estado é prevista na Lei de Responsabilidade Fiscal, cujo teor o governo tucano desconheceu no período !“ segundo os petistas.

Jozélia Nogueira, secretária da Fazenda, tentará explicar na Assembleia, no dia 25 de fevereiro, como Richa conseguiu a proeza de quebrar o Paraná em apenas três anos; audiência pública sobre finanças do estado é prevista na Lei de Responsabilidade Fiscal, cujo teor o governo tucano desconheceu no período !“ segundo os petistas.

A secretária de Estado da Fazenda, Jozélia Nogueira, vai à  Assembleia Legislativa do Paraná, no próximo dia 25 de fevereiro, explicar como o governo Beto Richa (PSDB) conseguiu a façanha de quebrar o estado em apenas três anos. ... 

Leia mais

5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
16 Comentários

Professor Galdino, aquele que acredita ser uma ave, pode ser cassado pela Justiça Eleitoral

via Bandnews FM
O vereador Professor Galdino (PSDB), de Curitiba, pode perder o mandato. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não aceitou o recurso, apresentado em habeas corpus pelos advogados Guilherme Brenner Lucchesi e Celso da Silva Labres, contra um pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE) de cassação do mandato. Portanto, a decisão anterior está mantida. Segundo o MPE, Galdino estava com os direitos políticos suspensos por causa de uma condenação por crime eleitoral e não poderia ter sido diplomado.

O caso é de desacato à  autoridade, que ocorreu em julho de 2011, quando o parlamentar fazia campanha no município de Bituruna, no sul do Paraná. Assim como a campanha realizada em nome próprio e buscando a eleição para vereador, Galdino buscava chamar a atenção dos eleitores para o candidato a prefeito do município, Rodrigo Rossoni, filho do deputado estadual Valdir Rossoni, com uma bicicleta e som alto. A denúncia contra o vereador foi protocolada pelo Ministério Público Eleitoral porque Galdino teria se recusado a atender um pedido do chefe do cartório eleitoral da cidade.

O vereador foi condenado a 3 meses e 15 dias de detenção em regime aberto, mas teve a pena substituída por prestações de serviços à  comunidade. Além disso, teve que pagar multa que corresponde a menos de um décimo do salário mínimo.

O vereador Professor Galdino não foi encontrado para dar entrevista.

O Tribunal Regional Eleitoral e o Ministério Público Eleitoral foram procurados pela reportagem da BandNews e devem confirmar os próximos prazos do processo.

Leia mais

5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
22 Comentários

Decidida a tirar Richa do Palácio Iguaçu, Gleisi põe o pé na estrada

João Barbiero, pré-candidato a deputado federal pelo PV, coordenador da pré-campanha de Gleisi na região de Ponta Grossa, confirma que a petista manterá estilo "bateu, levou" inaugurado no último final de semana; expectativa é que senadora do PT responda de forma dura críticas desferidas pelos tucanos Beto Richa e Aécio Neves, na segunda 3, contra o governo de Dilma Rousseff.

João Barbiero, pré-candidato a deputado federal pelo PV, coordenador da pré-campanha de Gleisi na região de Ponta Grossa, confirma que a petista manterá estilo “bateu, levou” inaugurado no último final de semana; expectativa é que senadora do PT responda de forma dura críticas desferidas pelos tucanos Beto Richa e Aécio Neves, na segunda 3, contra o governo de Dilma Rousseff.

A senadora Gleisi Hoffmann, candidata do PT ao Palácio Iguaçu, na semana que deixou o Ministério da Casa Civil, decidiu acelerar as visitações pelo interior do Paraná.  ... 

Leia mais

5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
20 Comentários

Paulo Rossi: “‘MP do Magazine Luiza’ é uma fraude do PT contra os trabalhadores”

Paulo Rossi*

Parece piada pronta, mas não é! O governo federal quer precarizar ainda mais as relações de trabalho em nosso país.

O Ministério do Trabalho e Emprego, pasta comandada pelo PDT !“ Partido originalmente constituído pelos ideais trabalhistas, pretende editar uma portaria flexibilizando a contratação de trabalhadores temporários pelo setor privado. Essas contratações anteriormente visavam somente a Copa do Mundo da FIFA, entidade máxima do futebol e que tem mandado e desmandado em nossa soberania nacional. Infelizmente, durante o dia o senhor ministro, Manoel Dias, prega o combate ao trabalho escravo e defende o Trabalho Decente, mas nos bastidores seus subordinados trabalham para por em prática essa medida que escraviza o trabalhador brasileiro.

No próprio governo, essa medida, apelidada de “MP do Magazine Luiza!, 2!ª maior rede varejista do Brasil, comandada pela empresária Luiza Trajano, que declinou do convite da presidenta Dilma para se tornar ministra das Micro e Pequenas Empresas, mas mesmo assim mantém grande influência junto à  presidenta da República, está caminhando mais rápido do que podemos imaginar. O lobby é grande, e caso isso aconteça, será na prática o maior desrespeito à  CLT !“ Consolidação das Leis do Trabalho, à  Constituição Federal e principalmente à  classe trabalhadora brasileira, como “nunca antes na história deste país!.

A proposta permite que empresas, principalmente indústrias e comércio varejista, façam contratos temporários diretamente com os trabalhadores por 14 dias, renováveis (com intervalo de 7 dias corridos) até o limite de 60 dias por ano. E quem ganha com isso? Claro que são as grandes redes de varejo, dentre as quais a Magazine Luiza que alegam que essa medida irá reduzir os custos de mão de obra para as empresas. A pergunta é: quem mais perderá com isso? Claro que serão os trabalhadores, pois, um trabalhador sem registro em carteira ficará sem direito aos benefícios sociais, tais como direito à  aposentadoria, além de ficar totalmente desprotegido em caso de acidente de trabalho.

Vale lembrar que desde 1974, ou seja, há quarenta anos existe a Lei 6.019/74, que trata da contratação dos Trabalhadores Temporários. De acordo com essa Lei, os trabalhadores são contratados por meio de uma empresa específica que presta serviços aos tomadores de serviços. Por este modelo de contratação os trabalhadores têm direito ao 13!º salário proporcional, Férias, FGTS !“ exceto a multa de 40%, mesma remuneração que o empregado da empresa tomadora de serviços, e, principalmente, estão protegidos pelas Leis Trabalhistas vigentes.

A UGT !“ União Geral dos Trabalhadores, a maior no Paraná e 3!ª maior central sindical brasileira, presidida nacionalmente pelo comerciário Ricardo Patah, e o Sindicato dos Comerciários de São Paulo (maior sindicato da América Latina) lançaram em 2013 uma campanha contra a informalidade no trabalho, que contou com o apoio do Ministério da Previdência Social, visando o registro formal em carteira de trabalho, pois acreditamos que essa é uma das formas de capitalizarmos e garantirmos o direito à  aposentadoria digna para toda a classe trabalhadora brasileira.

Mantendo o princípio da coerência e da prática de um sindicalismo cidadão, ético e inovador, a UGT não pode e não deve apoiar tal projeto (MP do Magazine Luiza) que precarizará ainda mais os direitos Leia mais

5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
9 Comentários

Pizzolato preso: fugiu com passaporte de irmão morto

do Brasil 247 A polícia italiana prendeu, nesta quarta-feira 5, o ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, que estava foragido desde novembro, quando recebeu ordem de prisão do Supremo Tribunal Federal por sua condenação na Ação Penal 470. Ele portava um documento falso – o passaporte de um irmão morto há vários anos.

A prisão foi por este motivo, na cidade de Maranello, região norte da Itália, país do qual Pizzolato tem cidadania e por isso não podia ser extraditado. Agora que foi preso, o condenado deve ser enviado pelos ‘carabinieri’ para cumprir sua pena de 12 anos e 7 meses de prisão no Brasil. Dos réus da Ação Penal 470, agora o único que ainda está solto – e talvez continue – é o delator, Roberto Jefferson.

De acordo com as primeiras informações, a Polícia Federal do Brasil já teria sido informada sobre o caso. Assim que recebeu ordem de prisão, em novembro, Pizzolato fugiu do Brasil por Buenos Aires, na Argentina. Depois de ter chegado na Itália, ele divulgou nota por meio de seu advogado justificando sua fuga, criticando a condenação e pedindo um novo julgamento.

“Por não vislumbrar a mínima chance de ter um julgamento afastado de motivações político eleitorais, com nítido caráter de exceção, decidi consciente e voluntariamente fazer valer meu legítimo direito de liberdade para ter um novo julgamento, na Itália, em um Tribunal que não se submete à s imposições da mídia empresarial, como está consagrado no tratado de extradição Brasil e Itália”, disse ele na ocasião.

Abaixo, notícia da Agência Brasil a respeito:

Foragido desde novembro, Henrique Pizzolato é preso na Itália

Ivan Richard – A Polícia Federal informou hoje (5) que prendeu na Itália o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, a operação foi realizada em conjunto com a polícia da Itália.

O ex-diretor fugiu para a Itália, em novembro de 2013. Ele passou a ser considerado foragido pela Polícia Federal e teve o nome incluído na lista da Interpol de procurados em mais de 190 países. Pizzolato foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal a 12 anos e sete meses de prisão, pelos crimes de lavagem de dinheiro, peculato e formação de quadrilha. Após a fuga do ex-diretor, o Ministério da Justiça (MJ) informou que ele poderia ser extraditado para o Brasil.

Leia mais

5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
61 Comentários

Gesto de André Vargas “viraliza” e o transforma em herói no PT

Nas redes sociais, André Vargas, vice-presidente da Câmara, se transformou em herói da militância petista e de simpatizantes do partido; na internet, há quem proponha o troféu "Homem do Ano" ao deputado paranaense mesmo faltando dez meses para terminar 2014; explicação dos proponentes é essa: "No momento certo, na hora exata estava lá e fez [levantou o punho cerrado na cara de Barbosa]"; algo que nem Lula ou outro simpatizante do PT ousou fazer antes de André Vargas; agora

Nas redes sociais, André Vargas, vice-presidente da Câmara, se transformou em herói da militância petista e de simpatizantes do partido; na internet, há quem proponha o troféu “Homem do Ano” ao deputado paranaense mesmo faltando dez meses para terminar 2014; explicação dos proponentes é essa: “No momento certo, na hora exata estava lá e fez [levantou o punho cerrado na cara de Barbosa]”; algo que nem Lula ou outro simpatizante do PT ousou fazer antes de André Vargas; agora “viralizado” o gesto, todos cerram os punhos em todo o país. (Charge de Adolar).

Não são poucos os elogios à  coragem do deputado federal André Vargas (PT-PR), nas redes sociais, que na segunda-feira (3) levantou o punho cerrado em frente o ministro Joaquim Barbosa. A repetição do gesto feito por José Genoino e José Dirceu, quando foram presos, soou como provocação ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). ... 

Leia mais

5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

Apagão e a velha mídia: o que é fato e o que é torcida contra o Brasil?

do Brasil 247Nesta quarta-feira 5, os principais jornais do País, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e O Globo, dedicam suas manchetes à  falha de energia ocorrida ontem em várias cidades do País. Com tom pessimista, a mídia retoma as previsões de apagão e dissemina a informação de que o Brasil opera no limite de sua capacidade de energia.

Num passado recente, colunistas da grande imprensa previram um apagão na virada de 2012 para 2013, o que não aconteceu. Depois, mesmo desmentida pelas termelétricas e pelas chuvas, a mídia anteviu, há um ano, que haveria corte de energia também em 2014. A mesma torcida parece agora ter voltado.

Colunistas como Merval Pereira, do Globo, ressaltam até que “os deuses estão do lado do [pré-candidato à  presidência] Eduardo Campos”, ao comentar que a luz acabou enquanto o socialista criticava o governo (leia aqui). Com a declaração, Merval leva um debate que é técnico para o campo político e sugere que o candidato teve sorte ao poder comprovar seus ataques, apesar do prejuízo à  população.

O presidenciável do PSDB, senador Aécio Neves, foi um dos primeiros políticos a responsabilizar a gestão petista pela falha de energia. “Estamos agora colhendo, infelizmente, os frutos da má-gestão do governo federal na área de energia. O governo federal afugentou os investimentos”, atacou o tucano.

O governo esclareceu, no entanto, que a interrupção ocorrida nesta terça “não tem a ver com estresse do sistema”. A afirmação foi do secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann. O sistema interligado brasileiro de distribuição de energia, segundo ele, “trabalha com tranquilidade, dentro do equilíbrio estrutural normal entre oferta e demanda”.

Zimmermann afirmou que não há perigo de falta de energia do ponto de vista estrutural. “O sistema elétrico brasileiro tem capacidade instalada de cerca de 127 mil megawatts (MW) e o recorde da demanda de energia ontem (segunda-feira) foi de cerca de 84 mil MW”, disse Zimmermann, descartando a possibilidade de racionamento de energia.

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, também presente à  coletiva de imprensa convocada pelo MME, ressaltou que “riscos dessa natureza existem”, como aconteceu no Nordeste no ano passado. No último caso, os representantes do governo esclareceram que “as causas ainda estão sob análise”.

O risco é de que a análise Leia mais

5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
18 Comentários

Por que os tucanos poupam Requião? Medo ou estratégia?

Jornal tucano "O Paraná", de Cascavel, coloca "guizo no gato" ao atribuir ao senador Requião travamento de empréstimos ao Paraná; por outro lado, deputado Ademar Traiano, ideólogo do tucanato, coloca culpa na ex-ministra Gleisi a quem classifica em sua coluna de hoje, neste blog, como "mentirosa"; ao poupar o senador Requião, o Palácio Iguaçu estaria com medo do troco ou cumpre estratégica política visando polarizar a disputa de outubro com a petista?

Jornal tucano “O Paraná”, de Cascavel, coloca “guizo no gato” ao atribuir ao senador Requião travamento de empréstimos ao Paraná; por outro lado, deputado Ademar Traiano, ideólogo do tucanato, coloca culpa na ex-ministra Gleisi a quem classifica em sua coluna de hoje, neste blog, como “mentirosa”; ao poupar o senador Requião, o Palácio Iguaçu estaria com medo do troco ou cumpre estratégica política visando polarizar a disputa de outubro com a petista?

O Palácio Iguaçu virou todas as “baterias aéreas” contra a ex-ministra e atual senadora Gleisi Hoffmann (PT), candidata à  cadeira que hoje pertence ao governador Beto Richa (PSDB) — que tentará a reeleição nas eleições de outubro. Acusam-na de travar empréstimos para prejudicar o Paraná. Não entrarei no mérito dessa questão, mas o que chama a atenção é que o senador Roberto Requião (PMDB) não tem medido esforços para impedir as operações de crédito pleiteadas pelos tucanos. ... 

Leia mais

5 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
55 Comentários

Coluna do Ademar Traiano: “Mentirosa é dona Gleisi e o PT mensaleiro”

Deputado Ademar Traiano, em sua coluna desta quarta, afirma com veemência que a mentira está no DNA do PT do mensalão; ideólogo de Beto Richa e do Palácio Iguaçu, sem dó nem piedade, ele devolve acusação que petistas fizeram contra o governador tucano no último fim de semana: "Mentirosa é dona Gleisi e o PT mensaleiro"; Traiano diz que a ex-ministra utiliza o método da mentira para agir contra o Paraná; ele a acusa de travar empréstimos, acobertar mensaleiros fugitivos e a desmente que o estado esteja inadimplente e tenha estourado o limite de 49% com folha de pagamento; Gleisi Hoffmann quer ser candidata ao governo. Tem de explicar porque impediu que empréstimos, destinados a atender interesses prioritários do Paraná, capazes de melhorar a saúde, educação, saneamento e segurança pública, chegassem ao Paraná. Mentir sobre o que fez não vai resolver nada!, diz um trecho de sua coluna; leia o texto.

Deputado Ademar Traiano, em sua coluna desta quarta, afirma com veemência que a mentira está no DNA do PT do mensalão; ideólogo de Beto Richa e do Palácio Iguaçu, sem dó nem piedade, ele devolve acusação que petistas fizeram contra o governador tucano no último fim de semana: “Mentirosa é dona Gleisi e o PT mensaleiro”; Traiano diz que a ex-ministra utiliza o método da mentira para agir contra o Paraná; ele a acusa de travar empréstimos, acobertar mensaleiros fugitivos e a desmente que o estado esteja inadimplente e tenha estourado o limite de 49% com folha de pagamento; Gleisi Hoffmann quer ser candidata ao governo. Tem de explicar porque impediu que empréstimos, destinados a atender interesses prioritários do Paraná, capazes de melhorar a saúde, educação, saneamento e segurança pública, chegassem ao Paraná. Mentir sobre o que fez não vai resolver nada!, diz um trecho de sua coluna; leia o texto.

por Ademar Traiano ... 

Leia mais