2 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
16 Comentários

Requião, convertido ao bom-mocismo, critica “baixaria” de Gleisi e Richa

Roberto Requião, ex-incendiário!, agora age como bombeiro! na refrega entre Gleisi e Richa; pelo Twitter, senador reclama da "baixaria" promovida pelo tucano e petista no último final de semana na região Noroeste; novo! Requião chama Gleisi de Barbie! e Richa de Falcon!, bonecos que foram lançados no início dos anos 80; Sugiro que se vistam para um funeral eleitoral, junto com pedágio etc...!, fuzilou o peemedebista; será que esse bom-mocismo! vai durar muito tempo?

Roberto Requião, ex-incendiário!, agora age como bombeiro! na refrega entre Gleisi e Richa; pelo Twitter, senador reclama da “baixaria” promovida pelo tucano e petista no último final de semana na região Noroeste; novo! Requião chama Gleisi de Barbie! e Richa de Falcon!, bonecos que foram lançados no início dos anos 80; Sugiro que se vistam para um funeral eleitoral, junto com pedágio etc…!, fuzilou o peemedebista; será que esse bom-mocismo! vai durar muito tempo?

Sinal dos tempos? O senador Roberto Requião (PMDB), pelo Twitter, está tirando uma casquinha do entrevero do final de semana entre a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT), e o governador Beto Richa (PSDB), que bateram boca na região Noroeste do Paraná. ... 

Leia mais

2 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
33 Comentários

Joaquim Barbosa tira foto em Miami com empresário foragido

do Brasil 247
O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, se envolveu em mais uma polêmica. Ainda sem conseguir justificar as 11 diárias financiadas pela Corte em suas férias na Europa, circula atualmente na internet uma imagem em que o magistrado aparece em Miami ao lado de um foragido da Justiça brasileira.

Barbosa aparece com Antonio Mahfuz em imagem postada no seu Facebook, com a legenda: Sob a mesma luz que guiava os peregrinos no deserto! Renasce a esperança com o Justiceiro. Thanks God!!.

Segundo Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, não haveria problema nenhum não fosse Mahfuz a chamada chave de cadeia. Ele fugiu do Brasil, há quinze anos, e deixou atrás de si copiosos calotes. Uma contabilidade recente coloca Mahfuz como réu em 221 processos!.

Colunista lembra que, o foi exatamente para escapar da cadeia que ele se refugiou na Flórida, onde sabemos que JB comprou um apartamento em nome de uma empresa imaginária, para não pagar imposto!.

Mahfuz foi processado pelo seu principal credor, o banco Chase Manhattan e por suas irmãs, sob a acusação de que ele falsificou a assinatura do pai numa procuração que lhe dava poderes para administrar os negócios do patriarca, Elias Mahfuz, um imigrante sírio que montou do nada um patrimônio respeitável no interior de São Paulo.

Segundo Nogueira, seja qual for a origem da confraternização de Mahfuz e Joaquim Barbosa, está claro que ele deve uma satisfação aos brasileiros (Leia mais no DCM).

Condenado na AP 470, Delúbio Soares repercutiu a foto no Twitter com o post: “Antônio Mahfuz: 221 processos, prisão decretada, foragido do Brasil. Em Miami, com Joaquim Barbosa, num bar.”

Leia mais