Por Esmael Morais

Requião é o fiel da balança em 2014, diz pesquisa na Gazeta do Povo

Publicado em 21/12/2013

De acordo com sondagem da Paraná Pesquisa divulgada pelo jornal Gazeta do Povo, neste domingo (22), candidatura do senador Roberto Requião é a única esperança de segundo turno nas eleições de 2014; sem o senador, os números são favoráveis à  reeleição do tucano já no primeiro turno; instituto não incluiu o nome de Ratinho Júnior, que é pressionado pelo PSC para disputar o Palácio Iguaçu; secretário do Desenvolvimento Urbano, em alguns cenários, em pesquisas anteriores, lidera a corrida pelo governo do estado.

De acordo com sondagem da Paraná Pesquisa divulgada pelo jornal Gazeta do Povo, neste domingo (22), candidatura do senador Roberto Requião é a única esperança de segundo turno nas eleições de 2014; sem o senador, os números são favoráveis à  reeleição do tucano já no primeiro turno; instituto não incluiu o nome de Ratinho Júnior, que é pressionado pelo PSC para disputar o Palácio Iguaçu; secretário do Desenvolvimento Urbano, em alguns cenários, em pesquisas anteriores, lidera a corrida pelo governo do estado.

O jornal Gazeta do Povo, edição deste domingo (22), traz nova pesquisa sobre a corrida pelo governo do Paraná. Segundo os números da Paraná Pesquisas, em um cenário mais crível, Beto Richa (PSDB) lidera com 43%, Gleisi Hoffmann (PT) tem 24% e Roberto Requião (PMDB) larga com 20%.

De acordo com a sondagem, os números são parecidos com os divulgados em agosto. Somente o tucano subiu (4%), enquanto a petista manteve os mesmo índices (24%) e o peemedebista oscilou negativamente (1%).

Em um dos cenários, Richa aparece com 46%; Gleisi chega a 27%; o ex-governador Orlando Pessuti (PMDB) faz 7%; Silvio Barros (PHS) atinge 5%; o empresário Joel Malucelli (PSD) obtém 1% e a deputada Rosane Ferreira (PV) também faz 1%. A soma de todos não é suficiente para levar a disputa para o segundo turno.

Na prática, segundo a manchete da Gazeta do Povo, Requião é o fiel da balança para 2014. Sem ele no jogo eleitoral, Richa vence a disputa já no primeiro turno. Por isso o desespero do Palácio Iguaçu em anulá-lo, em derrotá-lo na convenção do PMDB. Somente o PT de Gleisi ainda “não” tomou conhecimento dessa conjuntura favorável ao tucanato.

A Paraná Pesquisas também simulou enfrentamentos no segundo turno. Richa derrotaria Gleisi por 54% a 32%. O tucano também venceria Requião por 57% a 28%.

Estranhamente, o instituto de Murilo Hidalgo não pesquisou o nome de Ratinho Júnior (PSC) que tende a disputar o Palácio Iguaçu em 2014. O partido do secretário do Desenvolvimento Urbano deverá começar em janeiro campanha pela candidatura própria e saída do governo Richa.

A Paraná Pesquisas entrevistou 1.665 eleitores em 75 municípios do Paraná entre os dias 12 e 16 de dezembro. A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos.