PMDB do Paraná discute hoje cenário eleitoral sem candidatura de Gleisi

Publicado em 4 dezembro, 2013
Compartilhe agora!

Bancada estadual do PMDB se reúne hoje á noite, em Brasília, para analisar a conjuntura política do Paraná durante jantar na casa de Temer; peemedebistas deverão debater hipótese de Gleisi Hoffmann não disputar as eleições de 2014; Requião afirma que se a ministra "pipocar" André Vargas tem grandes chances de ser seu vice; parlamentares também discutirão possibilidade de apoiar Richa, no entanto, o anfitrião veta essa hipótese; tucano já jurou amor a Aécio Neves e Eduardo Campos; governador ainda pode formar um terceiro palanque no estado?
Bancada estadual do PMDB se reúne hoje á noite, em Brasília, para analisar a conjuntura política do Paraná durante jantar na casa de Temer; peemedebistas deverão debater hipótese de Gleisi Hoffmann não disputar as eleições de 2014; Requião afirma que se a ministra “pipocar” André Vargas tem grandes chances de ser seu vice; parlamentares também discutirão possibilidade de apoiar Richa, no entanto, o anfitrião veta essa hipótese; tucano já jurou amor a Aécio Neves e Eduardo Campos; governador ainda pode formar um terceiro palanque no estado?
O coordenador da bancada paranaense na Câmara Federal, deputado Marcelo Almeida, levará à  mesa esta noite, em Brasília, a hipótese de a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT), não disputar o governo do Paraná.

Em conversa com este blogueiro, Almeida admitiu preocupação com a construção de um amplo e forte palanque no Paraná visando sustentar a chapa Dilma e Temer em 2014.

Hoje à  noite, a bancada estadual do PMDB, formada por 13 deputados, vai degustar um carneiro no Palácio Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República, Michel Temer (leia aqui). A maioria dos parlamentares, segundo Almeida, é pela aliança com o governador Beto Richa (PSDB). Marcelo Almeida torce por uma composição com Gleisi.

O senador Roberto Requião também vê possibilidades de Gleisi Hoffmann “pipocar” e não disputar o Palácio Iguaçu. Ex-governador por três mandatos, o senador conta que petistas da cozinha do Palácio do Planalto afirmam que a candidatura da ministra da Casa Civil ainda é uma incógnita.

Requião observa que as dificuldades que a presidenta Dilma enfrenta para construir palanques regionais são as mesmas enfrentadas pela ministra Gleisi no Paraná.

O senador peemedebista adianta que, caso Gleisi realmente “pipoque”, vai convidar o deputado André Vargas (PT) para sua vice. Por sua vez, o vice-presidente da Câmara se diz lisonjeado pela lembrança, mas garante que já tem planos para concorrer ao Senado.

Além de discutir hoje cenário eleitoral sem candidatura de Gleisi Hoffmann, a maioria dos deputados estaduais também vai deixar claro que está apaixonada pelo tucano Beto Richa — pelo menos até junho do ano que vem.

O governador do PSDB já tem articulado palanque duplo no Paraná. Um com o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) e outro com o governador pernambucano Eduardo Campos (PSB). Haverá espaço para um terceiro palanque, Dilma e Richa, no estado, a partir de iniciativa do PMDB? O blog prospectou a resposta: não. Michel Temer veta liminarmente essa hipótese.

Compartilhe agora!

Comments are closed.