De olho no governo do Paraná e em busca de holofote, àlvaro Dias tabela com Veja contra Lula e PT

"Quero Tuma Jr. no Roda Viva e no Congresso Nacional, colocando as cartas na mesa", pede o senador do PSDB, pelo Twitter; "O passado de Lula, a fábrica de dossiês do governo, o mensalão, a morte de Celso Daniel como crime político são esqueletos ainda não retirados totalmente do armário de crimes dos últimos anos", acrescenta o tucano, sobre as revelações feitas no novo livro do ex-secretário Nacional de Justiça; líder do DEM, deputado Ronaldo Caiado (GO) disse que apresentará requerimento convidando Romeu Tuma Júnior a depor na Câmara amanhã para levar os documentos que possui; coincidência ou não com a radicalização contra o PT e Lula, na semana que passou, àlvaro Dias foi bastante lembrado para substituir Beto Richa na disputa pelo Palácio Iguaçu; o correligionário tucano se enfiou em uma crise financeira e moral sem precedentes na história do estado do Paraná.

“Quero Tuma Jr. no Roda Viva e no Congresso Nacional, colocando as cartas na mesa”, pede o senador do PSDB, pelo Twitter; “O passado de Lula, a fábrica de dossiês do governo, o mensalão, a morte de Celso Daniel como crime político são esqueletos ainda não retirados totalmente do armário de crimes dos últimos anos”, acrescenta o tucano, sobre as revelações feitas no novo livro do ex-secretário Nacional de Justiça; líder do DEM, deputado Ronaldo Caiado (GO) disse que apresentará requerimento convidando Romeu Tuma Júnior a depor na Câmara amanhã para levar os documentos que possui; coincidência ou não com a radicalização contra o PT e Lula, na semana que passou, àlvaro Dias foi bastante lembrado para substituir Beto Richa na disputa pelo Palácio Iguaçu; o correligionário tucano se enfiou em uma crise financeira e moral sem precedentes na história do estado do Paraná.

Na semana em que foi lembrado para substituir Beto Richa na disputa pelo governo do Paraná (clique aqui para relembrar), o senador àlvaro Dias radicaliza o discurso contra o PT. à‰ a busca pelo holofote e do retorno ao Palácio Iguaçu, 25 anos depois.

A seguir, leia matéria no site Brasil 247:

Parlamentares da oposição querem ouvir no Congresso o ex-secretário Nacional de Justiça Romeu Tuma Júnior depois de suas revelações à  revista Veja neste final de semana. “Quero Tuma Jr. no Roda Viva e no Congresso Nacional, colocando as cartas na mesa”, escreveu no Twitter o senador Alvaro Dias (PSDB-PR). Em entrevista sobre seu “livro bomba”, como define a revista da Editora Abril, o delegado aposentado afirma ter recebido ordens do governo para criar dossiês contra uma série de inimigos políticos do PT.

“O passado de Lula, a fábrica de dossiês do governo, o mensalão, a morte de Celso Daniel como crime político são esqueletos ainda não retirados totalmente do armário de crimes dos últimos anos”, acrescentou o parlamentar tucano, citando alguns temas que foram mencionados por Tuma. O ex-secretário de Justiça, que deixou o cargo em 2010 com o nome vinculado à  máfia de contrabandistas chineses, disse que tudo era comandado pelo então ministro da Justiça Tarso Genro, hoje governador do Rio Grande do Sul.

Outro que defende o convite a Tuma para comparecer na Câmara é o líder do DEM, Ronaldo Caiado (GO). “Romeu Tuma Jr, que esteve sob o comando de Lula, agora comprova que o PT montou um governo de aloprados”, escreveu o deputado no Twitter, neste sábado. Ele diz que apresentará um requerimento nesta segunda-feira 9. Como não possui mais cargo público, Tuma não é obrigado a comparecer. “Vou ter de contar com a boa-vontade dele”, diz Caiado, que conta ainda com a cobrança direta à s autoridades envolvidas nas denúncias.

Leia mais aqui sobre a entrevista de Tuma à  Veja.

Comentários encerrados.