Coluna do Ricardo Gomyde: “Xô, violência no futebol. Paz nos estádios!

Compartilhe agora!

Cadeia para os brigões. à‰ isso que defende Ricardo Gomyde em sua coluna deste sábado; diretor de Futebol do Ministério do Esporte, ele defende rigor nas punições individuais aliadas a sanções aos clubes; colunista lamenta cenas de violência na última rodada do Campeonato Brasileiro, entre Vasco e Atlético Paranaense, e diz que pancadaria reflete na imagem do país no exterior à s vésperas da Copa do Mundo; especialista em políticas de inclusão social, Gomyde descreve as medidas anunciadas esta semana contra a violência nos estádios; leia o texto.
Cadeia para os brigões. à‰ isso que defende Ricardo Gomyde em sua coluna deste sábado; diretor de Futebol do Ministério do Esporte, ele defende rigor nas punições individuais aliadas a sanções aos clubes; colunista lamenta cenas de violência na última rodada do Campeonato Brasileiro, entre Vasco e Atlético Paranaense, e diz que pancadaria reflete na imagem do país no exterior à s vésperas da Copa do Mundo; especialista em políticas de inclusão social, Gomyde descreve as medidas anunciadas esta semana contra a violência nos estádios; leia o texto.
por Ricardo Gomyde*

A escalada de violência dentro e nos arredores dos estádios, que aconteceu neste Campeonato Brasileiro, ofende nossos verdadeiros torcedores e expõe nosso país de maneira muito negativa à s vésperas da Copa do Mundo. Não pode ser uma questão empurrada para a próxima temporada. à‰ hora de concentrar ações e resolver este problema.

Por isso, nesta semana, convocamos uma reunião dos Ministérios do Esporte e da Justiça, com representantes do Ministério Público, Judiciário, forças de segurança, clubes, federações, CBF e Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para enfrentar essa questão e não permitir que cenas como a que vimos na última rodada do Brasileirão se repitam. Futebol é arte, entretenimento. Espaço para famílias, gente de bem. Já os marginais travestidos de torcedores, que sejam identificados, processados e apenados.

Saímos da reunião com um conjunto de medidas de prevenção e combate à  violência nos jogos de futebol (listo ao final as ações que vamos trabalhar conjuntamente). Entre as ações, está a criação de juizados e delegacias especiais do torcedor. Isso dará celeridade à  identificação, sentenciamento e detenção dos envolvidos em brigas.

Por isso, enfatizo: é preciso fazer valer o Estatuto do Torcedor, punindo individualmente cada um dos brigões, responsabilizando quem tem que ser responsabilizado !“ e aí entram os clubes também. A lei existe! E ela precisa ser aplicada e cumprida! Somando a isto o conjunto de ações que decidimos trabalhar daqui para frente, temos convicção que cenas violentas como as que testemunhamos neste Brasileirão não se repetirão.

Vejam as medidas a serem tomadas:

1- Criação de um guia de procedimento de segurança em eventos esportivos;

2- Efetivação de um cadastro de torcedores violentos impedidos de frequentar os estádios;

3- Orientação aos estados para criar juizados especiais do torcedor;

4- Orientação aos estados para criar delegacias especializadas do torcedor;

5- Maior responsabilização dos clubes pelos atos de violência cometidos por seus torcedores;

6- Integração das áreas de inteligência da segurança pública, que atuam em grandes eventos;

7- Melhoria dos equipamentos de segurança dos estádios;

8- Criação do Estatuto da Segurança Privada, definindo regras de funcionamento; e

9- Instalação de Câmara Técnica no Ministério da Justiça para tratar da segurança em eventos esportivos.

Paz nos estádios!!!

*Ricardo Gomyde, diretor de Futebol do Ministério do Esporte, especialista em políticas de inclusão social, é membro da Comissão Organizadora da Copa do Mundo no Brasil em 2014. Escreve nos sábados no Blog do Esmael.

Compartilhe agora!

Comments are closed.