25 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
37 Comentários

O Brasil deve seguir o Uruguai na liberação da maconha?

do Brasil 247
O Uruguai iniciou oficialmente, a partir da terça-feira 24, uma experiência inédita na América Latina. O presidente José Pepe Mujica sancionou a legislação aprovada pelo Congresso do País que descriminaliza e libera para plantio, uso e comercialização controlada a canabis, a conhecida maconha.

à‰ a primeira vez que um país da região adota uma lei que não é punitiva sobre o produtor e o usuário da planta. Nos Estados Unidos, a permissão para o uso recreativo ou medicinal da maconha já está consagrada em estados como Califórnia, Colorado e Washington. No Brasil, a iniciativa do Uruguai despertou a ira dos fundamentalistas na mídia familiar, que já indicam que o país vizinho passará a ser uma base segura para o narcotráfico do continente.

Não se tem notícia de que Pepe Mujica tenha sido ou seja um maconheiro, como se chama, de modo pejorativo, o usuário de canabis. Muito menos que ele tenha algum vestígio de ligação com o narcotráfico, que perdeu seus chefões como Pablo Escobar mas realiza negócios bilionários de produção, distribuição e comercialização de drogas pesadas como a heroína, a cocaína e seus subprodutos, como o crack, todos os anos na América do Sul.

Na história de Pepe Mujica há um passado de guerrilheiro contra a sanguinária ditadura uruguaia e um presente de perfil discreto e nada afeito a mordomias. Na economia e na política, o presidente toca o país sem solavancos, numa placidez que nada tem a ver com as pirotecnias fracassadas de sua colega argentina Cristina Kirchner. Até aqui, pela soma desses fatores, Pepe Mujica era um exemplo de governante bem centrado no desempenho do cargo, mas passou a ser execrado pelo conservadorismo em razão da lei da maconha.

Pressa atrasada

A pressa em julgar Mujica e sua iniciativa é inútil. Iniciada agora, a experiência do Uruguai só vai dar resultados, positivos ou negativos, em médio e longo prazos. à‰ difícil imaginar que, em razão de uma lei, legiões de usuários atravessem o rio da Prata em busca de sua Meca ou poderosos chefões do tráfico de drogas pesadas mudem suas estratégias apenas porque agora se pode ter até seis pés de canabis num jardim. Igualmente não se deve registrar uma adesão em massa à  prática de fumar maconha dentro do próprio Uruguai, até mesmo porque o tabaco sempre foi liberado e seu consumo se dá com estabilidade.

Para quem enxerga na Leia mais

25 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
14 Comentários

Bibliotecária contesta emprego a Dirceu. Perseguição ou azar do petista?

Brasil 247Depois de desistir do emprego no hotel St. Peter e apresentar um novo pedido para trabalhar, desta vez na biblioteca do advogado José Geraldo Grossi, o ex-ministro José Dirceu encontrou um novo obstáculo.

De acordo com nota divulgada pela presidente do Conselho Nacional de Biblioteconomia, Regina Cél de Souza, Dirceu não poderia exercer a profissão. Abaixo a nota divulgada por ela:

Em relação a emprego oferecido a mensaleiro, informamos que o exercício da profissão de bibliotecário é privativo do bacharel em biblioteconomia, conforme a legislação vigente determina.

Cabe ao conselhos estaduais e federal de biblioteconomia legislar, registrar e fiscalizar a profissão.

As infrações à  legislação são passíveis de autuação, procedimentos administrativos e criminais, quando necessários, com aplicação das devidas penas.

Como se trata de profissão regulamentada, aos leigos que venham a atuar na área serão aplicadas penalidades, devido ao exercício ilegal da profissão.

Leia mais

25 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
36 Comentários

Coluna do Ademar Traiano: “Petistas fazem terrorismo contra Beto Richa”

Deputado Ademar Traiano, em sua última coluna de 2013, mantém o ritmo de crítica ao PT; "Os petistas fazem terrorismo contra o Paraná e o governo Beto Richa", acusa o líder do tucano na Assembleia Legislativa do Paraná; colunista aponta o dedo para os ministros Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann, sem citá-los nominalmente, que estariam interessados em desestabilizar o estado por questões eleitorais; segundo o colunista, não foram os empréstimos que possibilitaram o pagamento do 13!º salário dos servidores; se trata de recurso

Deputado Ademar Traiano, em sua última coluna de 2013, mantém o ritmo de crítica ao PT; “Os petistas fazem terrorismo contra o Paraná e o governo Beto Richa”, acusa o líder do tucano na Assembleia Legislativa do Paraná; colunista aponta o dedo para os ministros Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann, sem citá-los nominalmente, que estariam interessados em desestabilizar o estado por questões eleitorais; segundo o colunista, não foram os empréstimos que possibilitaram o pagamento do 13!º salário dos servidores; se trata de recurso “carimbado” e isso é mais um capítulo do terrorismo petista!; Traiano compara dados macroeconômicos do Paraná com os asnáticos! números do Brasil e afirma que, sob Richa e os tucanos, o estado tem tido crescimento chinês; parlamentar cita o jornal Gazeta do Povo, de acordo com ele, órgão oficial do PT, para sustentar sua tese de pujança; leia o texto.

por Ademar Traiano* ... 

Leia mais