13 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
46 Comentários

Despenca a avaliação do governo Beto Richa, diz Ibope

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), despencou na avaliação entre os eleitores do estado, de acordo com o Ibope divulgado nesta sexta (13). De segundo melhor avaliado entre 27 governadores, em dezembro de 2011, com 74% de aprovação, o tucano caiu para a sétima posição com 45%.

No quesito avaliação pessoal, Beto Richa alçou o índice de 54%.

O mais bem avaliado é o governador do Amazonas, Omar Aziz (PSD). A avaliação positiva do seu governo chega a 74%. Em relação à  avaliação pessoal, o percentual sobe para 84%.

Na segunda colocação figura o presidenciável e governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), com 58% dos pernambucanos considerando sua gestão ótima ou boa. O gestor tem uma avaliação pessoal de 76%. Em seguida aparece o governador do Acre, Tião Viana (PT), com avaliação positiva de 55% e pessoal, de 70%.

Piores avaliações

A pior avaliação é da governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini (DEM), tem a pior avaliação. Segundo o levantamento, apenas 7% dos entrevistados avaliam a gestão da democrata como sendo ótima ou boa. No quesito avaliação pessoal, o percentual sobe para 13%.

A segunda pior avaliação é do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT). A gestão do petista é avaliada como positiva por apenas 9% da população. Quanto à  avaliação pessoal, o índice chega a 16%. Na terceira posição, em termos de avaliação negativa, está o governador do Amapá, Camilo Capibaribe (PSB). Naquele estado, 18% da população considera sua gestão ótima ou boa. A avaliação pessoal do socialista crava 26%.

Em quarto lugar está o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), com 18% da população fluminense considerando a sua gestão ótima ou boa. Quanto à  avaliação pessoal, este índice sobe para 39%.

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas em 727 municípios, entre os dias 23 de novembro e 2 de dezembro. A margem de erro de 2 pontos percentuais.

Abaixo, os resultados da pesquisa CNI/Ibope sobre governadores:

Amazonas (Omar Aziz, PSD)
Avaliação positiva do governo: 74%
Aprovação pesso Leia mais

13 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
9 Comentários

Até tu, Tucanelli?

Conta a jornalista Roseli Abraão, em seu blog, que o secretário Estado do Trabalho, Luiz Cláudio Romanelli, deputado do PMDB licenciado, anda costeando o alambrado da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, candidata do PT ao governo do Paraná.

Romanelli, também conhecido como Tucanelli por razões óbvias que dispensam explicações, deu uma explicação meio esquisita para justificar o encontro com a petista e punhalada no governador Beto Richa (PSDB): “apresentar proposta do Fórum Nacional das Secretarias do Trabalho”.

Tucanelli pode ter visitado Gleisi em missão do Palácio Iguaçu, haja vista que Richa teme uma possível candidatura do senador Roberto Requião (PMDB). Um terceiro nome na disputa deixaria a corrida eleitoral incerta em 2014.

Também não se pode descartar a hipótese de que o secretário tenha sondado pular a cerca ou ainda errado de porta, haja vista que quem trata de assuntos relativos ao mundo do trabalho é o Ministério do Trabalho.

A derrota do prefeito Luciano Ducci (PSB), candidato à  reeleição em Curitiba, em 2012, com apoio do governador tucano, pode ter sido pedagógica.

Sem minha candidatura, Beto Richa ganha no 1!º turno!, vaticinou Requião em conversa com o deputado André Vargas, porta-voz de Gleisi.

A seguir, leia o texto da jornalista Roseli Abraão:

Romanelli visita Gleisi

O secretario do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli, um dos peemedebistas que defende que o PMDB suba no palanque do governador Beto Richa, se encontrou, ontem, em Brasília, com a ministra Gleisi Hoffmann.

Romanelli apresentou à  ministra a proposta do FONSET – Fórum Nacional das Secretarias do Trabalho.

Não se sabe se conversaram sobre as eleições do ano que vem.

Ontem, também, a ministra Gleisi Hoffmann se encontrou com deputados federais peemedebistas, quando disse que não é da !“natureza!” do PMDB, parceiro histórico do PT, se aliar com o PSDB.

Leia mais

13 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
18 Comentários

Privatizações de Beto Richa vão acabar em prisões, alertam servidores

O Fórum das Entidades Sindicais de Servidores Públicos Estaduais, que reúne 16 organizações, nesta sexta (13), emitiu “Nota Pública” denunciando o governador Beto Richa (PSDB) de privatizar serviços essenciais à  sociedade paranaenses, tais como a saúde, no “apagar das luzes” de 2013.

O documento diz que o governo agoniza financeiramente e que a proposta tucana é criar fundações visando a precarização dos trabalhadores nas áreas de Cultura, Turismo, Desporto, Comunicação Social, Assistência Social e Ciência e Tecnologia.

O Fórum, coordenado pela APP-Sindicato, recorda que a privatização dos serviços públicos em Londrina, Norte do estado, terminou na polícia com prisões efetuadas pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

“Por isto o FES pede aos parlamentares que deixem esse assunto para o próximo ano”, apela a organização que representa mais de 200 mil servidores públicos paranaenses.

Abaixo, leia o documento do Fórum das Entidades Sindicais:

Nota Pública do Fórum das Entidades Sindicais

O governo Beto Richa encerra seu terceiro e último ano de mandato. à‰ público que o governo agoniza financeiramente. Talvez em busca de soluções para sua própria incompetência, o objetivo de Richa é fazer uma profunda modificação da modelagem do Estado por meio dos projetos de lei 22 e 762. A proposta é privatizar os serviços públicos, a começar pela saúde, de forma a facilitar que a iniciativa privada fique com mais dinheiro público.

O projeto de lei 762 atinge o coração da saúde pública paranaense. A Funaes – Fundação Estatal de Atenção à  Saúde – terá autonomia financeira, dinheiro público, imóveis doados e servidores cedidos. Fará seu próprio planejamento, ou seja, escolherá onde e como atuar.

O projeto de lei 22 prevê a criação de fundações nas áreas de Cultura, Turismo, Desporto, Comunicação Social, Assistência Social e Ciência e Tecnologia. Isso significa que quase todo o funcionalismo pode ir pras fundações. A privatização é quase total!

Leia mais

13 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
19 Comentários

Segundo o Ibope, sobe para 43% aprovação do governo Dilma

da Agência Brasil
O percentual da população que avalia como ótimo ou bom o desempenho do governo da presidenta Dilma Rousseff aumentou de 37% para 43%. A aprovação da maneira como ela governa oscilou de 54% para 56%, enquanto a parcela da população que confia na presidenta se manteve estável em 52%. Os dados fazem parte da pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), encomendada ao Ibope, e divulgada hoje (13).

Segundo o gerente Executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, um dos pontos que mais influenciaram o crescimento da aprovação do governo foi o fato de isso ocorrer após uma forte queda do índice, em decorrência das manifestações de julho. Em março, o governo Dilma bateu recorde de aprovação, com 63% da população considerando-o ótimo ou bom. Em julho, com as manifestações, o percentaul chegou a 31%.

“As pessoas tiveram reações muito fortes em função das manifestações. Mas depois reavaliaram. Vale ressaltar que a recente pesquisa mostra melhora na avaliação do governo, mas não da presidenta Dilma Rousseff. Até porque a aprovação da maneira como ela governa apresentou uma oscilação dentro da margem de erro da pesquisa, de 2 pontos percentuais; e a parcela da população que confia nela ficou estável [em 52%]”, disse Fonseca.

Melhora avaliação das políticas de governo

Entre setembro e novembro, a avaliação das políticas específicas de governo melhorou em todas as áreas analisadas pela pesquisa CNI-Ibope. Mesmo assim, em praticamente todas as áreas analisadas o percentual de desaprovação é maior que o de aprovação.

A aprovação das políticas de combate ao desemprego subiu 8 pontos percentuais, passando de 39% para 47%. Já a desaprovação caiu de 57% para 49%. Leia mais

13 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
23 Comentários

Requião criou a CPI do à”nibus por ciúmes da família Pessuti!, diz ex-governador Pessuti

Orlando Pessuti vê "ciúmes e perseguição" de Requião que, nesta sexta, emplacou no Senado a CPI do à”nibus; na Câmara Municipal de Curitiba, vereador Bruno Pessuti, filho do desafeto do senador, relatou comissão de investigação cujo relatório final sugeriu redução da tarifa na capital paranaense de R$ 2,70 para R$ 2,20.

Orlando Pessuti vê “ciúmes e perseguição” de Requião que, nesta sexta, emplacou no Senado a CPI do à”nibus; na Câmara Municipal de Curitiba, vereador Bruno Pessuti, filho do desafeto do senador, relatou comissão de investigação cujo relatório final sugeriu redução da tarifa na capital paranaense de R$ 2,70 para R$ 2,20.

O ex-governador Orlando Pessuti, secretário-geral do PMDB, enviou mensagem ao blog sobre a CPI do à”nibus emplacada hoje pelo senador Roberto Requião no Senado: ... 

Leia mais

13 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
22 Comentários

“Livro Bomba” de Tuma Filho vira tábua de salvação tucana no país

do Brasil 247
O livro “Assassinato de reputações – um crime de Estado”, lançado por Romeu Tuma Júnior, tem uma serventia política cada vez mais clara: impedir que peixes graúdos ligados a governos do PSDB sejam investigados pelo Supremo Tribunal Federal.

Ontem, o inquérito foi distribuído e caiu nas mãos da ministra Rosa Weber, que poderá transformar em réus três secretários de Geraldo Alckmin: Edson Aparecido, da Casa Civil, José Aníbal, de Energia, e Rodrigo Garcia, de Desenvolvimento Econômico, que foram citados por um ex-diretor da Siemens como beneficiários de propinas pagas pela multinacional alemã (leia mais aqui).

No entanto, o jogo de pressões contra Rosa, exercido por penas da imprensa ligadas ao PSDB, será intenso. E um dos instrumentos será o livro de Tuminha. à‰ o que faz hoje, mais uma vez, Reinaldo Azevedo !“ ontem ele já havia conectado a obra ao caso pela primeira vez (leia aqui).

Desta vez, ele é mais explícito e reproduz um trecho do livro que trata dos casos Siemens e Alstom, no post “Alckmin diz que investigação de cartel virou arma eleitoral. Ele tem razão. Leia trecho do livro de Tuma Júnior“. Em seguida, o trecho escrito por Tuminha:

Recordo-me bem de ainda ter avisado o ministro [Tarso Genro] de que a estratégia [de vazar informações contra os tucanos] poderia se revelar um tiro no pé, pois autoridades e integrantes do PT, dirigentes de órgãos e entidades, também foram corrompidos pelo esquema Alstom e Siemens. O tempo e profundas investigações, se feitas de forma séria e independente, mostrarão que eu tinha razão.

O que ninguém explorou, até agora, é que no caso Siemens, se a investigação for despolitizada, séria e profunda !“ o que acho difícil, pois já começou assim, objetivando apenas o vazamento !“ figurões do PT também serão pilhados na distribuição de propina; nesse caso, sai do trilho e vai para a luz, ou seja: o setor elétrico. De todo modo, que tem coelho nesse mato tem. Só não atiraram antes porque eu desarmei o caçador à  época.

As últimas notícias que dão conta de um suposto pagamento de propina a políticos tucanos e aliados no caso Siemens têm todas as características dos famosos dossiês que o Planalto tentava emplacar na minha administração. Novamente, parecem seguir o mesmo percurso: saem do Planalto, vão ao MJ, chegam na PF e aparecem na capa dos jornais. Outra vez, como me disse o Abramovay, o DNA de um Carvalho, como mandante, deverá surgir, mesmo com as tentativas de blindagem. à‰ o Estado policial em plena ação, instrumentalizando as instituições, e mais preocupado em assassinar reputações do que em apurar os fatos.!

Detalhe: o livro de Tuma Júnior estava pronto em maio deste ano. Seria lan Leia mais

13 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
16 Comentários

Requião emplaca CPI dos à”nibus e promete devassa nas tarifas

da Agência Senado

Como manda a tradição no Congresso Nacional, a presidência da CPI do à”nibus caberá ao proponente, senador Roberto Requião (PMDB-PR); embora a investigação da máfia no transporte coletivo tenha alcance nacional, parlamentar paranaense deverá convocar o prefeito Gustavo Fruet (PDT) e o governador Beto Richa (PSDB) para explicarem o preço abusivo da tarifa do ônibus na Grande Curitiba; "Nada é pior que a complacência e autocomplacência com a corrupção. Firmeza na CPI dos à”nibus", tuitou nesta sexta Requião, dando ideia de como agirá na comissão.

Como manda a tradição no Congresso Nacional, a presidência da CPI do à”nibus caberá ao proponente, senador Roberto Requião (PMDB-PR); embora a investigação da máfia no transporte coletivo tenha alcance nacional, parlamentar paranaense deverá convocar o prefeito Gustavo Fruet (PDT) e o governador Beto Richa (PSDB) para explicarem o preço abusivo da tarifa do ônibus na Grande Curitiba; “Nada é pior que a complacência e autocomplacência com a corrupção. Firmeza na CPI dos à”nibus”, tuitou nesta sexta Requião, dando ideia de como agirá na comissão.

A Secretaria-geral da Mesa do Senado confirmou no início da madrugada desta sexta-feira a criação da CPI do Transporte Público, após certificar o apoio de 28 senadores, um a mais do que o mínimo necessário. Até as 23h59 desta quinta-feira (12), prazo final para a confirmação dos apoios, foram retiradas 14 das 40 assinaturas que constavam inicialmente do requerimento apresentado pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR), o que inviabilizaria a criação. No entanto, outras duas assinaturas foram apresentadas a cinco minutos do prazo fatal. ... 

Leia mais

13 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
19 Comentários

“PT uniu desenvolvimento econômico e social”, exalta Dilma

da Agência Brasil
A presidenta Dilma Rousseff participou na noite de ontem do 5!º Congresso Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT). Falando enquanto membro do partido, a presidenta enumerou as conquistas dos governos petistas e os cinco pactos criados por ela após as manifestações de junho deste ano.

Segundo a presidenta, o Brasil de hoje é diferente porque conseguiu mudar a situação econômica do país juntamente com a redução da desigualdade do país e do desemprego. Ficou para trás a antiga separação entre desenvolvimento econômico e social o PT enterrou essa separação!, disse.

Diziam que seria impossível ao governo do PT ter responsabilidade com as contas públicas e com o controle da inflação. Mas nós mostramos que é perfeitamente possível combinar responsabilidade social com responsabilidade fiscal e econômica. Demonstramos, na realidade, que uma não faz sentido sem a outra!, acrescentou.

Além de destacar os pactos criados depois que milhares de pessoas foram à s ruas em junho, da responsabilidade fiscal, da reforma política, da educação, da saúde e da mobilidade urbana, a presidenta disse que o Brasil superou os limites e impossibilidades do passado.

Hoje somos um país que pode, que dá certo, sem complexos, altivo, admirado, que fala de igual para igual com todos os outros países, pequenos ou grandes, pobres ou ricos!, declarou.

No evento, estiveram presentes os membros da Comissão Executiva Nacional do partido, eleita e empossada ontem (11) em Brasília, e presidida por Rui Falcão. Participam do congresso 600 delegados de 26 estados e do Distrito Federal, além dos membros do Diretório Nacional e os presidentes estaduais do partido eleitos neste ano.

Mais Médicos

A presidente Dilma Rousseff também citou como conquistas do governo petista o Programa Mais Médicos. “A população entendeu o significado do Mais Médicos”, comemorou. Segundo ela, a população percebeu que havia uma “visão elitista” à  respeito da chegada de médicos estrangeiros.

Leia mais

13 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
16 Comentários

Coluna do Ricardo Mac Donald: “Para que tanto foguetório para apenas 4 jogos da Copa em Curitiba?”

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, minimiza ausência de Curitiba em evento da Fifa, semana passada, além de criticar vereador que questionou custo da viagem de Gustavo Fruet para sorteio; colunista também detona a construção da ponte estaiada na Avenida das Torres, que dá acesso ao aeroporto de São José dos Pinhais; a construção de uma trincheira seria mais rápida e barata!, compara; secretário Municipal de Governo, considerado o capitão do time do prefeito, de certa forma, sua opinião representa um Raio-X do ânimo do poder municipal curitibano com a Copa do Mundo; por fim,  colunista crava essa em alto e bom som: Será que os quatro jogos do Mundial em Curitiba não poderiam ser feitos sem todo esse envoltório e foguetório?!; leia o texto.

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta, minimiza ausência de Curitiba em evento da Fifa, semana passada, além de criticar vereador que questionou custo da viagem de Gustavo Fruet para sorteio; colunista também detona a construção da ponte estaiada na Avenida das Torres, que dá acesso ao aeroporto de São José dos Pinhais; a construção de uma trincheira seria mais rápida e barata!, compara; secretário Municipal de Governo, considerado o capitão do time do prefeito, de certa forma, sua opinião representa um Raio-X do ânimo do poder municipal curitibano com a Copa do Mundo; por fim, colunista crava essa em alto e bom som: Será que os quatro jogos do Mundial em Curitiba não poderiam ser feitos sem todo esse envoltório e foguetório?!; leia o texto.

por Ricardo Mac Donald* ... 

Leia mais