Por Esmael Morais

Coluna do Marcelo Araújo: “Fruet já virou a casaca e agora é contra a democracia?”

Publicado em 18/11/2013

Marcelo Araújo, especialista em trânsito, em sua coluna desta segunda, responde ao secretário Municipal de Governo, Ricardo Mac Donald, que na última sexta, também neste espaço, lhe aplicou um "peteleco"; na réplica, o colunista reafirma que o prefeito infringiu a lei ao pilotar uma bicicleta elétrica e dá uma sapecada: "Fruet já virou a casaca e agora é contra a democracia?", questiona, ao lembrar que o prefeito agora é companheiro do PT, partido que combateu na Câmara Federal; Araújo insinua que o Palácio 29 de Março não assimila críticas; leia o texto.

Marcelo Araújo, especialista em trânsito, em sua coluna desta segunda, responde ao secretário Municipal de Governo, Ricardo Mac Donald, que na última sexta, também neste espaço, lhe aplicou um “peteleco”; na réplica, o colunista reafirma que o prefeito infringiu a lei ao pilotar uma bicicleta elétrica e dá uma sapecada: “Fruet já virou a casaca e agora é contra a democracia?”, questiona, ao lembrar que o prefeito agora é companheiro do PT, partido que combateu na Câmara Federal; Araújo insinua que o Palácio 29 de Março não assimila críticas; leia o texto.

por Marcelo Araújo*

Na última sexta-feira o Secretário de Governo da Prefeitura de Curitiba, Ricardo Mac Donald, dedicou sua coluna semanal a minha pessoa, e mesmo subscrita em nome próprio do autor, por seu cargo e representatividade devo entender que a mensagem representou o sentimento do Executivo Municipal (clique aqui para relembrar).

Muito me estranha essa postura, pois o Prefeito, como Parlamentar, sempre prezou pela democracia, sempre se mostrou uma pessoa crítica, defendendo seus ideais e na época contra o partido com o qual hoje compartilha a condução da cidade.

Vou ousar fazer algumas ponderações ao citado artigo. A primeira é uma contradição ao que bradou solenemente o Secretário de Trânsito demissionário (aquele que compartilhava a missão com a Presidência do CREA), ao arvorar-se metaforicamente do Poder de Chefe do Executivo e Decretar! o fim da indústria de multas!, prezando pela orientação e educação. à‰ sempre bom combinar com os russos o discurso…

Ao afirmar que meu raio de ação não apenas crítica, mas efetiva está limitado ao município de Curitiba, passou outro corretivo e apenas para citar exemplos mais notórios, pergunte ao Deputado Marcelo Almeida quem realizou o trabalho que culminou com o parecer da CCJ contra os simuladores nas autoescolas, e o PDC para sustar a Res. 404 do Contran.

Pergunte ao Deputado Hugo Legal quem foi convidado para expor em Audiência Pública na Câmara dos Deputados o assunto “ciclomotores” (que foi tema da minha coluna no Blog).

Meus artigos semanais publicados em diversos jornais abordam os mais diversos temas, além daqueles dedicados especificamente a alguns setores, como locação de veículos ou transportes.

Não quero crer que a indignação tenha sido porque levei a público uma tentativa de fraude em multas de 60 mil pessoas que se constituiria numa arrecadação indevida de mais de R$ 5 milhões. Não quero crer que tenha sido por cobrar qual ação estaria sendo movida contra os Correios, suposto responsável por essa ilegalidade e prejuízo ao erário.

Não sei de onde tirou que fui nomeado para CIRETRAN!. CIRETRAN (Circunscrição Regional de Trânsito) era uma expressão do Código Nacional de Trânsito (1966-1998) para denominar as descentralizações do DETRAN. Talvez tenha tentado referir-se a SETRAN (Secretaria de Trânsito). Sugiro ver com atenção o organograma da Prefeitura.

Quanto ao capacete do Prefeito, fez uma confusão tamanha, pois jamais falei que o capacete dele estava mais para moto que pra bicicleta. Falei que segundo a legislação o capacete exigido para o ciclomotor é o mesmo que o exigido para motos, portanto ele estando com capacete ciclístico estaria errado (vide Res. 315 do Contran e Art. 244 do CTB).

Sempre soube receber as críticas com sobriedade, racionalidade e respeito, tanto ao exercer cargo no executivo como profissional liberal, professor e na vida. à‰ o mínimo que espero de quem conduz minha cidade.

De multa eu entendo!

*Marcelo Araújo é advogado, presidente da Comissão de Trânsito, Transporte e Mobilidade da OAB/PR. Escreve nas segundas-feiras para o Blog do Esmael.