28 de novembro de 2013
por Esmael Morais
15 Comentários

Helicóptero do “pó” voava movido a dinheiro público

do Brasil 247Tornou-se ainda mais grotesto o caso da apreensão, com 450 quilos de cocaína, nesta semana, do helicóptero de propriedade da empresa agropecuária dos filhos do senador Zezé Perrela (PDT-MG) – o deputado estadual Gustavo Perrella (Solidariedade) e sua irmã Carolina Perrella, além do primo André Almeida Costa.

Descobriu-se que o chamado helicóptero do pó voava à  base de combustível pago com o dinheiro público dos contribuintes mineiros. O piloto Rogério Almeida, preso em flagrante com a impressionante carga da droga, também recebia R$ 1,7 mil da Assembleia, na qualidade de assessor do deputado Perrelllinha.

Nada menos que R$ 14 mil foram gastos, entre janeiro e outubro deste ano, pela Assembleia mineira com o combustível para o helicóptero do pó. Com esse dinheiro é possível comprar nada menos que 2,8 mil litros de querosene, o suficiente para voar 6,5 mil quilômetros. Perrelinha confirmou que usava a verba indenizatória dada pela Assembleia para encher o tanque do aparelho, usado, sendo registrou em nota, para missões políticas.

Será mesmo? Agentes da Polícia Federal suspeitam, em razão da expressão da quantidade de cocaína apreendida, que a viagem encerrada na segunda-feira 25, no Espírito Santo, pode não ter sido o único voo do helicóptero com pó. Justificam, nos bastidores da operação, que traficantes dificilmente transportam tanta droga !“ repita-se, quase meia tonelada !“ num esquema principiante.

Normalmente, longas viagens com droga são feitas, inicialmente, em quantidades menores, até que se assegure a eficiência dos meios utilizados.

Em relação a essas outras viagens, Perrelinha afirmou que eram todas para compromissos profissionais. à‰ o que se vai apurar. Na terça-feira 26, um dia após a operação da PF, o piloto Rogério Almeida foi exonerado do gabinete de Perrelinha. Tratava-se de um funcionário de confiança, que está sendo ouvido pelos agentes federais. Ele sabe muito sobre a rotina dos voos de Perrelinha.
Ex-presidente do Cruzeiro, o senador Zezé Perrela ainda não se pronuciou sobre o caso.

Leia mais

28 de novembro de 2013
por Esmael Morais
25 Comentários

TCE: Rossoni será agora tão ágil como foi no caso Bonilha, contra Requião?

Mundo político pressiona Rossoni para que adote mesma celeridade adotada em 2011, na eleição de Bonilha; na prática, deputados defendem nova e rápida eleição para conselheiro do TCE; Fábio Camargo, eleito em julho, com apoio de Richa, foi afastado ontem pelo TJPR; história muito parecida com a de Maurício Requião, que perdeu o cargo mesmo sem o julgamento do mérito; será que o presidente da Assembleia aplicará o princípio da isonomia ou adotará dois pesos duas medidas para situação idêntica?; pelo sim pelo, Plauto Miró, segundo colocado na disputa de julho, avisa que já está no aquecimento.

Mundo político pressiona Rossoni para que adote mesma celeridade adotada em 2011, na eleição de Bonilha; na prática, deputados defendem nova e rápida eleição para conselheiro do TCE; Fábio Camargo, eleito em julho, com apoio de Richa, foi afastado ontem pelo TJPR; história muito parecida com a de Maurício Requião, que perdeu o cargo mesmo sem o julgamento do mérito; será que o presidente da Assembleia aplicará o princípio da isonomia ou adotará dois pesos duas medidas para situação idêntica?; pelo sim pelo, Plauto Miró, segundo colocado na disputa de julho, avisa que já está no aquecimento.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), abriu precedente, em 2011, ao declarar vacância em vaga litigiosa no Tribunal de Contas do Estado (TCE). A cadeira pertencia — ou ainda pertence — ao ex-secretário da Educação, Maurício Requião, mas, mesmo a questão não transitando em julgado, o tucano convocou nova eleição que culminou com a escolha do advogado Ivan Bonilha (clique aqui para relembrar). ... 

Leia mais

28 de novembro de 2013
por Esmael Morais
28 Comentários

Gleisi Hoffmann ganha apoio do bruxo Chik Jeitoso e do PTN

do Brasil 247

PTN é presidido por José Masci de Abreu, irmão de Paulo Masci de Abreu, dono do hotel que contratou o ex-ministro José Dirceu para trabalhar em Brasília; ministra-chefe da Casa Civil vai deixar o governo até o início de 2014 para disputar o governo do Paraná; no pacote, petista ganha apoio do bruxo Chik Jeitoso, que previu graves problemas para Joaquim Barbosa ainda este ano.

PTN é presidido por José Masci de Abreu, irmão de Paulo Masci de Abreu, dono do hotel que contratou o ex-ministro José Dirceu para trabalhar em Brasília; ministra-chefe da Casa Civil vai deixar o governo até o início de 2014 para disputar o governo do Paraná; no pacote, petista ganha apoio do bruxo Chik Jeitoso, que previu graves problemas para Joaquim Barbosa ainda este ano.

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann deve fechar aliança com o PTN para sua candidatura no Paraná. O partido é presidido por José Masci de Abreu, irmão de Paulo Masci de Abreu, dono do hotel que contratou o ex-ministro José Dirceu para trabalhar em Brasília. Leia na nota de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo: ... 

Leia mais

28 de novembro de 2013
por Esmael Morais
12 Comentários

Homem-bomba do PSDB-SP operou R$ 28 mi na Suíça

do Brasil 247 Apontado pela Polícia Federal como responsável por receber e intermediar pagamentos de propina a importantes nomes do PSDB durante os governos tucanos de Mário Covas, José Serra e Geraldo Alckmin, no caso da francesa Alstom, Jorge Fagali Neto agora é alvo de uma nova acusação: ter movimentado nada menos que R$ 28 milhões em bancos estrangeiros na Suíça num período de dez anos (de 1997 a 2007).

O ex-secretário de Transportes no governo Luiz Antonio Fleury Filho (PMDB) é irmão de José Jorge Fagali, ex-presidente do Metrô na gestão Serra. Considerado o homem bomba! do escândalo de corrupção em contratos firmados pelo grupo Alstom para fornecer energia ao metrô de São Paulo, Jorge Fagali tinha autorização para movimentar no paraíso fiscal a conta do responsável por uma das consultorias suspeitas de movimentar propina para a Alstom: a Taltos, de José Geraldo Villas Boas.

No inquérito do Ministério Público, ele também aparece como representante de três fundações no exterior: Andrius e Lenobrig, em Lichtenstein, e Niton Foundation, no Panamá. à‰ também representante da offshore Woler Consultants, no Panamá. José Fagali Neto foi denunciado à  Polícia Federal pela secretária Edna Flores, que entregou aos Ministério Público estadual e federal emails pessoais do consultor, segundo denúncia do jornal O Globo.

Nas mensagens, fica evidente o livre trânsito da família Fagali à  cúpula do tucanato. Segundo a secretária, o engenheiro Pedro Benvenuto, atual secretário-executivo do conselho gestor de Parcerias Público-Privadas frequentava o escritório do consultor em 2006 e 2007, quando era coordenador de gestão da Secretaria de Transportes Metropolitanos de São Paulo, à  qual estão subordinadas o Metrô e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. Em 2006, Alckmin era o governador. Em 2007, José Serra. Suspeito de intermediar propinas da Alstom, José Fagali Neto teve bloqueada uma conta de US$ 6,5 milhões na Suíça.

Deputado Paulo Teixeira (PT) defende investigação contra cartel

Em discurso na Câmara nesta quarta-feira 27, o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) foi duro ao pedir investigação detalhada sobre o caso de propina em gestões do PSDB no estado de São Paulo. Segundo ele, o PSDB, em vez de esclarecer se há ou não corrupção nas licitações do Metrô, apenas atacou os responsáveis pela investigação durante coletiva de imprensa na última terça-feir Leia mais

28 de novembro de 2013
por Esmael Morais
17 Comentários

Tucano x tucano: “Esse aumento do pedágio é inoportuno”, critica deputado Alceu Maron

Embora tenha sido um dos que votaram contra a quebra de sigilos fiscal, telefônico e bancário das concessionárias, Alceu Maron Filho (PSDB) considera possível aumento na tarifa do pedágio, neste domingo (1), inoportuno!; este blog errou ontem à  noite ao afirmar que parlamentar parnanguara defendera reajuste, por isso pede desculpas ao tucano e aos leitores; posição do deputado do PSDB gera desconforto no Palácio Iguaçu; será que Beto Richa recuar e vetar aumento de até 9% nas 27praças de pedágio?

Embora tenha sido um dos que votaram contra a quebra de sigilos fiscal, telefônico e bancário das concessionárias, Alceu Maron Filho (PSDB) considera possível aumento na tarifa do pedágio, neste domingo (1), inoportuno!; este blog errou ontem à  noite ao afirmar que parlamentar parnanguara defendera reajuste, por isso pede desculpas ao tucano e aos leitores; posição do deputado do PSDB gera desconforto no Palácio Iguaçu; será que Beto Richa recuar e vetar aumento de até 9% nas 27praças de pedágio?

Até o deputado Alceuzinho Maron (PSDB), de Paranaguá, membro da CPI do Pedágio, considerou “inoportuno” reajuste previsto na tarifa do pedágio a partir deste domingo (1). ... 

Leia mais

28 de novembro de 2013
por Esmael Morais
18 Comentários

PSD linha auxiliar de Gleisi?

Joel Malucelli, bilionário aposentado, se assanha com a disputa pelo Palácio Iguaçu; objetivo do PSD, além de vitaminar chapa proporcional, seria atuar como linha auxiliar! de Gleisi Hoffmann e forçar segundo turno contra Beto Richa; agremiação foi primeira a declarar apoio à  reeleição e Dilma; para não dar sorte ao azar, PT também estimula candidatura de Roberto Requião.

Joel Malucelli, bilionário aposentado, se assanha com a disputa pelo Palácio Iguaçu; objetivo do PSD, além de vitaminar chapa proporcional, seria atuar como linha auxiliar! de Gleisi Hoffmann e forçar segundo turno contra Beto Richa; agremiação foi primeira a declarar apoio à  reeleição e Dilma; para não dar sorte ao azar, PT também estimula candidatura de Roberto Requião.

O Partido Social Democrático (PSD) deverá seguir as pegadas da direção nacional, que anunciou apoio à  reeleição de Dilma antes mesmo que o próprio PT.  ... 

Leia mais

28 de novembro de 2013
por Esmael Morais
26 Comentários

Educadores experimentam “cafezinho” de Fruet e gostam; greve suspensa

Não é só a APP-Sindicato que gosta da “política do cafezinho” adotada pelos tucanos Beto Richa e Flávio Arns, dublê de vice e secretário de Estado da Educação do Paraná.

O Sismuc (Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba) provou — e gostou — do “cafezinho” do prefeito Gustavo Fruet (PDT). Prova disso é que a greve dos educadores foi suspensa na tarde de ontem (28).

Depois do saboroso cafezinho, a categoria afirmou que resolveu dar um voto de confiança ao prefeito Gustavo Fruet!.

Os entendimentos entre grevistas e prefeitura de Curitiba foram intermediados pela vice Mirian Gonçalves e pelo vereador Pedro Paulo, ambos do PT.

“Os sindicalistas já haviam sido recebidos pelo prefeito Gustavo Fruet. O diálogo transparente e responsável sempre foi a postura desta administração”, justificou Mirian, sobre a ausência de Fruet na mesa de negociação de ontem.

A estimulante bebida foi servida pela ex-superintendente da SEED, Meroujy Cavet, secretária Municipal de RH, parceira de longa data de Eleonora Fruet, irmã do atual prefeito e ex-secretária da Municipal da Educação na gestão do então prefeito Beto Richa (PSDB).

Veja os pontos acordados que suspenderam a greve:

– Redução da jornada: No dia 19 de dezembro o Sismuc poderá apresentar uma proposta para redução da jornada para 30 horas semanais em uma reunião já marcada com os gestores. Na reunião de hoje a Prefeitura disponibilizou dados para que o estudo seja realizado.

– Dias parados: Não haverá desconto dos dias parados, de acordo com compromisso da administração.

– Assédio moral: No dia 3 de dezembro uma reunião com representantes dos cmei”s no Sismuc verificará em quais locais de trabalho houve retaliação de diretores contra servidores que participaram da greve. O compromisso da gestão é abrir um processo administrativo contra aqueles que realizaram qualquer tipo de assédio.

– Eleição de diretores de cmei”s: comissão paritária formada por servidores e gestores (4 de cada) se reúne a partir de fevereiro para verificar a implementação das eleições diretas para diretor.

– Hora-atividade: a partir de abril, após a convocação de novos educadores concursados, a gestão se comprometeu a garantir os 33% de hora-atividade gradativamente Leia mais

28 de novembro de 2013
por Esmael Morais
16 Comentários

Coluna do Maurício Requião: “Essa velha mídia mentirosa e esses jornalistas mimados…”

Maurício Requião, em sua coluna desta quinta, detona jornalistas e a velha mídia; "Não podemos deixar que o manto da liberdade de imprensa seja usado para encobrir erros, inverdades, para defender o indefensável", opina o colunista, ao referir-se à  arrogância de jornalões, que, segundo ele, em busca de um "furo" jornalístico, inventam, distorcem, achincalham honras, enfim, mentem; "O cobertor é curto e com a internet livre, cada vez mais, quando se cobre a cabeça se descobre o pé", defende; leia o texto.

Maurício Requião, em sua coluna desta quinta, detona jornalistas e a velha mídia; “Não podemos deixar que o manto da liberdade de imprensa seja usado para encobrir erros, inverdades, para defender o indefensável”, opina o colunista, ao referir-se à  arrogância de jornalões, que, segundo ele, em busca de um “furo” jornalístico, inventam, distorcem, achincalham honras, enfim, mentem; “O cobertor é curto e com a internet livre, cada vez mais, quando se cobre a cabeça se descobre o pé”, defende; leia o texto.

por Maurício Requião* ... 

Leia mais