2 de novembro de 2013
por Esmael Morais
6 Comentários

De olho em 2014, Dilma cobra ações de ministros

do Brasil 247
Ao longo de uma reunião que durou cerca de sete horas, a presidente Dilma Rousseff (PT) cobrou de 15 ministros o cumprimento dos cronogramas de projetos e ações do Governo Federal em setores como infraestrutura e na área social. A ordem é acelerar o que for possível para que esta ações sejam apresentadas à  população até o final deste ano. A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman, negou que a reunião tenha tido um viés eleitoral em função das eleições majoritárias do próximo ano. Para ela, o momento é de prestação de contas. “Isso tem a ver com resultado de governo. O governo é eleito, organiza seus programas, faz compromisso com a população e tem que prestar contas. Estamos em momento de prestação de contas e entregas”, afirmou.

De acordo com a ministra, os ministros detalharam a atual condição de obras e projetos referentes à s suas pastas de atuação. Os pontos mais cobrados foram os ligados as áreas de educação, saúde, infraestrutura rodoviária e aeroportuária. Programas como Minha Casa Minha Vida, Pronatec e Brasil sem Miséria também foram esmiuçados. Ao término da reunião, uma agenda para a entrega e inauguração de várias obras ainda este ano teria sido definida entre Dilma e os ministros.

Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, a presidente Dilma mostrou-se “preocupada” com o ritmo dos projetos e ações executados pelo Governo Federal. “Ela (a presidente Dilma) não mudou nada do que tem de planejado. Só quer que as coisas aconteçam”, disse Bernardo. Dentro desta ótica de fazer e mostrar!, Dilma deverá ter reuniões semelhantes com os ministros que não participaram da reunião deste sábado (2), a exemplo das pastas de agricultura e esportes.

Participaram desta primeira reunião com a presidente Diulma, os ministros dos Transportes, Cesar Borges, da Educação, Aloizio Mercadante, de Minas e Energia, Edison Lobão, da Secretaria de Políticas para a Mulher, Eleonora Menicucci, do Meio Ambiente, Izabela Teixeira, das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, do Desenvolvimento Social e Combate à  Fome, Tereza Campello, do Planejamento, Miriam Belchior, do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, da Secretaria de Portos, Antonio Henrique, da Integração Nacional, Francisco Teixeira, das Co Leia mais

2 de novembro de 2013
por Esmael Morais
8 Comentários

A vez das mulheres no movimento estudantil

51!º Congresso da UPES em Paranavaí, neste final de semana, deverá eleger a estudante Camila Lane, de 17 anos, nova presidente; filiada na UJS, braço político do PCdoB na juventude, a moça confirma a aposta dos comunistas nas mulheres no comando das organizações estudantis; UPE, entidade dos universitários, também apostou numa mulher; evento no Noroeste contou com uma feijoada japonesa! preparada pelo deputado Teruo Kato (PMDB). As fotos são de Ricardo Gomyde, presidente do PCdoB, que acompanha  o congresso.

51!º Congresso da UPES em Paranavaí, neste final de semana, deverá eleger a estudante Camila Lane, de 17 anos, nova presidente; filiada na UJS, braço político do PCdoB na juventude, a moça confirma a aposta dos comunistas nas mulheres no comando das organizações estudantis; UPE, entidade dos universitários, também apostou numa mulher; evento no Noroeste contou com uma feijoada japonesa! preparada pelo deputado Teruo Kato (PMDB). As fotos são de Ricardo Gomyde, presidente do PCdoB, que acompanha o congresso.

A estudante Camila Lanes, de 17 anos, do Colégio estadual Costa Viana, de São José dos Pinhais, deverá ser eleita neste domingo (3) a nova presidenta da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES). ... 

Leia mais

2 de novembro de 2013
por Esmael Morais
21 Comentários

Consultor da ONU quer “cassar” título de “Capital Ecológica” de Curitiba

Biólogo José Roberto Borghetti, consultor da Organização das Nações Unidas (ONU) para Agricultura e Alimentação (FAO), em entrevista a este blogueiro, falou sobre sua recém-lançada obra A integração das àguas !“ revelando o verdadeiro Aquífero Guarani!; especialista sugere que organismos internacionais cassem o título Curitiba Capital Ecológica!, concebido pela marquetagem da gestão do então prefeito Jaime Lerner, nos anos 90, até que rios da cidade sejam completamente despoluídos; depois do rio Tietê, em São Paulo, rio Iguaçu, que corta a capital paranaense, é o mais poluído do país; leia o artigo.

Biólogo José Roberto Borghetti, consultor da Organização das Nações Unidas (ONU) para Agricultura e Alimentação (FAO), em entrevista a este blogueiro, falou sobre sua recém-lançada obra A integração das àguas !“ revelando o verdadeiro Aquífero Guarani!; especialista sugere que organismos internacionais cassem o título Curitiba Capital Ecológica!, concebido pela marquetagem da gestão do então prefeito Jaime Lerner, nos anos 90, até que rios da cidade sejam completamente despoluídos; depois do rio Tietê, em São Paulo, rio Iguaçu, que corta a capital paranaense, é o mais poluído do país; leia o artigo.

por Jose Roberto Borghetti* ... 

Leia mais

2 de novembro de 2013
por Esmael Morais
31 Comentários

Tucano àlvaro Dias articula CPI da Copa para investigar base de Dilma

do Brasil 247
Discretamente, o PSDB prepara o terreno para que, à s vésperas das eleições presidenciais de 2014, o Brasil seja tomado por novas grandes manifestações, em plena Copa do Mundo. A estratégia passa pela criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito oficialmente focada nas atividades do futebol brasileiro, mais especificamente na CBF, mas com objetivo real de investigar a construção dos estádios da Copa (leia mais aqui).

Neste fim de semana, a coluna Brasil Confidencial, da revista Istoé, informa que o Palácio do Planalto estaria despertando para o risco e pretende se mobilizar para impedir a instalação da CPI. Proposta pelo tucano Mario Couto (PSDB-PA), ela foi articulada por àlvaro Dias (PSDB-PR) e teve a assinatura de Aécio Neves (PSDB-MG).

Neste sábado, o Diário do Poder detalha a estratégia tucana, que pretende apontar a artilharia para quatro governadores da base aliada. Leia abaixo:

CPI TUCANA MIRA GOVERNADORES LIGADOS A DILMA

Os governadores Agnelo Queiroz (DF), Jacques Wagner (BA), Sérgio Cabral (PMDB) e Cid Gomes (CE), todos da base de apoio ao governo Dilma, são objetivos prioritários da tentativa de CPI no Senado para investigar obras da Copa, com discreto estímulo do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB). O senador Mário Couto (PSDB-PA) que a propõe, cumpre tarefa de outro tucano, Alvaro Dias (PR).

OS ESTàDIOS

O PSDB acha que os estádios de Brasília, Rio de Janeiro, Bahia e Ceará são os que mais têm potencial de escândalo!.

à‰ A ELEIà‡àƒO

Uma vez instalada na terça (5), a CPI terá 180 dias, com direito a mais 6 meses. Prazo ideal para quem quer perturbar a reeleição de Dilma.

ALMA TUCANA

Dez dos onze senadores do PSDB assinaram a CPI. Entre eles, Aécio Neves, numa assinatura estranha, mas dele.

Aà‰CIO COM MARIN

Aécio Neves quer atacar Dilma, não a CBF. Ele posou sorridente com José Maria Marin, quando este era hostilizado pela presidente.

Leia mais

2 de novembro de 2013
por Esmael Morais
37 Comentários

Coluna do Ricardo Gomyde: “Copa do Mundo vai gerar 3,6 milhões de empregos e movimentar R$ 189 bilhões”

Ricardo Gomyde, em sua coluna inaugural, garante que Arena da Baixada será inaugurada em dezembro; diretor de Futebol do Ministério do Esporte e da Comissão Organizadora da Copa, ele afirma que competição vai gerar 3,6 milhões de empregos e movimentar R$ 189 bilhões até 2019; segundo o colunista, Fifa disponibilizará, gratuitamente, 50 mil ingressos para a população indígena e a beneficiários do Programa Bolsa Família; Os jogos passarão, mas as melhorias de infraestrutura e mobilidade urbana ficarão!, crava Gomyde; leia o texto.

Ricardo Gomyde, em sua coluna inaugural, garante que Arena da Baixada será inaugurada em dezembro; diretor de Futebol do Ministério do Esporte e da Comissão Organizadora da Copa, ele afirma que competição vai gerar 3,6 milhões de empregos e movimentar R$ 189 bilhões até 2019; segundo o colunista, Fifa disponibilizará, gratuitamente, 50 mil ingressos para a população indígena e a beneficiários do Programa Bolsa Família; Os jogos passarão, mas as melhorias de infraestrutura e mobilidade urbana ficarão!, crava Gomyde; leia o texto.

por Ricardo Gomyde* ... 

Leia mais