27 de outubro de 2013
por Esmael Morais
4 Comentários

Lula completa hoje 68 anos despertando amor e ódio

do Brasil 247
Este domingo, 27 de outubro de 2013, é mais um #LulaDay nas redes sociais. Luiz Inácio Lula da Silva completa hoje 68 anos e recebe milhares de homenagens nas redes sociais. Por essa hashtag, no Twitter, já passaram companheiros, como a presidente Dilma Rousseff, o presidente do PT, Rui Falcão, e centenas de admiradores anônimos.

Sim, Lula é popular. A simples lembrança do seu aniversário, em sua página no Facebook, já gerou mais de 5,5 mil comentários até agora. E se há uma palavra que pode resumir o seu sucesso, ela se chama emprego. Em oito anos de governo Lula, foram criados 14,7 milhões de empregos !“ ou seja, uma média de 1,8 milhão por ano. à‰ mais do que o número de vagas abertas nos cinco governos anteriores somados: os dois de Fernando Henrique Cardoso, o de Itamar Franco, o de Fernando Collor e o de José Sarney.

De acordo com dados da Rais, a Relação Anual de Informações Sociais, que registra todas as contratações e demissões de empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho, Lula ganha com folga dos antecessores. Com FHC, a média anual foi de 627 mil. Com Itamar Franco, de 697 mil. Sarney teve um desempenho melhor, com 998 mil. Na rápida passagem de Collor, o desempenho foi negativo, com o corte de 2,2 milhões de postos de trabalho.

Com a inclusão de milhões de brasileiros ao mercado de trabalho, ao mundo do consumo e até à  classe média, Lula, naturalmente, é e será lembrado como um dos melhores presidentes de toda a história do País.

No entanto, esse reconhecimento jamais virá dos meios de comunicação tradicionais, que classificam a era “lulopetista” como um período de corrupção, retrocessos institucionais e até econômicos !“ por mais que os números desmintam qualquer tipo de ilação negativa no campo da economia.

Aos 68, recuperado de um câncer na laringe, Lula parece pronto para ser o grande eleitor das eleições de 2014. E não só no plano federal, mas também em diversas disputas estaduais !“ especialmente em São Paulo, onde o PT, com Alexandre Padilha, vislumbra a oportunidade de fechar um ciclo de vinte anos de poder do PSDB.

Lula desperta amor e ódio !“ não em doses iguais. E o seu sucesso, fruto de números concretos, é o grande Leia mais

27 de outubro de 2013
por Esmael Morais
20 Comentários

Requião pode ceder palanque a Eduardo Campos no Paraná

Requião articula palanque no Paraná com PSB, PV e PCdoB; valendo-se de amizade com Marina Silva e Hermas Brandão, xerife do Partido Socialista no estado, senador prepara terreno no estado para a campanha do governador pernambucano Eduardo Campos.

Requião articula palanque no Paraná com PSB, PV e PCdoB; valendo-se de amizade com Marina Silva e Hermas Brandão, xerife do Partido Socialista no estado, senador prepara terreno no estado para a campanha do governador pernambucano Eduardo Campos.

O senador Roberto Requião (PMDB) poderá oferecer palanque no Paraná ao governador pernambucano Eduardo Campos (PSB), candidato à  Presidência da República em 2014. ... 

Leia mais

27 de outubro de 2013
por Esmael Morais
24 Comentários

Gleisi Hoffmann importa médicos cubanos para o Paraná

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT), parece que retomou a iniciativa política, neste final de semana, com vistas à s eleições de 2014.

Sem dizer claramente que está em campanha pelo Palácio Iguaçu, a petista assinou ordem de serviço ontem para construir 700 casas populares em Castro e prometeu outras 20 mil moradias à  região dos Campos Gerais.

Ainda na tarde de sábado, Gleisi foi ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, para receber a primeira leva de médicos importados pelo programa “Mais Médicos”.

Segundo o Ministério da Saúde, 76 estrangeiros chegam ontem a Curitiba. A maioria veio de Cuba, país socialista encravado no Caribe e nos calcanhares dos Estados Unidos.

De acordo com a chefe da Casa Civil, o Programa Mais Médicos! registrou 208 municípios do Paraná inscritos até semana passada. O número representa 47% das cidades do estado. Do total, 27 municípios estão situados em regiões paranaenses de maior vulnerabilidade social.

Em todo o País, devem desembarcar, até terça-feira (29), 2.167 médicos, que se juntam aos 1.499 que já estão atuando em regiões carentes do país, sendo 819 brasileiros e 680 estrangeiros, elevando a cobertura do programa de 5 milhões para 13 milhões de brasileiros. Nos municípios paranaenses, já são 58 médicos trabalhando, com cobertura a 200.100 pessoas no estado.

Leia mais

27 de outubro de 2013
por Esmael Morais
3 Comentários

Eduardo Campos copia Lula e fará sua Carta ao Povo Brasileiro

do Brasil 247
Numa estratégia similar à  do ex-presidente Lula em 2002, o governador de Pernambuco e pré-candidato à  Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, pretende lançar propostas “claras” sobre como pretende conduzir a economia caso seja eleito em 2014. Sua espécie de “Carta ao Povo Brasileiro”, nome dado à  relação de intenções do ex-presidente petista, deverá ser lançada no início de sua campanha, no ano que vem.

“Queremos deixar muito claro qual é a nossa visão sobre a economia e o futuro do Brasil”, explica Eduardo Campos, que se coloca à  esquerda de Lula, mas à  direita da presidente Dilma Rousseff, e faz críticas quase diárias à  atual gestão econômica do País. No início da semana passada, ele definiu como “medíocre” o crescimento econômico brasileiro e fez críticas ao leilão do Campo de Libra, além de bater pontualmente em modelos como o estímulo ao consumo e as desonerações tributárias, adotados atualmente.

Principais pontos

Para Campos, formado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco, algo inevitável para o governante que vencer as eleições presidenciáveis será um duro ajuste fiscal na política econômica em 2015, “um ano difícil”, conforme prevê o pré-candidato. O governador pretende propor algo na linha da recuperação do mercado financeiro. “Vai ter de ser duro para resgatar a confiança. O que conta é a previsibilidade, sem maquiagens”, afirmou a aliados na semana passada, já com novas críticas à  atual economia.

O socialista também defende metas de longo prazo para o superávit primeiro, além do rígido cumprimento da meta fixada pelo governo federal. Uma defesa recente de sua mais nova aliada, a ex-senadora Marina Silva, certamente definida com Campos, foi a defesa do tripé macroecononômico criado no governo tucano de FHC: superávit primário, meta de inflação e câmbio flutuante.

Apoio de empresários

Campos tem definido seu plano para a política econômica, esboçado com aliados, como um “choque de responsabilidade” na economia a partir de 2015. Para conseguir apoio, ele conta com os empresários já bem relacionados com Marina Silva, que o aproximará do grupo. Apesar de provavelmente apresentar a proposta apenas em 2014, suas visitas a esses executivos já começou, com o objetivo de coletar críticas a Dilma e mostrar-lhes sua visão econômica.

A “Carta”, segundo Campos, prevê respeitar as principais conquistas dos governos anteriores, como a estabilidade econômica do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e a inclusão social de Lula, sempre se colocando, porém, como uma alternativa ao que está aí. “Um novo ciclo se inicia, uma nova agenda. Não podemos colocar em risco a democracia, a est Leia mais

27 de outubro de 2013
por Esmael Morais
13 Comentários

Gomyde será o novo colunista de “Copa do Mundo” no Blog do Esmael

Ricardo Gomyde vai escrever aos sábados tudo sobre os preparativos da Copa do Mundo no Brasil em 2014; leitor terá informações exclusivas sobre os bastidores da maior competição do planeta; especialista em política de inclusão social, colunista é diretor do Futebol do Ministério do Esporte, braço direito do ministro Aldo Rebelo. (Ao lado, mosaico com os cartazes oficiais das 12 sedes estaduais do campeonato da Fifa).

Ricardo Gomyde vai escrever aos sábados tudo sobre os preparativos da Copa do Mundo no Brasil em 2014; leitor terá informações exclusivas sobre os bastidores da maior competição do planeta; especialista em política de inclusão social, colunista é diretor do Futebol do Ministério do Esporte, braço direito do ministro Aldo Rebelo. (Ao lado, mosaico com os cartazes oficiais das 12 sedes estaduais do campeonato da Fifa).

O diretor de Futebol do Ministério do Esporte, Ricardo Gomyde, estreia no próximo sábado (2) como o novo colunista de “Copa do Mundo” no Blog do Esmael. Quem vai ganhar é o leitor. Eu explico o porquê. ... 

Leia mais