26 de outubro de 2013
por Esmael Morais
47 Comentários

Pesquisa em Curitiba: Richa tem 32%, Gleisi 26% e Requião 18%, diz IRG

De acordo com números do instituto IRG, em Curitiba, cenário com três candidaturas favorece segundo turno; hoje, Richa estaria assegurado; Requião e Gleisi disputaria a segunda vaga para enfrentar o tucano na segunda etapa.

De acordo com números do instituto IRG, em Curitiba, cenário com três candidaturas favorece segundo turno; hoje, Richa estaria assegurado; Requião e Gleisi disputaria a segunda vaga para enfrentar o tucano na segunda etapa.

O instituto IRG Consultoria & Pesquisa, de Ricieri Garbelini, foi à s ruas entre os dias 9 e 13 de outubro entrevistar 1024 eleitores curitibanos. ... 

Leia mais

26 de outubro de 2013
por Esmael Morais
7 Comentários

Nunca antes na história a cachorrada teve tanto espaço na velha mídia

do Brasil 247
A revolta dos beagles, desencadeada depois que um grupo de manifestantes invadiu o Instituto Royal, em São Roque (SP), e libertou 178 cães da raça, tem provocado debates acalorados. Nunca antes na história a cachorrada ganhou tanto espaço na velha mídia deste país. De um lado, os ativistas, que defendem os direitos dos animais. De outro, os cientistas, que apontam prejuízos de dez anos em pesquisas. Neste fim de semana, as revistas Veja e à‰poca dedicam suas capas ao tema, com viés pró-ciência. Mas uma decisão da prefeitura de São Roque, anunciada neste sábado, muda o quadro. O Instituto Royal perdeu o alvará de funcionamento por 60 dias, depois que uma comissão formada por deputados constatou que os cães eram submetidos a maus tratos. Leia, abaixo, relato da Agência Brasil:

Karine Melo e Elaine Patricia Cruz
Repórteres da Agência Brasil

São Paulo !“ A prefeitura de São Roque (SP) suspendeu ontem (26), por 60 dias, o alvará de funcionamento do Instituto Royal, que usa animais para pesquisas. A medida foi tomada pelo prefeito Daniel de Oliveira Costa depois que um relatório elaborado por uma comissão de deputados federais formada para acompanhar as investigações do caso apontou que os animais viviam em um ambiente sem a mínima higiene e sem condições de abrigar testes laboratoriais.

Antes, no último dia 24, uma comissão da prefeitura fez uma vistoria no Instituto Royal e não constatou irregularidades. No dia, o prefeito, que participou da visita, disse que não havia razões para que o alvará da empresa fosse cassado.

Na semana passada, manifestantes invadiram a sede do instituto e retiraram 178 cachorros da raça beagle do local. Os ativistas acusam o Royal de maus-tratos a cães, coelhos, ratos e outros animais usados em pesquisas científicas.

Por meio de nota à  imprensa, a assessoria do instituto lamentou a decisão da prefeitura. A direção do Instituto Royal propôs à  prefeitura de São Roque a suspensão voluntária das pesquisas com animais pelos próximos 60 dias devido aos danos físicos causados à s suas instalações. Por isso, é com surpresa que recebe a decisão do prefeito de suspender o alvará da entidade Leia mais

26 de outubro de 2013
por Esmael Morais
4 Comentários

Na ofensiva, Gleisi promete 20 mil casas para os Campos Gerais

No Paraná, petistas e tucanos apostam todas as fichas no programa federal Minha Casa, Minha Vida; Richa anuncia obras com recursos da União; Gleisi idem; presidenta Dilma Rousseff agradece a ambos, que, em sinal de gratidão, volta ao estado na semana que vem.

No Paraná, petistas e tucanos apostam todas as fichas no programa federal Minha Casa, Minha Vida; Richa anuncia obras com recursos da União; Gleisi idem; presidenta Dilma Rousseff agradece a ambos, que, em sinal de gratidão, volta ao estado na semana que vem.

Parece que dois dos candidatos ao Palácio Iguaçu, em 2014, vão apostar todas as fichas no programa Minha Casa, Minha Vida do governo federal. ... 

Leia mais

26 de outubro de 2013
por Esmael Morais
3 Comentários

“Ibope distorceu pesquisa”, acusa tucano de Aécio Neves

do Brasil 247
O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), braço direito do tucano Aécio Neves (PSDB-MG), e um dos coordenadores da sua campanha presidencial, pretende intensificar a guerra com o Ibope, instituto de pesquisas comandado por Carlos Augusto Montenegro. Nos próximos dias, Cunha Lima apresentará um projeto de lei para proibir que pesquisas de institutos que vendem seus levantamentos para governos e partidos sejam divulgadas em meios de comunicação.

“Há um claro conflito de interesses”, diz Cunha Lima. Segundo ele, esse seria o caso do Ibope, que tem contratos com o PT e cuja pesquisa foi divulgada na última quinta-feira, mostrando a presidente Dilma Rousseff com 41%, o senador Aécio Neves com 14% e o governador pernambucano com 10%. Nas pesquisas anteriores, da Vox Populi, e do Datafolha, Aécio teve 21% e 20%. “Nada justifica a queda apontada pelo Ibope”, diz Cunha Lima.

Leia, abaixo, alguns trechos de sua entrevista:

247 – Do que tratará o seu projeto?

Cássio Cunha Lima – Basicamente, queremos adotar o modelo americano. Instituto que faz pesquisa para partidos e governos não pode fazer para meios de comunicação. Não é nada contra o Ibope ou contra os institutos, mas uma ação para evitar conflitos de interesses.

247 – Esse seria o caso do Ibope?

Cunha Lima – O Ibope, pelas informações de mercado, tem contratos importantes com o PT. Isso cria uma distorção. E essa pesquisa não tem justificativa técnica. Dias antes, o Datafolha e o Vox Populi deram 21% e 20% para o senador Aécio. Nada justifica essa queda para 14%.

247 – Mas por que uma pesquisa seria mais confiável do que outra?

Cunha Lima – O modelo do Datafolha me parece ser o mais ético. O instituto não faz pesquisa para partidos e governos, mas só para o grupo Folha. Se nós, do PSDB, tentarmos contratar uma pesquisa Datafolha não vamos conseguir.

247 – Quando será apresentado o projeto?

Cunha Lima – Nos próximos dias. O caso já está sendo estudado pela consultoria do Senado. Se estará ou não aprovado antes das eleições de 2014, dependerá da tramitação legislativa.

247 – Falando das eleições em si, como o sr. analisa a postulação de José Serra, que reivindica a candidatura do PSDB e tem números superiores aos de Aécio?

Cunha Lima – A pesquisa pega o recall. O caso Serra é uma questão supera Leia mais

26 de outubro de 2013
por Esmael Morais
9 Comentários

Richa desiste de encarar Gleisi em Castro; tucano anuncia obras com recursos federais em Foz

Beto Richa está em Foz neste sábado; tucano anuncia construção de 1059 casas populares com recursos do governo federal; Gleisi, sozinha, assina ordem de serviço para a construção de 700 casas do programa Minha Casa, Minha Vida em Castro, região dos Campos Gerais; fatos: 1- Richa não quis encarar a ministra de frente; 2- governador continua faturando politicamente em cima de obras da União.

Beto Richa está em Foz neste sábado; tucano anuncia construção de 1059 casas populares com recursos do governo federal; Gleisi, sozinha, assina ordem de serviço para a construção de 700 casas do programa Minha Casa, Minha Vida em Castro, região dos Campos Gerais; fatos: 1- Richa não quis encarar a ministra de frente; 2- governador continua faturando politicamente em cima de obras da União.

O governador Beto Richa (PSDB), neste sábado (26), desistiu de dividir o mesmo palanque com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT), em evento de assinatura do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), para a construção de 700 unidades dos conjuntos habitacionais Jardim Alvorada I e II, em Castro, região dos Campos Gerais. ... 

Leia mais

26 de outubro de 2013
por Esmael Morais
3 Comentários

Espionados, Brasil e Alemanha se unem por resolução para a internet

NAà‡à•ES UNIDAS, 26 Out (Reuters) – Brasil e Alemanha estão preparando uma resolução para a Assembleia-Geral da ONU que vai exigir o fim da espionagem excessiva e da invasão de privacidade, depois que um ex-prestador de serviços da agência de inteligência dos Estados Unidas revelou grandes programas de vigilância internacionais, disseram diplomatas da ONU na sexta-feira.

A presidente Dilma Rousseff e a chanceler alemã, Angela Merkel, condenaram a espionagem generalizada feita pela Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA.

Acusações de que a NSA acessou dezenas de milhares de registros telefônicos franceses e monitorou o celular de Merkel têm causado indignação na Europa. A Alemanha disse na sexta-feira que vai enviar seus chefes de inteligência para Washington na próxima semana para buscar explicações da Casa Branca.

Em resposta à s divulgações sobre a espionagem dos EUA, muitos delas vindas do ex-técnico da NSA Edward Snowden, as delegações de Brasil e Alemanha na ONU começaram a trabalhar em um projeto de resolução para ser submetido à  Assembleia-Geral, de 193 países, afirmaram vários diplomatas da ONU à  Reuters.

“Esta resolução provavelmente terá um enorme apoio na AG (Assembleia-Geral), uma vez que ninguém gosta que a NSA os espione”, declarou um diplomata ocidental da ONU, sob condição de anonimato.

Resoluções da Assembleia-Geral não são vinculantes, ao contrário de resoluções do Conselho de Segurança, de 15 nações. Mas as resoluções da Assembleia que conseguem um amplo apoio internacional podem ganhar peso moral e político significativo.

Merkel pediu na quinta-feira que Washington faça um acordo de “não-espionagem” Leia mais

26 de outubro de 2013
por Esmael Morais
1 Comentário

Mais de 7,1 milhões de inscritos começam hoje o Enem 2013

da Agência BrasilA partir das 13h de hoje (26), horário de Brasília, mais de 7,1 milhões de estudantes em todo o país farão a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste sábado, a prova terá a duração de quatro horas e meia e os candidatos vão responder a questões de ciências humanas (história, geografia, filosofia e sociologia) e de ciências da natureza (química, física e biologia). No total, serão 90 questões.

O horário merece atenção especial. Os portões serão abertos ás 12h e fechados ás 13h, no horário de Brasília. Em 18 estados, o horário está diferente do da capital federal e os estudantes precisam acertar o relógio. à‰ bom lembrar que nos finais de semana é menor o número de ônibus, trem e metrô circulando.

Para fazer a prova, é preciso apresentar documento de identidade com foto e ter em mãos uma caneta preta, revestida com material transparente, para preencher o cartão de respostas. Antes de começar a responder as questões, o candidato deve conferir os dados pessoais na prova, no cartão de resposta e na lista de chamada. Se houver algum erro, deve comunicar o fiscal.

à‰ preciso estar atento também ao que não é permitido no local de prova. O candidato não pode usar boné, chapéu, gorro, viseira ou óculos escuros. Ficar com aparelhos eletrônicos ligados durante a prova também está proibido. Quem levar qualquer eletrônico, como celular e tablet, terá que guardar em um porta-objetos lacrado que ficará embaixo da carteira. O mesmo vale para materiais como lápis, livros e apostilas.

Como o Enem é uma prova longa, o estudante pode levar um lanche. àgua e comida não estão na lista de proibições. O estudante só pode deixar o local de prova duas horas após o início do exame e 30 minutos antes do término do horário poderá sair com o caderno de provas. Quem descumprir essas regras, será eliminado.

Nas últimas semanas, a Agência Brasil publicou uma série de matérias em que professores recomendam que os estudantes monitorem o tem Leia mais

26 de outubro de 2013
por Esmael Morais
6 Comentários

Propinoduto tucano: procurador do MP falha e Suíça arquiva caso Alstom

do Brasil 247
Por falta de colaboração do Ministério Público brasileiro, procuradores da Suíça responsáveis por investigar os negócios da empresa Alstom arquivaram o caso de três suspeitos de ter feito pagamento de propina a funcionários de órgãos públicos no País e a políticos do PSDB.

As autoridades suíças pediram para que os colegas brasileiros interrogassem e investigassem a vida financeira de quatro pessoas, entre eles o ex-diretor da CPTM João Roberto Zaniboni, acusado de ter recebido US$ 836 mil, cerca de R$ 1,84 milhão, informa reportagem da Folha de S.Paulo.

Os procuradores suíços pediram que outros três suspeitos de trabalhar como intermediários no pagamento de propina, inclusive a Zaniboni, fossem interrogados: Arthur Teixeira, Sérgio Teixeira e José Amaro Pinto Ramos. Mas nenhum pedido foi atendido pelos procuradores brasileiros.

Justificativa

A resposta do procurador da República Rodrigo de Grandis, responsável pelo caso da multinacional francesa no Brasil, foi a de que houve uma “falha administrativa” no gabinete da Procuradoria da República em São Paulo. Simples: arquivaram o pedido da procuradoria suíça numa pasta errada.

De acordo com informações do gabinete de Grandis, o pedido dos procuradores suíços só foi encontrado na última quinta-feira. Sendo guardado numa pasta de arquivo, o pedido ficou esquecido por dois anos e oito meses. As autoridades brasileiras souberam das solicitações esquecidas apenas nesta semana.

Leia mais