Sanepar paga R$ 14 milhões pelo aluguel de salas a doador de campanha de Richa; valor daria para comprar o imóvel

Sanepar alugou prédio por R$ 14 milhões; construtora proprietária doou R$ 75 mil para a campanha de Richa em 2010; valor da locação daria para comprar o imóvel, segundo um consultor.

Sanepar alugou prédio por R$ 14 milhões; construtora proprietária doou R$ 75 mil para a campanha de Richa em 2010; valor da locação daria para comprar o imóvel, segundo um consultor.

A diretoria da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) faz cortesia com o chapéu alheio, isto é, com o dinheiro dos paranaenses ao torrar R$ 14 milhões no aluguel de salas comerciais. O imóvel pertence à  empresa L. Peretti Empreendimentos Imobiliários Ltda.

Segundo extrato da reunião do Conselheiro Administrativo da Sanepar, ocorrida no último dia 22 de julho, os consumidores de água e esgoto vão pagar R$ 14 milhões pela locação de 3.631,00m!² entre 01/11/2013 a 31/10/2018 (clique aqui para ler a íntegra da ata).

O diabo é que com esse valor de aluguel, de acordo com informação de um consultor imobiliário, ouvido pelo blog, é possível comprar o mesmo imóvel pelo preço de mercado. Ou seja, a locação aprovada pela Sanepar é um negócio da China para a imobiliária L. Peretti.

Um sanepariano informou, a pedido do blog, com esse valor de R$ 14 milhões a Sanepar também poderia construir dois prédios em área própria, situada na Linha Verde, próxima à  PUCPR, abrigando todos os funcionários de Curitiba.

Consta na lista de doadores da campanha do governador Beto Richa (PSDB), em 2010, o nome da Hugo Peretti & Cia Ltda, cujo o imóvel alugado pelo preço milionário está disponível no site da construtora. A empresa doou R$ 75 mil ao tucano (clique aqui para conferir), segundo o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A título de compração, final no ano passado, o governo do Paraná comprou um prédio inteiro — antigo Crowne Plaza Hotel, na Rua Carlos Cavalcanti, 600 — pela “bagatela” de R$ 22 milhões. No local, hoje, funciona a Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

São esses tipos de negócios, à s escuras, que elevam o preço da tarifa da água para os consumidores. Além, é claro, da insaciável fome dos sócios privados — que tiveram ampliação de seu poder na semana passada, conforme denúncia do senador Roberto Requião (PMDB) anotada aqui em primeira mão.

A seguir, publico extrato da ata da reunião da Sanepar que aprovou o aluguel milionário:

“Conselheiro Mauricio Jandoi Fanini Antonio

Contrato de Locação de Imóvel destinado à s instalações das Unidades que serão remanejadas da Sede Administrativa e de imóveis locados em Curitiba, firmado entre a Sanepar e a empresa L. PERETTI EMPREENDIMENTOS IMOBILIàRIOS LTDA., referente à  locação do imóvel situado à  Av. João Gualberto, n!º 1.259, do Centro Empresarial Laís Peretti, bairro Alto da Glória, em Curitiba, composto pela sobreloja – Salas 2 e 3 e por 18 Conjuntos Comerciais totalizando 3.631,00m!² e 42 vagas de garagem indeterminadas, de acordo com a matrícula n!º 47.374 do Cartório do Registro de Imóveis da 2!º Circunscrição de Curitiba, no valor de R$ 232.384,00 mensais, com vigência contratual de 01/11/2013 a 31/10/2018. Parecer Técnico-Jurídico n!º 116/2013-US Ju/CLI, ratificado pela DJ em 11/07/2013. Processo de Contratação de Locação para Aprovação n!º 056/2013-DA
APROVADO”.

Comentários encerrados.