Requião avança no Litoral e Região Metropolitana de Curitiba

Publicado em 1 setembro, 2013
Compartilhe agora!

Roberto Requião avança sobre a Região Metropolitana de Curitiba e Litoral; tecnicamente empatado com a ministra-chefe da Casa Civil em segundo lugar, de acordo com a Paraná Pesquisa, o peemedebista escolhe o governador Beto Richa como alvo preferencial em sua pré-campanha; para o senador do PMDB, o tucano é o pior, mais preguiçoso, negocista e desastrado da história: Lernismo predador sem o talento do Lerner", define.
Roberto Requião avança sobre a Região Metropolitana de Curitiba e Litoral; tecnicamente empatado com a ministra-chefe da Casa Civil em segundo lugar, de acordo com a Paraná Pesquisa, o peemedebista escolhe o governador Beto Richa como alvo preferencial em sua pré-campanha; para o senador do PMDB, o tucano é o pior, mais preguiçoso, negocista e desastrado da história: Lernismo predador sem o talento do Lerner”, define.
Depois de começar seu périplo rumo à  candidatura ao governo do Paraná pelo Norte e Norte Pioneiro, na semana passada, o senador Roberto Requião (PMDB) avançou neste final de semana para o Litoral e Região Metropolitana de Curitiba.

Requião realizou plenárias com militantes peemedebistas na praia de Ipanema, em Pontal do Paraná, e no município de Campo do Tenente, na Grande Curitiba.

Informalmente, o PMDB dessas duas regiões aprovou simbolicamente a candidatura do senador quando induzidos a fazê-lo levantando as mãos.

Os estrategistas afirmam que Requião “está muito vem no interior do estado” e que agora é hora de conquistar corações e mentes na Região Metropolitana de Curitiba e Litoral.

“O atual governo do Paraná é o pior, mais preguiçoso, negocista e desastrado da história. Lernismo predador sem o talento do Lerner”, discursa Requião nas reuniões do partido, opinião que faz questão de repetir em suas tuitadas ácidas na internet.

De acordo com levantamento da Paraná Pesquisas, de Murilo Hidalgo, o senador Roberto Requião está tecnicamente empatado em segundo lugar com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT), na corrida pelo Palácio Iguaçu.

Os números do instituto de Hidalgo, divulgados há 15 dias, dizem que Richa tem 39%, Gleisi aparece com 24% tecnicamente empatada com Requião que tem 21%. Joel Malucelli (PSD) faz 2%.

Compartilhe agora!

Comments are closed.