Osmar Dias deverá assumir Ministério da Agricultura em janeiro de 2014

Publicado em 23 setembro, 2013

"Santa Ceia" comandada pela ministra Gleisi Hoffmann, em Toledo, neste domingo, discutiu as eleições de 2014; dentre os temas debatidos na mesa, a ida de Osmar Dias para o Ministério da Agricultura em janeiro de 2014; extraoficialmente, Fruet recebeu convite para disputar a vice da petista; prefeito de Curitiba não disse nem sim, nem não.
“Santa Ceia” comandada pela ministra Gleisi Hoffmann, em Toledo, neste domingo, discutiu as eleições de 2014; dentre os temas debatidos na mesa, a ida de Osmar Dias para o Ministério da Agricultura em janeiro de 2014; extraoficialmente, Fruet recebeu convite para disputar a vice da petista; prefeito de Curitiba não disse nem sim, nem não.
Quem esperava um confronto entre os irmãos àlvaro Dias (PSDB) e Osmar Dias (PDT) pelo Senado, em 2014, pode tirar o cavalinho da chuva. Não ocorrerá. Pelo menos é o que ouviu um “orelha seca” deste blog, ontem (22), em Toledo, durante a Festa Nacional do Porco no Rolete.

Segundo o papo que rolava na “Santa Ceia” petista, comandada pela ministra Gleisi Hoffmann (PT) e seus discípulos, o vice-presidente do Banco do Brasil, Osmar Dias (PDT), deverá assumir o Ministério da Agricultura a partir de janeiro de 2014.

O titular da pasta, deputado Antônio Eustáquio Andrade Ferreira (PMDB-MG), sairá em dezembro para disputar um novo mandato na Câmara. Os peemedebistas deverão ser agraciados com outro espaço no governo Dilma.

A animada conversa sobre 2014 foi suprapartidária. Além de Gleisi, participaram os petistas à‚ngelo Vanhoni, Zeca Dirceu, Elton Welter e Toninho do PT; o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT); e o senador Sérgio Souza (PMDB) e o prefeito toledano Beto Lunitti (PMDB).

Welter, líder da oposição na Assembleia Legislativa, sugeriu que Fruet saia na vice de Gleisi !“ para liquidar a fatura já no primeiro turno, segundo ele — e deixe a prefeitura sob o comando da petista Mirian Gonçalves. O pedetista não disse nem sim, nem não.

Comments are closed.