Por Esmael Morais

Liminar na Justiça garante sobrevida a secretário da Segurança de Beto Richa

Publicado em 09/09/2013

Secretário da Segurança, Cid Vasques, se segura no cargo com liminar suspendendo reunião do Conselho Superior do MP; Richa afirmou que o titular da pasta está firme e forte; Gaeco quer a cabeça do promotor, que é acusado de dificultar investigações do órgão.

Secretário da Segurança, Cid Vasques, se segura no cargo com liminar suspendendo reunião do Conselho Superior do MP; Richa afirmou que o titular da pasta está firme e forte; Gaeco quer a cabeça do promotor, que é acusado de dificultar investigações do órgão.

Em guerra com o Ministério Público do Paraná, o secretário de Estado da Segurança Pública, Cid Vasques, que é promotor licenciado do órgão, conseguiu nesta segunda uma liminar que lhe dá sobrevida no cargo.

O cilindro adicional de oxigênio foi concedido pelo desembargador José Augusto Nunes Aniceto, do Tribunal de Justiça, suspendeu liminarmente a sessão do Conselho Superior do Ministério Público (CNMP) que julgaria amanhã a cassação da licença do secretário de Beto Richa (PSDB).

A defenestração de Cid Vasques foi solicitada pelo promotor Leonir Batisti, coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) — braço policial do MP, sob a alegação de que o secretário estaria atrapalhando as investigações ao implantar rodízio de policiais na corporação.

Para tanto, aduz o impetrante que houve ofensa ao direito líquido e certo, ante ao evidente cerceamento de defesa, considerando que a sessão para o julgamento da Representação contra si apresentada foi marcado apenas 15 horas após o prazo final para a apresentação de defesa!, diz um trecho do despacho do desembargador, que ressalta que o prazo mínimo de entrega seria de 72h.