Gazeta do Povo desce o sarrafo na privatização de Gleisi Hoffmann

Ministra Gleisi Hoffmann é igualada a tucanos em reportagem de capa da Gazeta do Povo; jornal critica privatização das rodovias federais, cujo pedágio custa cerca de dois reais, mas alivia para o lado de Richa que cobra tarifa de até R$ 14,60 para descer da capital ao Litoral; petistas passaram os últimos três anos dando milho para bode, ou seja, para o grupo RPCTV, mas agora levaram uma chapuletada na edição deste domingo. (Imagens fac-símile da reportagem Gazeta do Povo).

Ministra Gleisi Hoffmann é igualada a tucanos em reportagem de capa da Gazeta do Povo; jornal critica privatização das rodovias federais, cujo pedágio custa cerca de dois reais, mas alivia para o lado de Richa que cobra tarifa de até R$ 14,60 para descer da capital ao Litoral; petistas passaram os últimos três anos dando milho para bode, ou seja, para o grupo RPCTV, mas agora levaram uma chapuletada na edição deste domingo. (Imagens fac-símile da reportagem Gazeta do Povo).

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, candidata ao governo do Paraná pelo PT, parece passou os últimos anos dando milho para bode. Quanto mais se dá, mais o animal quer. à‰ um saco sem fundo.

A petista e o marido dela, Paulo Bernardo, ministro das Comunicações, têm muito em conta o jornal Gazeta do Povo, do grupo RPCTV/Rede Globo, mas ficaram muito chateados com a pancada que receberam. A informação é de um correligionário do casal, que pediu para não se identificar.

Na edição deste domingo, na capa, o jornalão esculhamba o pedágio do governo federal sobretudo nas BRs 116, 376 e 101. O preço da tarifa nesses trechos fica na casa dos R$ 2, mas reportagem de Katia Bermbatti diz que em cinco anos de privatização das rodovias “o padrão de excelência no pavimento não foi alcançado”. Deve ser verdade.

O diabo é que a Gazeta, em quinze anos, não ainda observou que o pedágio do governo do estado representa um verdadeiro roubo contra os usuários das rodovias ao não fiscalizar as concessionadas. Não é o blogueiro quem fez essa denúncia. Pelo contrário. São entidades técnicas como Crea e Senge.

“PT caminha para o modelo tucano de concessão”, registrou o jornal na página 16, do caderno “Vida Pública”, estampado foto de Gleisi. Na prática, a Gazeta tenta igualar a ministra com o governador Beto Richa (PSDB) a quem os petistas acusaram nesses últimos três anos como neoliberal e privatistas.

Comentários encerrados.