Dilma “invade” Minas Gerais, a “praia” que Aécio acreditava ser dono

Publicado em 13 setembro, 2013
Compartilhe agora!

do Brasil 247

Em Minas Gerais, reduto político do adversário Aécio Neves, presidente rebate críticas ao Mais Médicos ao voltar a defender o programa, que prevê a contratação de profissionais estrangeiros para atuar no País; Dilma Rousseff também afirmou que é preciso "acabar com essa história antiga de país rico com povo pobre", e declarou: "Não basta o PIB crescer, tem que crescer para vocês"; segundo ela, lei que destina royalties do petróleo para Saúde e Educação é "como se fosse uma herança deixada para nós"; cerimônia de formatura de mais de 2,5 mil alunos do Pronatec aconteceu em Uberlândia, um dia depois de Aécio ter prestigiado, também em Minas, o governador paulista Geraldo Alckmin.
Em Minas Gerais, reduto político do adversário Aécio Neves, presidente rebate críticas ao Mais Médicos ao voltar a defender o programa, que prevê a contratação de profissionais estrangeiros para atuar no País; Dilma Rousseff também afirmou que é preciso “acabar com essa história antiga de país rico com povo pobre”, e declarou: “Não basta o PIB crescer, tem que crescer para vocês”; segundo ela, lei que destina royalties do petróleo para Saúde e Educação é “como se fosse uma herança deixada para nós”; cerimônia de formatura de mais de 2,5 mil alunos do Pronatec aconteceu em Uberlândia, um dia depois de Aécio ter prestigiado, também em Minas, o governador paulista Geraldo Alckmin.
A presidente Dilma Rousseff voltou a rebater nesta sexta-feira 13 as críticas ao programa Mais Médicos, e defendeu o programa que prevê a contratação de profissionais estrangeiros para atuar no País. “Não podemos olhar de onde vem o diploma”, exclamou a presidente, lembrando que faltam médicos em muitas cidades brasileiras. Dilma Rousseff voltou a disputar Minas com o adversário tucano Aécio Neves ao participar da cerimônia de formatura de 2.634 alunos beneficiários do Bolsa Família no Pronatec.

Em seu discurso, Dilma salientou que a formatura mostra que o dia de hoje, uma sexta-feira 13, é de alegria e sorte. Alegria para os formandos, que tiveram a oportunidade de “encarar um caminho novo”, e sorte para o País, que ganha profissionais qualificados. Dilma também afirmou que é preciso “acabar com essa história antiga de país rico com povo pobre”. “Não basta o PIB crescer, tem que crescer para vocês”, disse.

Segundo a presidente, “a gente só tem certeza de acabar completamente com a miséria e a pobreza por dois caminhos: emprego e educação”. Dilma ressaltou então a importância da lei que destina 75% dos royalties do petróleo para a Educação e 25% para a Saúde. Segundo ela, esta lei é “como se fosse uma herança deixada para nós”.

Disputa em Minas

Minas Gerais é, ao mesmo tempo, o Estado onde Dilma nasceu e o reduto político do parlamentar. Em agosto, Dilma e Aécio polemizaram depois de um evento da presidente em São João del Rei. Em seu discurso, Dilma saudou Tancredo Neves, avô de Aécio, como uma das importantes personalidades do município. Em nota, o tucano se pronunciou acusando a chefe do Planalto de ter ido a Minas Gerais lançar o mesmo programa !“ PAC das Cidades Históricas !“ pela quinta vez (leia mais aqui).

A cerimônia de formatura de alunos do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego-Brasil Sem Miséria), em Uberlândia, nesta manhã, acontece um dia depois de o senador tucano prestigiar o governador paulista Geraldo Alckmin, orador ontem da solenidade de entrega da Medalha JK, em Diamantina, no interior mineiro.

Alckmin dividiu o palanque com o governador de Minas, o também tucano Antonio Anastasia, num momento de racha do PSDB, ainda dividido sobre seu candidato ao Planalto: o mineiro Aécio Neves ou o ex-governador paulista José Serra. Alckmin tem defendido a realização de prévias no partido para a definição do nome.

Hoje mais cedo, a presidente concedeu entrevista à s rádios locais de Minas. Leia abaixo sua declaração sobre o Pronatec à  mídia local, publicada no Blog do Planalto:

O Pronatec põe as pessoas no caminho do emprego, afirma Dilma

A presidenta Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira (13), em entrevista à s rádios Educadora Jovem Pan AM e Globo Cultura AM, em Uberlândia (MG), que o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) é um dos programas mais importantes do governo federal porque tem foco na questão do ensino técnico profissionalizante. Segundo ela, a única coisa que faz com que a saída da miséria seja irreversível é a educação.

“O Pronatec põe as pessoas no caminho do emprego. Emprego e educação tiram as pessoas da pobreza. O Brasil precisa capacitar seus jovens, adultos e pessoas que vivem em condições de pobreza. (…) O Pronatec tem um lado fundamental: ele é feito para gente, para nossa dignidade. Ele é feito para o Brasil, que precisa de mão de obra qualificada”, afirmou a presidenta, que participa hoje, em Uberlândia, de formatura de 2.634 alunos do Pronatec-Brasil Sem Miséria.

Compartilhe agora!

Comments are closed.