Adesão do PSDB põe fim à  tentativa de divisão na Assomec

Publicado em 30 setembro, 2013
Compartilhe agora!

Luizão Goulart foi reconhecido presidente da Assomec, no final de semana, até pelos prefeitos do PSDB, como Beti Pavin, de Colombo; "racha" da entidade termina com isolamento político de Aldnei Siqueira, de Tamandaré; na próxima quinta, em Curitiba, tucanos, petistas, peemedebistas e assemelhados voltam a se reunir para discutir resíduos sólidos.
Luizão Goulart foi reconhecido presidente da Assomec, no final de semana, até pelos prefeitos do PSDB, como Beti Pavin, de Colombo; “racha” da entidade termina com isolamento político de Aldnei Siqueira, de Tamandaré; na próxima quinta, em Curitiba, tucanos, petistas, peemedebistas e assemelhados voltam a se reunir para discutir resíduos sólidos.
O prefeito de Almirante Tamandaré, Aldnei Siqueira (PSD), derrotado na eleição da Assomec (Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba), ocorrida em janeiro, se isolou politicamente ao dispensar médicos estrangeiros do programa Mais Médicos (clique aqui para relembrar), do governo federal, e por manter a ideia de dividir a entidade representativa dos prefeitos.

O grande fato foi a presença da prefeita Beti Pavin (PSDB), de Colombo, evidenciando o racha existente entre os chefes de executivos municipais ligados ao governador Beto Richa (PSDB). Na prática, a tucana referendou a direção da Assomec e põe fim à  tentativa de divisão na entidade comandada pelo prefeito de Pinhais, Luizão Goulart (PT).

Na última sexta (27), prefeitos, vice-prefeitos e secretários de 17 municípios da Região Metropolitana de Curitiba estiveram reunidos na cidade de Pinhais. Temas como o transporte coletivo, resíduos da construção civil, responsabilidades com o gasto público e geração de emprego e renda foram abordados.

“A Assembleia Ordinária da Assomec serviu para fortalecer ainda mais a entidade como elo de integração entre a capital e as cidades ao seu entorno”, disse Luizão.

Nesta quinta (3), prefeitos tucanos, petistas, peemedebistas e assemelhados voltam a se reunir em Curitiba para discutir a questão dos resíduos sólidos.

Compartilhe agora!

Comments are closed.