26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
16 Comentários

Ibope: Marina desaba e Dilma abre 22 pontos; eleição pode ser decidida já no 1!º turno

do Brasil 247 Pesquisa Ibope/Estadão divulgada na noite desta quinta-feira (26) mostra que a presidente Dilma Rousseff (PT) abriu 22 pontos sobre a segunda colocada, Marina Silva (sem partido), na corrida presidencial. Em julho, a diferença entre elas era de apenas oito pontos, após queda vertiginosa da petista, em decorrência dos protestos que aconteceram em todo o país no mês anterior.A partir de então, a presidente cresceu em ambos os cenários de primeiro turno estimulados pelo Ibope, enquanto Marina perdeu seis pontos, se distanciando de Dilma e ficando mais ameaçada pelos outros candidatos.

No cenário que tem Aécio Neves (o mais provável) como candidato do PSDB, Dilma cresceu de 30% para 38% nos dois últimos meses. Ao mesmo tempo, Marina caiu de 22% para 16%. O tucano oscilou de 13% para 11%, enquanto Eduardo Campos (PSB) foi de 5% para 4%. A taxa de eleitores sem candidato continua alta: 31% (dos quais, 15% dizem que votarão em branco ou anularão, e 16% não sabem responder).

O cenário com José Serra como candidato do PSDB não tem diferenças relevantes: Dilma tem 37%, contra 16% de Marina, 12% de Serra e 4% de Campos. Nessa hipótese, 30% não têm candidato: 14% de branco e nulo, e 16% de não sabe. Não há cenário idêntico a esse em pesquisa anterior do Ibope para comparar.

VITà“RIA EM PRIMEIRO TURNO

Nos dois cenários, Dilma tem intenção de voto superior à  soma de seus três adversários: 37% contra 32% (cenário Serra) e 38% contra 31% (cenário Aécio). Isso indica chance de vitória no primeiro turno. No entanto, destaca o Estadão, “convém lembrar que praticamente 1 em cada 3 eleitores não tem candidato e ainda falta um ano para a eleição”.

SEGUNDO TURNO

Dilma se distanciou de Marina também na disputa pelo segundo turno. A petista venceria a rival por 43% a 26%, se a eleição fosse hoje. Em julho, logo depois dos protestos em massa que tomaram as ruas das metrópoles, Dilma e Marina estavam tecnicamente empatadas: 35% a 34%, respectivamente.

Segundo as simulações do Ibope, tanto faz se o candidato do PSDB for Aécio ou Serra. Se a eleição fosse hoje, a presidente venceria ambos por 45% a 21% num segundo turno. Contra Eduardo Campos, a vitória seria mais fácil: 46% a 14%.

O Ibope fez a pesquisa entre os dias 12 e 16 de setembro, em todas as regiões o Brasil. Foram entrevistados 2.002 eleitores, face a face. A margem de erro máxima é de 2 pontos porcentuais, para mais ou para menos, num intervalo de confiança de 95%.

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
9 Comentários

Vereadores denúnciam desvio de R$ 1,5 mi do Fundeb em Colombo; assista ao vídeo

Vereadores Waldirley Bueno e Gil Gera, de Colombo, foram à  Justiça Federal denunciar suposto desvio de R$ 1,5 mi de verba da educação; em Brasília, a prefeita Beti Pavin pediu apoio do petista André Vargas para as investigações do malfeito e para novos projetos em benefício da área; magistério colombense está em greve reivindicando melhores salários.

Vereadores Waldirley Bueno e Gil Gera, de Colombo, foram à  Justiça Federal denunciar suposto desvio de R$ 1,5 mi de verba da educação; em Brasília, a prefeita Beti Pavin pediu apoio do petista André Vargas para as investigações do malfeito e para novos projetos em benefício da área; magistério colombense está em greve reivindicando melhores salários.

Os vereadores colombenses Waldirley Bueno (PMDB) e Gil Gera (PSDB) foram à  Procuradoria-Geral da República, nesta quinta (26), protocolar denúncia de suposto desvio de R$ 1,5 milhão de verba do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).  ... 

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
14 Comentários

Leprevost e Stephanes com Gleisi?

Leprevost e Stephanes negam embarque no Solidariedade; PSD, partido de ambos, está mais próximo à  candidatura da ministra Gleisi; será que eles abandonarão Beto Richa?

Leprevost e Stephanes negam embarque no Solidariedade; PSD, partido de ambos, está mais próximo à  candidatura da ministra Gleisi; será que eles abandonarão Beto Richa?

Até as capivaras do Parque Barigui, de Curitiba, sabem que o PSD deverá marchar com Gleisi Hoffmann (PT) na disputa pelo governo do Paraná. Essa “certeza” até o deputado André Vargas (PT), vice-presidente da Câmara, dá para quem quiser ouvir. ... 

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
14 Comentários

Economist ataca Brasil na hora de nova decolagem

do Brasil 247
No momento em que os principais indicadores da economia brasileira convergem para uma retomada do crescimento !“ alta de 20% nas projeções da CNI para o PIB, inflação estimada em 4,8% ao final do ano e, especialmente, índice de 5,3% de desemprego, o que tecnicamente mantém o Brasil no regime de pleno emprego -, a revista inglesa The Economist faz nova aposta na derrocada do modelo de desenvolvimento do País. Em outras palavras, quando a economia brasileira dá todas as mostras de superação da crise global, a publicação resgata sua irônica ladainha do retrocesso. O Brasil indo, a Economist voltando.

Usando, mais uma vez, a imagem do Cristo Redendor para representar o País, a mesma publicação que colocou o famoso monumento decolando como um foguete do morro do Corcovado, em 2011, agora completa sua obra, jogando de volta, num looping desastrado, o mesmo Cristo a poucos metros de espatifar-se em seu magnífico pedestal na natureza.

Pode-se achar graça da computação gráfica dos mordazes ingleses, mas, na verdade, além de estar errada do ponto de vista da tradução dos fatos econômicos obejtivos, aponta para um caso de esquizofrenia e dupla identidade. A The Economist que agride o Brasil é a mesma The Economist que adula que adula o Brasil.

Para seus leitores desta semana, na edição para a àsia e América Latina, a revista diz que corre-se o risco, aqui, de estragar tudo!.

Para os anunciantes e convidados do Brazil Summit 2013 (link abaixo), porém, o que a mesma The Economist oferece é a avaliação de que A ascensão do Brasil tem sido uma das maiores historias de sucesso econômico da última década, com níveis recordes de investimento estrangeiro, milhões de pessoas retiradas da pobreza e uma classe média em expansão que criou um novo mercado global!.

A reportagem desta semana da The Economist ainda não foi divulgada. Trata-se de uma matéria especial de 14 páginas sobre o País, com um diagnóstico que vai apontar para o desastre iminente.

Para o seminário que organiza com apoio de patrocinadores privados, a mesma The Economist que já apresenta o convite com um cenário bem mais otimista cobra 1,7 mil dólares pela presença. Irá ocorrer n o dia 24 de outubro, no hotel Grand Hyatt, em São Paulo entre 8h00 e 18h00. Já estão confirmadas as presenças de Joaquim Barbosa, presidente do STF, de Nizan Guanaes, do grupo ABC, do ex-presidente do BC Gustavo Franco, todos críticos do atual governo, e até mesmo do estrelado chef Alex Atalla, do restaurante D.O.M. Pelo governo, a única presença confirmada até agora entre os speakers é o presidente da Embrapa, Marco Antônio Lopes.

Pelo jeito, a The Economist vai fazer um summit! tão desequilibrado no debate dos fatos, projeções e ideias quanto aponta a capa da reportagem que está para sair. Será que, finalmente, então, as duas identidades da mesma publicação irão se juntar?

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
5 Comentários

Stephanes jura que não vai pular a cerca

Stephanes jura de pés juntos que continua no PSD.

Stephanes jura de pés juntos que continua no PSD.

O secretário da Casa Civil, Reinold Stephanes, deputado federal licenciado pelo PSD, manda dizer que permanece no partido. Ele nega veementemente que estaria de malas prontas para o Solidariedade, coordenado no Paraná pelo deputado Francischini. ... 

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
4 Comentários

Minirreforma política “morreu” de morte morrida, diz Vaccarezza

PT e demais partidos da base de sustentação do governo obstruíram a pauta da minirreforma política; Vaccarezza, coordenador do grupo, jogou a toalha depois de sofrer críticas públicas do ex-presidente Lula e do PCdoB; Morreu!, reconheceu o petista.

PT e demais partidos da base de sustentação do governo obstruíram a pauta da minirreforma política; Vaccarezza, coordenador do grupo, jogou a toalha depois de sofrer críticas públicas do ex-presidente Lula e do PCdoB; Morreu!, reconheceu o petista.

Primeiro, foi Lula quem atirou em direção à  minirreforma política que tramita no Congresso Nacional. Depois foi a vez do PCdoB, que fez coro com o ex-presidente. Nesta quinta (26), o coordenador do Grupo de Trabalho da Reforma Política, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), jogou a tolha. Ele admitiu que não há mais chances de a Câmara votar o texto proposto pelo Senado a tempo de valer para as eleições de 2014. ... 

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
1 Comentário

Lucro de bancos permanece robusto!, informa relatório do BC

da Agência Brasil

Lucro de quase R$ 60 bilhões dos bancos, divulgado pelo Banco Central, revela, de outro lado, arrocho nos salários dos trabalhadores; bancários em greve fecham 10 mil agências em todo o país; grevistas dizem que os banqueiros, apesar dos robustos lucros, se negam a negociar com a categoria há cerca de 20 dias.

Lucro de quase R$ 60 bilhões dos bancos, divulgado pelo Banco Central, revela, de outro lado, arrocho nos salários dos trabalhadores; bancários em greve fecham 10 mil agências em todo o país; grevistas dizem que os banqueiros, apesar dos robustos lucros, se negam a negociar com a categoria há cerca de 20 dias.

O lucro líquido dos bancos no primeiro manteve-se estável, de acordo com o Relatório de Estabilidade Financeira, divulgado hoje (26) pelo Banco Central (BC). O valor chegou a R$ 59,7 bilhões, em 12 meses encerrados em junho, com acréscimo de R$ 4,7 bilhões em relação ao resultado de dezembro. ... 

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
5 Comentários

“Capitão” de Gustavo Fruet inicia amanhã coluna no Blog do Esmael

Ricardo Mac Donald, considerado o capitão! do time do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), inaugura coluna amanhã neste espaço; ele vai escrever sempre à s sextas sobre gestão e cidade, além, é claro, da movimenta política na capital, no estado e no país; até aqui, a equipe de colunistas também é formada pelas seguintes personalidades: Marcelo Araújo (especialista em trânsito, nas segundas), Ademar Traiano (governo e parlamento, nas quartas) e Maurício Requião (políticas públicas, nas quintas).

Ricardo Mac Donald, considerado o capitão! do time do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), inaugura coluna amanhã neste espaço; ele vai escrever sempre à s sextas sobre gestão e cidade, além, é claro, da movimenta política na capital, no estado e no país; até aqui, a equipe de colunistas também é formada pelas seguintes personalidades: Marcelo Araújo (especialista em trânsito, nas segundas), Ademar Traiano (governo e parlamento, nas quartas) e Maurício Requião (políticas públicas, nas quintas).

O secretário Municipal de Governo, Ricardo Ghisi Mac Donald, considerado o “capitão” do time do prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), inaugura amanhã (27) coluna semanal neste blog. ... 

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
2 Comentários

Pleno emprego no Brasil: taxa cai para 5,3% em agosto

da Agência BrasilA taxa de desemprego caiu para 5,3% em agosto deste ano, depois de ficar em 5,6% em julho. Em relação a agosto de 2012, no entanto, a taxa manteve-se estável. O dado foi divulgado hoje (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em sua Pesquisa Mensal de Emprego (PME). à‰ a menor taxa desde dezembro, que havia sido 4,6%.

Segundo o IBGE, a população desocupada caiu 6% em relação a julho, alcançando 1,3 milhão de pessoas nas seis regiões metropolitanas pesquisadas. Já a população ocupada manteve-se estável em 23,2 milhões de pessoas, o que mostra que não houve aumento na geração de postos de trabalho entre os dois meses. Em relação a agosto de 2012, no entanto, foram criados 273 mil empregos.

O número de trabalhadores com carteira assinada ficou em 11,7 milhões, o mesmo de julho, e 3,1% maior do que agosto do ano passado.

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
11 Comentários

Presidente da CPI do Pedágio diz que documentos das concessionárias mostram lucros exorbitantes!

por Denise Mello, via portal Banda B
O presidente da CPI dos Pedágios, deputado Nelson Luersen (PDT), começou a analisar junto com técnicos os 150 quilos de documentos entregues pela Associação das Concessionárias de Pedágio na última sexta-feira (20). Os documentos, segundo as concessionárias, trazem respostas para 15 questões elaboradas pelos parlamentares em agosto, como balanços patrimoniais, orçamentos de obras, funcionários terceirizados e passagem de veículos por cancela, além dos contratos assinados com o governo do estado. E já nas primeiras análises, o presidente da CPI encontrou dados que, segundo ele, comprovam o lucro exorbitante das concessionárias no Paraná.

Um exemplo é o da Ecocatarata. De 2001 a 2012, houve um aumento de 317% sobre o valor arrecadado em dinheiro, sendo que o IPCA deste período teve um aumento de 112%. Também nestes 12 anos, foi registrado um aumento de 87% no número de veículos nas cancelas; ou seja, é um lucro exorbitante, com uma margem muito acima do previsto e do razoável. Só um dado assim justifica a redução no preço do pedágio!, afirmou Luersen à  Banda B.

O deputado tem certeza ainda que esta mesma prévia vista nas análises da Ecocataratas, vai se repetir nas outras concessionárias. Segundo o parlamentar, todos os dados serão divulgados e não haverá como as concessionárias contestarem os próprios números. Não vamos trabalhar com suposições, mas com documentos recebidos das próprias concessionárias, só documentos verídicos. E como elas irão contestar os próprios números?!, disse.

Sem circo

Luersen reforçou também que a CPI não vai se transformar em um circo e nem deputados vão conseguir aparecer a qualquer custo, para depois a situação ficar do mesmo jeito. Não teremos deputados atirando para todos os lados, falando pelo cotovelo, sem nada mudar. Vamos trabalhar com dados oficiais para provar que os valores devem baixar nos pedágios e as obras podem ser realizadas!.

Sobre a rigidez dos contratos, Luersen diz que há como quebrar estes acordos em nome do interesse público. Existe um interesse maior que é o interesse público, que deve prevalecer segundo a Constituição. Ter lucro é normal, o que não é possível são estes lucros exorbitantes. Enquanto isso, o consumidor fica sem opção, não tem por onde passar!, completou.

Uma equipe técnica formada por engenheiros e advogados, além dos deputados, está analisando os documentos. O presidente da CPI acredita que em 20 dias será possível colocar na internet as primeiras informações.

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
75 Comentários

Deputado denuncia lobby de R$ 360 milhões para obrigar simuladores de direção nas autoescolas

O deputado federal Marcelo Almeida (PMDB-PR), membro da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, em artigo de opinião, denunciou nesta quinta (26) a existência de um forte lobby no Congresso para aprovar a obrigatoriedade de simuladores de direção nas autoescolas em todo o país. Segundo o parlamentar, o negócio, se aprovado, movimentará de imediato mais de R$ 360 milhões, haja vista a existência de 12 mil CFCs (Centros de Formação de Condutores).

Almeida, ex-diretor-geral do Detran do Paraná, diz que os brasileiros não podem permitir mais um mico acerca da legislação de trânsito. Ele se lembra da obrigatoriedade do kit dos primeiros socorros, que movimentou milhões de reais, mas que não vingou.

“O lobby dos simuladores é forte e está trabalhando no Congresso Nacional desde o ano passado para tentar incluir no Código de Trânsito Brasileiro a exigência desses equipamentos. Isso porque o investidor internacional exigiu que a obrigatoriedade ganhasse força de lei, para assegurar o retorno financeiro. Afinal, de imediato, cada um dos 12 mil CFCs cadastrados no Brasil teriam que comprar pelo menos um equipamento desses. Cada simulador custa cerca de R$ 30 mil. Ou seja, um mercado de R$ 360 milhões, só no primeiro ano, pois os softwares desses equipamentos serão permanentemente atualizados”, diz um trecho do artigo, que prevê um novo escândalo nacional.

A seguir, leia a íntegra do artigo-denúncia de Marcelo Almeida:

Simuladores ou dissimulados?

por Marcelo Almeida*

Apesar de não ter formação circense, tenho exercitado o malabarismo na Câmara dos Deputados, especialmente como membro da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC). São tantos projetos importantes que passam semanalmente sob a nossa análise, que é sempre necessário deixar um assunto no ar enquanto se discute outros dois temas da pauta. O exercício de lidar, ao mesmo tempo, com essa diversidade de temas e manter a equidade de atenção nos deixa um pouco estrábicos. Sim, nosso olhar não pode ser paralelo, pois é preciso ter sempre um olho no gato e outro no peixe.

Graças a essa habilidade adquirida no exercício parlamentar, estou trabalhando para frustrar a estratégia do lobby dos simuladores de direção, tentando reverter a tendência de aprovação do projeto de lei 4.449/2012 pela CCJC. A matéria deve ir para votação nesta quarta-feira (25). Por isso, faço uso desse artigo para tentar mobilizar a opinião pública pela rejeição da proposta, qu Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
59 Comentários

Coluna do Maurício Requião: “Ao invés do Estado de respeito, o Estado do calote e da promessa”

Maurício Requião, em sua coluna desta semana, compara a atuação de Richa com o governo de seu pai na área da segurança; especialista em políticas públicas, o advogado diz que ao invés de um Estado de respeito, o tucano criou um Estado do calote e da promessa não cumprida!; o advogado afirma ainda que o governador do PSDB se pauta pelo mundo da fantasia proporcionado pelos fartos recursos gastos em propaganda; leia a coluna.

Maurício Requião, em sua coluna desta semana, compara a atuação de Richa com o governo de seu pai na área da segurança; especialista em políticas públicas, o advogado diz que ao invés de um Estado de respeito, o tucano criou um Estado do calote e da promessa não cumprida!; o advogado afirma ainda que o governador do PSDB se pauta pelo mundo da fantasia proporcionado pelos fartos recursos gastos em propaganda; leia a coluna.

por Maurício Requião Filho* ... 

Leia mais

26 de setembro de 2013
por Esmael Morais
5 Comentários

Decano condena Veja: mídia quis “subjugar” o juiz

do Brasil 247 O juiz Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal, continua com um assunto entalado na garganta: a chantagem exercida por alguns meios de comunicação !“ especialmente a revista Veja !“ em relação ao julgamento da Ação Penal 470.

De acordo com o decano, “nunca a mídia foi tão ostensiva para subjugar um juiz”. No fim de semana que antecedeu a votação decisiva sobre os embargos infringentes, a revista Veja, da Editora Abril, produziu uma capa em que ameaçou crucificar o ministro Celso de Mello, caso ele não votasse em linha com os interesses da revista da família Civita (leia mais aqui).

O tiro disparado da Marginal Pinheiros, sede da Abril, em São Paulo, contra o STF, no entanto, saiu pela culatra. “Essa tentativa de subjugação midiática da consciência crítica do juiz mostra-se extremamente grave e por isso mesmo insólita”, disse ele, ao jornal Integração, de Tatuí (SP), sua cidade natal.

A entrevista foi resgatada pela jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo (leia aqui). “Há alguns que ainda insistem em dizer que não fui exposto a uma brutal pressão midiática. Basta ler, no entanto, os artigos e editoriais publicados em diversos meios de comunicação social (os ‘mass media’) para se concluir diversamente! à‰ de registrar-se que essa pressão, além de inadequada e insólita, resultou absolutamente inútil”, afirmou ele, que também falou à  própria Folha para confirmar o teor da entrevista.

“Eu imaginava que isso [pressão da mídia para que votasse contra o pedido dos réus] pudesse ocorrer e não me senti pressionado. Mas foi insólito esse comportamento. Nada impede que você critique ou expresse o seu pensamento. O que não tem sentido é pressionar o juiz.” “Foi algo incomum”, segue. “Eu honestamente, em 45 anos de atuação na área jurídica, como membro do Ministério Público e juiz do STF, nunca presenciei um comportamento tão ostensivo dos meios de comunicação sociais buscando, na verdade, pressionar e virtualmente subjugar a consciência de um juiz.”

Segundo o decano, a postura de alguns meios de comunicação colocou em risco a própria democracia e a preservação de direitos individuais. “Essa tentativa de subjugação midiática da consciência crítica do juiz Leia mais