7 de setembro de 2013
por Esmael Morais
2 Comentários

7 de Setembro valeu para Dilma, fotógrafos e Neymar; veja as imagens

do Brasil 247
Foi um grande feriado de 7 de Setembro de sol e agitação pelo Brasil. Mas bom para quem, exatamente? Cercado por um contexto político específico neste 2013, o Dia da Independência encerrava projeções de manifestações de massa e protestos em todo o País. Não foi divulgada, anteriormente, nenhuma bandeira de ordem específica para unir, como nos protestos de junho, as massas contra um objetivo. Naquele momento, o aumento nas tarifas de transportes urbanos. Agora, o que?

Pelo que se viu, nada. As massas simplesmente não saíram de casa ou foram fazer outra coisa, mas, ainda assim, houve um show para os fotógrafos. Graças à s minorias identificadas como Black Blocs, incidentes de depredações e conflitos com a polícia em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife e Maceió foram as únicas ocorrências do dia. Quatro dezenas de prisões em Brasília e cerca de 20 no Rio de Janeiro foram registradas. Ocorreram, igualmente, dezenas de liberações imediatas. Nenhuma ocorrência grave.

E, sim, a presidente Dilma Rousseff conseguiu fazer com tranquilidade o desfile do Dia da Pátria, diante das tropas militares, em Brasília, e, em seguida, no alto da Esplanada dos Ministérios, a Seleção Brasileira, no estádio Mané Garrincha, goleou a da Austrália por 6 a 0, numa amistoso que veio a calhar.

O 7 de Setembro foi em tudo favorável ao governo. A falta de uma bandeira de ordem unitária, capaz de mobilizar os estudantes, ao menos, quanto mais outras camadas da sociedade proporcionou, na prática, a data aos grupos dispersos unidos pela marca de Black Blocs. Esses, como já se viu, gostam de quebrar vidraças, tem a simpatia de Caetano Veloso e afugentam as massas das ruas como ninguém.

O estádio Mané Garricha, já motivo de orgulho para a população da cidade, tornou-se um alvo para centenas de manifestantes. Isso afastou o público, mas não impediu o time do camisa 10 Neymar dar um show de bola, marcando 6 a 0 contra a equipe da Austrália. O craque que agora pertence ao Barcelona fez o terceiro e participou de todos os outros cinco. Também ganhou a tarde.

Na prática, mostrou-se neste 7 de setembro que o ciclo de protestos iniciado em junho se estressou agora. Acabou. O governo pode ser o protagonista do novo ciclo. Do jeito que estão as “rua Leia mais

7 de setembro de 2013
por Esmael Morais
8 Comentários

Sete de setembro com protestos em todo o país, mas relativamente calmo

com informações do Brasil 247
O feriado de Sete de Setembro está sendo tomado por manifestações populares em todo o País neste sábado. Alguns atos, como no Rio de Janeiro, acabaram em confronto com a polícia, correria e prisões. Sete pessoas foram detidas e o desfile cívico-militar foi invadido pelos manifestantes na capital fluminense.

Os confrontos deixaram outras cidades em alerta. Em São Paulo, o desfile ocorreu com tranquilidade e as manifestações têm sido pacíficas. Já em Maceió, o Grito dos Excluídos bloqueou a pista onde passariam as tropas e o desfile foi cancelado. Em Brasília, apesar do forte esquema de segurança, houve depredações de lojas. São esperadas na capital federal 50 mil pessoas em protestos.

Depois de se concentrar na Esplanada dos Ministérios e na Praça dos Três Poderes, a passeata segue neste momento para o Estádio Mané Garrincha, onde a seleção brasileira jogará com a Austrália à s 16h15. Um cordão formado por policiais tentará impedir a entrada de manifestantes no local.

Confira abaixo reportagens da Agência Brasil sobre cada cidade:

Protesto no Rio tem confronto e prisões

Uma confusão voltou a ocorrer em frente ao palanque oficial das autoridades em frente ao prédio do Comando Militar do Leste (CML), na Avenida Presidente Vargas, na área central da cidade. Houve tumulto e muita correria dos manifestantes que participavam do Grupo dos Excluídos.

A maior tensão ocorria sempre que os manifestantes usando mochilas eram revistados pela polícia. As abordagens eram sempre acompanhadas por advogados do Instituto de Defesa dos Direitos Humanos, que acompanham a passeata, para que não haja excessos dos militares.

Os integrantes do Black Bloc jogaram pedras nos policiais militares do Batalhão de Choque da PM, no momento em que foram impedidos de atravessar a pista, em frente à  sede do CML. A polícia revidou com bombas de gás lacrimogêneo.

As grades que separavam o público da pista lateral para a central Leia mais

7 de setembro de 2013
por Esmael Morais
3 Comentários

Protesto em Curitiba pede ‘voto aberto’ no Congresso; assista ao vídeo

Batalhão de Choque da PM acompanhou protesto, neste 7 de Setembro, no Centro de Curitiba, que pedia voto aberto no Congresso Nacional; o movimento promete nova manifestação no dia 14 deste mês.

Batalhão de Choque da PM acompanhou protesto, neste 7 de Setembro, no Centro de Curitiba, que pedia voto aberto no Congresso Nacional; o movimento promete nova manifestação no dia 14 deste mês.

Cerca de cem pessoas marcharam pela Rua XV de Novembro, até a Boca Maldita, por volta das 12h30, pedindo a aprovação do voto aberto no Congresso Nacional.  ... 

Leia mais

7 de setembro de 2013
por Esmael Morais
10 Comentários

Rede fala em aliança com PCdoB e PHS no Paraná

Claudino Dias, presidente estadual da Rede de Sustentabilidade, o novo partido de Marina Silva, disse ao blog que buscará formação de bloco político com PCdoB e PHS no Paraná; ele negou que fará convite a Requião, mas não descartou uma composição para as eleições de 2014.

Claudino Dias, presidente estadual da Rede de Sustentabilidade, o novo partido de Marina Silva, disse ao blog que buscará formação de bloco político com PCdoB e PHS no Paraná; ele negou que fará convite a Requião, mas não descartou uma composição para as eleições de 2014.

A Rede de Sustentabilidade, novo partido de Marina Silva, teve o diretório deferido ontem (6) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná. O enólogo e professor Claudino Dias será o presidente da legenda no estado, a décima seção homologada no país. ... 

Leia mais

7 de setembro de 2013
por Esmael Morais
26 Comentários

Com dor de cotovelo, Aécio promete entrar na Justiça contra pronunciamento de Dilma; assista

O senador Aécio Neves (PSDB), em terceiro no Vox Populi, ameaça entrar na Justiça contra fala de Dilma no rádio e na TV; mais um lance de dor de cotovelo?; segundo a revista Carta Capital, que contratou a sondagem, o tucano disputa o mesmo eleitorado com Marina Silva (Rede), José Serra (indefinido), Joaquim Barbosa (indefinido), Eduardo Campos (PSB).

O senador Aécio Neves (PSDB), em terceiro no Vox Populi, ameaça entrar na Justiça contra fala de Dilma no rádio e na TV; mais um lance de dor de cotovelo?; segundo a revista Carta Capital, que contratou a sondagem, o tucano disputa o mesmo eleitorado com Marina Silva (Rede), José Serra (indefinido), Joaquim Barbosa (indefinido), Eduardo Campos (PSB).

Em terceiro nas pesquisas de opinião, segundo o instituto Vox Populi, divulgado pela revista Carta Capital desta semana, o senador tucano Aécio Neves não gostou do pronunciamento da presidenta Dilma Rousseff, em cadeia de rádio e TV, sobre o Dia da Independência. Para o político do PSDB, a petista, que venceria no primeiro turno, segundo a sondagem mostra aqui ontem (6), estaria fazendo “propaganda eleitoral antecipada”. A seguir, assista ao vídeo e leia a nota de Aécio Neves, presidente nacional do PSDB: ... 

Leia mais