Deputados afrouxam o sutiã e não convocam Jaime Lerner para depor na CPI do Pedágio

Publicado em 20 agosto, 2013
Compartilhe agora!

Filho político de Jaime Lerner, pai do pedágio, base de sustentação do tucano Beto Richa determinou que a CPI do Pedágio afrouxasse o sutiã na Assembleia Legislativa do Paraná; de convocado, o ex-governador somente será
Filho político de Jaime Lerner, pai do pedágio, base de sustentação do tucano Beto Richa determinou que a CPI do Pedágio afrouxasse o sutiã na Assembleia Legislativa do Paraná; de convocado, o ex-governador somente será “convidado” pela comissão criada no Dia Internacional da Pizza.
A Comissão Parlamentar de Inquérito instalada na Assembleia Legislativa do Paraná para investigar as empresas de pedágio, também conhecida como CPI do Pedágio, começou afrouxar o sutiã na manhã desta terça (20) ao aprovar, entre seus membros, um ‘convite’ para o ex-governador Jaime Lerner depor. O pai do pedágio pode ou não comparecer, diferente de uma convocação — como se sugeriu na semana passada.

Criada no Dia Internacional da Pizza, a CPI do Pedágio é composta pela maioria governista, da base de sustentação de Beto Richa (PSDB), que é contra a investigação. Eles tomaram conta da comissão, através de indicação partidária, depois da inevitabilidade de sua instalação legal. Richa é considerado filho político de Lerner. Talvez isso explique o afrouxamento do sutiã na CPI.

Para fazer um “h” com a plateia, agora os membros da CPI prometem votar na próxima sessão um requerimento pedindo à  Justiça a quebra de sigilo fiscal, bancário e telefônico das seis concessionárias investigadas. à‰ tudo muito divertido.

Paralelamente, do outro lado da cerca, estão os empresários ligados à  Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). O PIB quer reduzir o “Custo Paraná” para melhorar a competitividade dos produtos, por isso mirou na redução da tarifa do pedágio.

A Fiep não só defende a colocação de “pedagiômetro”, para aferir a arrecadação das pedagiadoras nas 27 praças de arrecadação, como propõe tarifa única a R$ 1.

Compartilhe agora!

Comments are closed.