Velha mídia: leia manchetes de jornais neste sábado e capas de revistas semanais

istoeJornais do Paraná

Gazeta do Povo: HABITAà‡àƒO – Um em cada dez curitibanos ainda vive em áreas irregulares

Folha de Londrina: MEIO AMBIENTE – Projeto do ‘Lixo Zero’ atrai multinacionais

O Diário (Maringá): Rebelo recebe projetos que chegam a R$ 24,5 milhões

Diário dos Campos: PG abre mais de 150 empresas em cinco dias

Jornal da Manhã: Ponta Grossa faz entrega recorde de 1,4 mil moradias populares

Tribuna do Interior: Murtas ainda não foram erradicadas em Campo Mourão

O Paraná: Emprego tem, mas falta mão de obra qualificada

Gazeta do Paraná: Governo cortou R$ 15 bi de ‘gorduras’ da máquina

Jornal Hoje: Prefeito terá que se explicar sobre cargos

Gazeta do Iguaçu: Vereadores formam CI para investigar terceirização do laboratório municipal

Diário do Noroeste: Projeto torna livre o funcionamento de supermercados e outras empresas

Tribuna de Cianorte: Enchente: famílias voltam para casa e contabilizam prejuízos

Umuarama Ilustrado: Umuarama reativa conselho em busca de mais desenvolvimento

Tribuna do Norte: Apucarana vai contratar 300 professores

Jornais de outros estados

Globo: à€s custas do tesouro: TCU usa verba da fiscalização para pagar auxílio a ministros

Folha: Governo decide divulgar dados de aviões da FAB

Estadão: Dilma busca apoio fora do Congresso para plebiscito

Correio: Justiça retoma área de grileiros no Lago Norte

Estado de Minas: O plebiscito que nós queremos

Zero Hora: Inflação ultrapassa teto e pressiona juro

Capas de revistas:

CartaCapital: A águia é o Big Brother

Veja: No mundo da lua – O governo não entende a língua falada nos protestos

Istoà‰: Porque o Brasil precisa importar médicos

à‰poca: O novo ativista digital

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Do jeito que as coisas andam…. é bem melhor ser atendido por um médico cubano, do que enfrentar um atendimento pelo SUS, que muitas vezes precisamos esperar meses e mais meses por uma consulta que não demora mais que dois minutos e ainda em pé, sem ser tocado, etc… e tal. Diga-se de passagem; tenho razão ou não ?? No mais é balela !!

  2. EMBORA O TEXTO SEJA GRANDE MAIS MESMO ASSIM VOCÊ RESUMI UMA SITUAÇÃO. PARABÉNS!

  3. Palavras de um Médico (que eu conheço e admiro cada vez mais), Dr Demetryus Schila.

    Me desculpem meus colegas médicos mas enquanto as faculdades de medicina em nosso país formarem médicos que saem da faculdade……:
    1-) Sem saber a utilidade e para que servem um estetoscópio, esfigmomanômetro, termômetro, lanterna, abaixador de língua, otoscópio, oftalmoscóspio…..tudo resumido na boa e velha maleta médica!
    2-) Sem um par de orelhas para ouvir seus pacientes…..
    3-) Sem um par de mãos para tocar e examinar seus pacientes……
    4-) Um mínimo de paciência para lidar com os “ossos do ofício”
    5-) Achando que verminoses não existem mais, sarna é coisa do passado e se não sei o que é, então é virose……( não cola mais!!)
    6-) Sem saber fazer um parto NORMAL, ou dar o atendimento primário a uma parada cardio respiratória( coisas que a vizinha ou um socorrista faz com os pés nas costas)
    7-) achando que para trabalhar é sempre necessário ter ao lado um aparelho de ressonância de última geração, um ecógrafo de sabe lá quantos D (3D, 4D…..) e se não nos for oferecido isso significa que não estamos tendo condições de trabalho! Acreditando que só a medicação apresentada no último congresso ( é claro patrocinado pelo fabricante da tal medicação) é que serve e todas as demais são ultrapassada sem nem mesmo saber se o paciente poderá comprá-la.
    9-) Acreditando que por ser médico obrigatoriamente terá que ficar rico com a profissão e só por ser médico terá que ser respeitado sem nada fazer para tal….
    10-) Sem nada saber sobre a realidade de seu país, sobre o que é saúde pública ou como ela funciona e se funciona…..e que uma vez tendo aceito trabalhar por uma determinado valor não deverá reclamar para o paciente que não recebe o que acha merecer e por isso não lhe dará o atendimento que ele merece…

    Sou e sempre serei solidário as reclamações dos meus colegas mas não tenho observado entre as nossas reivindicações, os questionamentos necessários quanto a qualidade da formação médica em nosso país, e se continuarmos a “formar” especialistas antes de médicos, nunca teremos o apoio da população a nossa causa, o que a tornará menor sendo sempre bom lembrar que é pela população e para população que nossa profissão existe e o colega que for humilde para ouvir o que pensam os pacientes sobre nós ficará sabendo que nosso “telhado de vidro” está bastante grande e fino.Vamos pensar nisso, do contrário nossos colegas gringos acabaram fazendo muito sucesso por aqui!!!