Gurgel: mensalão tucano deve ser julgado em 2014

Via Brasil 247

"Espero que concluído o julgamento da Ação Penal 470, o Supremo, logo em seguida, fixe uma data para que se inicie o julgamento desse caso. Efetivamente já se passou muito tempo e é fundamental que esse julgamento ocorra com a maior brevidade possível", avaliou o procurador-geral da República, Roberto Gurgel; também conhecido como mensalão mineiro, caso envolve três réus do mensalão petista, como o empresário Marcos Valério, além de autoridades como o deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG).

“Espero que concluído o julgamento da Ação Penal 470, o Supremo, logo em seguida, fixe uma data para que se inicie o julgamento desse caso. Efetivamente já se passou muito tempo e é fundamental que esse julgamento ocorra com a maior brevidade possível”, avaliou o procurador-geral da República, Roberto Gurgel; também conhecido como mensalão mineiro, caso envolve três réus do mensalão petista, como o empresário Marcos Valério, além de autoridades como o deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG).

Procurador-geral da República, Roberto Gurgel disse nesta sexta-feira que o processo do chamado mensalão tucano (ou mineiro) será julgado antes das eleições de 2014. O caso envolve três réus do mensalão petista — o empresário Marcos Valério e seus ex-sócios Ramon Hollerbach e Cristiano Paz — e autoridades como o deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e o senador Clésio Andrade (PMDB-MG).

Segundo a denúncia, o esquema montado por Valério serviu para desvio de verbas de estatais mineiras durante a campanha de Azeredo à  reeleição ao governo mineiro, em 1998. O caso começou a ser investigado pelo Ministério Público em 2005 e está desde 2010 aguardando julgamento no STF. O processo foi desmembrado e também tramita na Justiça mineira.

Outro réu envolvido é o ex-ministro e presidente do PSB em Minas, Walfrido dos Mares Guia, cujos supostos crimes prescreveram porque ele completou 70 anos no fim do ano passado. Clésio, que compunha chapa como vice de Azeredo em 1998, também estava sendo julgado em primeira instância, mas ganhou foro privilegiado ao assumir a vaga no Senado aberta com a morte de Eliseu Resende (DEM-MG), em 2011.

Gurgel calcula que o início do julgamento deve ocorrer nos próximos meses, assim que terminar a análise dos recursos apresentados pelos réus do mensalão petista. “Espero que concluído o julgamento da ação penal 470 (mensalão), o Supremo logo em seguida fixe uma data para que se inicie o julgamento desse caso. Efetivamente já se passou muito tempo e é fundamental que esse julgamento ocorra com a maior brevidade possível”, avaliou, acrescentando: “Espero que no mais tardar no início do ano que vem”.

AP 470

Gurgel declarou nesta semana que gostaria de ver os réus condenados pelo Supremo no processo do mensalão petista ao menos começarem a cumprir as penas impostas pelos ministros antes de deixar o cargo. Seu segundo mandato à  frente da Procuradoria da República termina em agosto, quando o Supremo deve analisar os recursos apresentados pelos condenados no processo. Questionado se sente frustração pelo fato de os acusados continuarem livre, foi direito: “confesso que sim”.

“No Brasil nós temos um vezo de adiar muito a efetividade das decisões. Foi um julgamento que tomou todo o segundo semestre de 2012 e até hoje, na verdade, esse magnífico esforço do Supremo Tribunal Federal não teve as consequências devidas”, lamentou. “Que são, de um lado, a expedição dos mandados de prisão em relação à queles réus condenados a penas privativas de liberdade, e de outro lado a perda de mandatos parlamentares por aqueles que atualmente exercem esses mandatos”, completou.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. A única explicação que vejo é aguardarem os condenados TUCANOS completarem 70 anos e não poderem serem presos, sempre sob as bençãos da poderosa globo. O mensalão tucano começou em 1998 e o do PT E aliados em 2003. Um absurdo.!

  2. É um absurdo ,o STF julgar o mensalão do PT e aliados , que é o filho do mensalão TUCANO e não julgar o verdadeiro PAI DO MENSALÃO ; o MENSALÃO TUCANO DE BH. Sob o apoio e proteção da globo. Eu posso repetir quantas vezes achar necessário , pois se trata da verdade pura e cristalina

  3. Mas como é mentira se está na imprensa ? tucano tem que defender o ninho. o cara diz do pimentel ,mas aonde está escrito isso? que coisa bizarra! mas esse defensor dos tucanos mineiros podem dormir em paz.que o barbosa so vai julgar isso em 2030 , porque esse crime do mensalão mineiro está prescrito.so vai ser julgado or julgar.se o taniguchi e o arruda mais o cachoeira ,o demostenes estão soltos não tem justiça mesmo..

  4. ora até 2014 podem condenar os mensaleiros tucanos .mas contece o mesmo que aconteceu com taneguchi.ninguem vai preso ,vem a prescrição.ainda os mensleiros tucanos vão sair limpos mesmo estando sujos. e são ficha limpas a partir de 2014.ai depois que o psdb for novamente governo, a ficha limpa acaba,a transparencia acaba,que a imprensa se vende e tudo bem…

  5. depois que o JOAQUIM BARBOSA foi condecorado em MINAS GERAIS pelos mensaleiros tucanos nao acredito mais em nada. O unico, mas grande erro do Lula foi nao ter auditado as contas e ter posto FHC e cia na cadeia.

  6. Tá bom vou acreditar!

  7. Mensalão tucano? isso não existe é coisa de comunista, e se aconteceu vai caducar, pois o inicio do julgamento deverá ser marcado para o dia 30 de fevereiro de 2014.

    • Caducando ou não vai ser julgado nas vésperas da eleição em que o Aécio Bebum Neve vai tentar ser presidente. Quero ver a postura do Joaquim Barbosa neste julgamento depois que vier a tona que seu filho foi contratado pela Rede Globo (produção do Caldeirão do Huck).

  8. Que mensalão tucano????é preciso dizer aos desinformados que o Azeredo foi inocentado, e que o provedor do mensalão em Minas era o Pimentel, prefeito petista, na mesma época em que o Azeredo era governador…portanto, ele nada tem a ver com esta história…rsrsrsrs

    Eles bem que gostariam de acusar o PSDB mas não será desta vez…

    Se existiu algum mensalão tucano o PT deveria processa-los por Plágio.

    • Ao sempre bundinha de Guarapuava, como vc explica a morte da modelo?
      https://www.youtube.com/watch?v=ndC4eHnWu7g
      Tucanalhas santinhos do pau oco, estão com o negocinho que não passa nem uma agulha é?

    • Em 3 de dezembro de 2009, por cinco votos contra três, o plenário do Supremo Tribunal Federal decidiu abrir ação penal contra o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e torná-lo réu por envolvimento em um esquema de caixa dois durante sua campanha para reeleição ao governo de Minas Gerais, em 1998, que ficou conhecido como mensalão mineiro. O MENSALÃO TUCANO foi um esquema de financiamento irregular””com recursos públicos e doações privadas ilegais””à campanha à reeleição em 1998 então governador mineiro e atual senador Eduardo Azeredo (PSDB), montado pelo empresário Marcos Valério. O “mensalão tucano”, foi “a origem e o laboratório” do episódio que ficou conhecido como Mensalão.

    • E o mensalão da reeleição do FHC, o que tem a dizer gurizão de guarapuava?