Fruet “rouba” bandeira do falecido Affonso Camargo, pai do vale transporte; assista ao vídeo

Em 1989, o país descobriu o paranaense Affonso Camargo (PTB) na disputa pela presidência da República. Não venceu, mas ficou conhecido como “pai do vale transporte”. Depois elegeu-se deputado federal. Morreu em março de 2011.

Como em política não existe espaço vazio — as ministra Gleisi Hoffmann e Ideli Salvati que o digam –, o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), tomou para si a bandeira do morto. Lei a íntegra da proposta do pedetista publicada hoje na Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba:

Fruet propõe universalização do vale-transporte para reduzir as tarifas em todo o País

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, encaminhou hoje ao governo federal propostas para redução da tarifa e retomada da qualidade no transporte coletivo. O ponto principal é a universalização do vale-transporte (VT). Com isso, o trabalhador não pagaria mais a tarifa. A proposta também prevê isenção de tarifa para parte dos estudantes (conforme a renda). Somente pagariam a tarifa cheia os usuários eventuais e o turista, como ocorre em algumas das principais cidades do mundo.

Pela proposta de Curitiba, todas as empresas e órgãos públicos repassariam obrigatoria e diretamente para o sistema de transporte coletivo o valor correspondente ao vale-transporte de todos os seus empregados. Esse custo seria bancado pelas empresas. Hoje, o VT é opcional e a legislação autoriza o empregador a descontar até 6% do salário básico do empregado para bancar o vale. Na prática, contudo, muitas empresas já não praticam esse desconto, optando por bancar a maior parte ou até a totalidade o vale-transporte.

Essa medida tem o potencial de reduzir as tarifas em todo o País. Em Curitiba, hoje, 47% da receita já vem do vale-transporte. O novo VT ampliaria o financiamento do sistema. Para isso, é necessária a mudança da legislação do vale-transporte, por iniciativa do governo federal e do Congresso Nacional.

Haverá um pequeno aumento de custo para as empresas, que, no entanto, poderiam abatê-lo do Imposto de Renda, como já prevê a legislação do vale-transporte.

O pagamento direto ao sistema de transporte coletivo já é usado na França, em Lyon, que tem população de 1,3 milhão, portanto semelhante à  de Curitiba. Em Lyon, os empresários pagam diretamente à  SYTRAL, um consórcio de municipalidades, 36% do custo total do transporte. No Brasil, onde já temos o vale-transporte, a implantação seria muito mais simples do que foi na França.

O grupo técnico da Prefeitura de Curitiba também indicou uma segunda alternativa, por meio da CIDE (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), que com acréscimo de centavos teria a condição de suportar a redução tarifária proposta e incentivar a população a usar transporte público.

Nos próximos dias o prefeito Gustavo Fruet deverá ir a Brasília para detalhar o plano ao governo federal e parlamentares.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. FRuet Governador em 2014… pra aproveitar o vácuo deixado por Gleise e Beto…

  2. FRUET EM SINTONIA COM A PALPITAÇÃO DAS RUAS!…

    Está de Parabens o Prefeito do PDT GUSTAVO FRUET.

    Com essa iniciativa começa a abraçar sugestão minha (vide blog do dia 20/06/2013), para implantação da TARIFA ZERO!…

    Que o nosso Prefeito FRUET, proponha PLEBISCITO em Curitiba, e veja se sociedade topa, que, emem nossa cidade seja implantada TARIFA ZERO.

    Grandes Empresas, poderiam bancar a totalidade do custo do Transporte, de seus empregados.

    Médias e Pequenas Empresas, poderiam ficar isentas. Em seu lugar, IMPOSTO PROGRESSIVO do IPTU, pode financiar a tarifa.

    FORTUNATI, o prefeito de Porto Alegre, PDT, propôe que usuários de autos privados – os grandes beneficiados nas últimas décadas dos investimentos públicos – sejam eles a financiar a tarifa do transporte público.

    Fortunati é o presidente da Associação dos PREFEITOS DE CAPITAIS.

    FRUET recebeu o endôsso e apôio do PDT Municipal na noite de ontem em Curitiba, pela decisão de:
    РReduzir a Tarifa de ̫nibus;
    – Encampar a instalação da CPI da URBS, e abrir essa caixa preta dos governos tucanos.

    Abraça também a bandeira de luta por; TARIFA ZERO!…

    O PDT ESTÁ ORGULHOSO DE SEU PREFEITO Gustavo FRUET.

  3. Fruet Governador…

  4. HAHAHAHA, que piada de mal gosto..

    Só o custo de manter as catracas (que nos oprimem, hahaha) compensaria deixar tarifa zero para os eventuais usuários e turistas (lembrando que sem catraca = sem cobradores)…

    Esse Fruet é um banana mesmo… Peitou a galera nas eleições e disse que ‘sabia como fazer.’

    Grande administrador, só que não!

    • Junior você deve ser analfabeto, achando que o fato de o empregador bancar todo o custo do vale transporte ” podendo abater do imposto de renda ” os trabalhadores não teriam seus cartões carregados para poder passar pelas catracas, entrariam pelo teto? vá escrever asneiras no banheiro da sua casa !