Coluna do Rafael Greca: “Fruet, se está difícil, deixa que eu faço”