26 de julho de 2013
por Esmael Morais
10 Comentários

Coimbra do Vox Populi: Dilma caiu, mas adversários não subiram

do Brasil 247 Para o sociólogo Marcos Coimbra, presidente do Instituto Vox Populi, a presidente Dilma Rousseff segue favorita para a eleição de 2014, mesmo depois das últimas pesquisas de popularidade mostrarem queda na aprovação de seu governo. Destacando que, com exceção de Marina, os principais adversários da presidente não cresceram nas pesquisas, Coimbra diz que “Dilma mantém-se favorita, até pelo fato de essas pesquisas a flagrarem no que deve ter sido seu pior momento”.

O sociólogo destaca que Dilma “permanece à  frente, tem a seu favor o tempo, a inércia da reeleição e, como mostram as pesquisas qualitativas recentes, continua a contar com a torcida de muitos que acham cedo para julgá-la”. Leia a análise:

Pesquisas pós-manifestações

por Marcos Coimbra*, em CartaCapital

Na recente safra de pesquisas, uma única coisa interessa: o que dizem a respeito da sucessão presidencial. O demais é secundário. Ou melhor, só é relevante por seus efeitos sobre essa questão fundamental.

Se não tivéssemos uma eleição daqui a pouco mais de um ano e se a presidenta não fosse candidata, perguntas sobre a avaliação do governo e de políticas seriam de relevância menor.

Todas concordam que Dilma Rousseff caiu do patamar onde estava até o início de junho. Naquelas, obtinha, no voto espontâneo, perto de 25%. Nas novas, minguou para 15%.

No chamado voto estimulado, ficava entre 50% e 58%, a depender dos adversários. Nas de agora, mal chega a 35% nas simulações de primeiro turno e vai, no máximo, a 42% naquelas de segundo.

à‰ preciso lembrar que a predisposição a votar na presidenta estava em queda de março para junho. No voto espontâneo, fora de 35% para 25%, e caíra de 60% para 50% na estimulada. Ou seja, suas chances de vitória tinham se reduzido, apesar de permanecerem elevadas.

Nas atuais, a queda foi bem mais expressiva. O desgaste que se identificava f Leia mais

26 de julho de 2013
por Esmael Morais
30 Comentários

Osmar Dias pode virar opção do PT, PMDB e DEM no Paraná

Oposição ao governador Beto Richa se arma no Paraná; campo oposicionista reúne Requião, Gleisi, Osmar Dias, o ex-governador Orlando Pessuti (PMDB) e o prefeito curitibano Gustavo Fruet, do PDT; os deputados Lupion e Plauto, do DEM, também estudam entrar no barco antitucano; o PSD, de Eduardo Sciarra, ainda permanece em cima do muro.

Oposição ao governador Beto Richa se arma no Paraná; campo oposicionista reúne Requião, Gleisi, Osmar Dias, o ex-governador Orlando Pessuti (PMDB) e o prefeito curitibano Gustavo Fruet, do PDT; os deputados Lupion e Plauto, do DEM, também estudam entrar no barco antitucano; o PSD, de Eduardo Sciarra, ainda permanece em cima do muro.

O ex-senador Osmar Dias, vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, voltar à  pista política nos próximos dias como opção do PT, PMDB e DEM na disputa pelo governo do Paraná. ... 

Leia mais

26 de julho de 2013
por Esmael Morais
11 Comentários

Professores cobram 50% de reajuste anunciado pelo governo Richa

Obrigados a cumprir lei federal, que garante piso salarial, o vice e secretário da Educação, Flávio Arns, e Richa tentam engabelar os educadores; agora dizem que "deram" aumento de 50% à  categoria; pelo contrário, os tucanos foram obrigados a entrar na lei; em mensagens enviadas ao blog, professores e pedagogos cobram aumento anunciado; ou seria apenas mais uma propaganda enganosa?

Obrigados a cumprir lei federal, que garante piso salarial, o vice e secretário da Educação, Flávio Arns, e Richa tentam engabelar os educadores; agora dizem que “deram” aumento de 50% à  categoria; pelo contrário, os tucanos foram obrigados a entrar na lei; em mensagens enviadas ao blog, professores e pedagogos cobram aumento anunciado; ou seria apenas mais uma propaganda enganosa?

Parte dos cerca de 80 mil profissionais do magistério paranaense, distribuídos nas 2,1 mil escolas da rede pública do estado, surpresos, enviaram mensagens ao blog para saber quando o governador Beto Richa (PSDB) pagará os 50% de reajuste anunciado esta semana à  categoria. ... 

Leia mais

26 de julho de 2013
por Esmael Morais
20 Comentários

18,4 mil aderem e ‘Mais Médicos’ vence oposição de entidades

do Brasil 247
O ministro Alexandre Padilha pode celebrar o resultado do primeiro mês de inscrições no programa Mais Médicos. Apesar dos protestos de entidades médicas, o programa recebeu 18.450 inscrições. Segundo o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mozart Sales, 3.511 (63%) municípios se inscreveram no programa que propõe fazer uma melhor distribuição de médicos pelo País. Desses, 92% (1449) foram de municípios considerados prioritários para o programa. A região Norte teve a maior participação de seus municípios (73%).

No primeiro mês de inscrições do Mais Médicos, 15.460 vagas foram solicitadas pelos municípios. Menos do que os 18,4 mil médicos que se inscreveram no programa — 8 mil deles ainda têm pendências na inscrição e devem solucioná-la até domingo. Do total de 18 mil, 1.920 profissionais possuem registro profissional em outros países. Além disso, 15.327 médicos ainda podem finalizar o cadastro. “Estamos muito satisfeitos com todo o andamento do processo até então”, disse o secretário Mozart Sales, destacando que “o Governo Federal está investindo, até 2014, R$ 15 bilhões na expansão e melhora da rede pública de saúde”.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, celebrou os números após o primeiro mês de adesão. “Não teve nenhuma região com índice de adesão menor que 55% de seus municípios”, destacou Padilha, acrescentando que, no dia 15 de agosto, “reabrimos mais uma vez para a adesão de municípios e médicos que queiram aderir ao programa”. Para o ministro, esses “3.511 municípios mostraram que faltam médicos e estão acreditando nessa solução que o governo está dando, que é o Mais Médicos”.

Padilha destacou que os médicos brasileiros têm prioridade, mas disse que, tirando o Brasil, Espanha, Argentina e Portugal são os países que mais aderiram ao programa. Os Leia mais

26 de julho de 2013
por Esmael Morais
30 Comentários

Em queda nas pesquisas, Richa pede socorro a Batman

Em queda em todas as pesquisas de opinião, principalmente em Curitiba, Richa pediu socorro ao deputado-Batman; Francischini volta ao ninho na condição de presidente do PSDB na capital; parlamentar vai coordenar processo reeleitoral do governador na capital.

Em queda em todas as pesquisas de opinião, principalmente em Curitiba, Richa pediu socorro ao deputado-Batman; Francischini volta ao ninho na condição de presidente do PSDB na capital; parlamentar vai coordenar processo reeleitoral do governador na capital.

Nas eleições municipais de 2012, o espirituoso Gustavo Fruet (PDT) apelidou o deputado delegado Fernando Francischini de Batman. Tudo porque disse que a cidade não precisa de super-herói para resolver o problema na segurança (clique aqui para relembrar). ... 

Leia mais

26 de julho de 2013
por Esmael Morais
41 Comentários

Dr. Juliano Breda mostrou mais combatividade que toda a Assembleia Legislativa

O presidente da OAB-PR, Juliano Breda, fez ontem à  noite o que deveria ser feito pelos deputados estaduais: fiscalizar e conter com rigor os excessos do executivo, aquilo que é pernicioso aos paranaenses; graças a uma liminar conseguida pela autarquia federal, o TJ ficou proibido de repassar R$ 2,1 bilhões de depósitos judiciais !“ dinheiro privado !“ para o Caixa Único (CU) tucano; sublevado, Plauto Miró (DEM) comemorou decisão do Conselho Nacional de Justiça e estuda propor título de Cidadão Benemérito do Paraná ao presidente da OAB pelos relevantes serviços prestados em defesa da sociedade!; nas redes sociais, além de manifestação de advogados, que dizem sentir orgulho de serem advogados, internautas já gritam: Breda governador!!.

O presidente da OAB-PR, Juliano Breda, fez ontem à  noite o que deveria ser feito pelos deputados estaduais: fiscalizar e conter com rigor os excessos do executivo, aquilo que é pernicioso aos paranaenses; graças a uma liminar conseguida pela autarquia federal, o TJ ficou proibido de repassar R$ 2,1 bilhões de depósitos judiciais !“ dinheiro privado !“ para o Caixa Único (CU) tucano; sublevado, Plauto Miró (DEM) comemorou decisão do Conselho Nacional de Justiça e estuda propor título de Cidadão Benemérito do Paraná ao presidente da OAB pelos relevantes serviços prestados em defesa da sociedade!; nas redes sociais, além de manifestação de advogados, que dizem sentir orgulho de serem advogados, internautas já gritam: Breda governador!!.

A OAB-PR, presidida pelo Dr. Juliano Breda, melou o Caixa Único (CU) pretendido pelo governador Beto Richa (PSDB). Se não fosse a liminar conseguida pelo órgão junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), na noite de ontem, o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ) poderia transferir, a partir de hoje, R$ 2,1 bilhões para o tesouro tucano — que provou ser um saco sem fundo.  ... 

Leia mais

26 de julho de 2013
por Esmael Morais
66 Comentários

Despenca 21% a aprovação de Beto Richa no Paraná, diz Ibope

"Me chama que eu vou", teria dito Richa à  sorridente presidenta Dilma, durante evento em Ponta Grossa (PR); governador do PSDB acompanha queda de popularidade da petista; segundo o Ibope, tucano despencou 21% em apenas cinco meses, vítima das manifestações de rua contra os políticos. Mesmo quase chegando ao chão, Richa e Dilma, a seu modo e particularidade, ainda são favoritos para a corrida eleitoral de 2014.

“Me chama que eu vou”, teria dito Richa à  sorridente presidenta Dilma, durante evento em Ponta Grossa (PR); governador do PSDB acompanha queda de popularidade da petista; segundo o Ibope, tucano despencou 21% em apenas cinco meses, vítima das manifestações de rua contra os políticos. Mesmo quase chegando ao chão, Richa e Dilma, a seu modo e particularidade, ainda são favoritos para a corrida eleitoral de 2014.

Definitivamente, esta não está sendo uma boa semana para o governador Beto Richa (PSDB). O tucano viu ontem à  noite ir por terra a proposta da criação do bilionário Caixa Único (CU) com dinheiro de depósitos judiciais e, à  tarde, soube que sua popularidade despencou 21% em cinco meses, de acordo com pesquisa do Ibope. ... 

Leia mais