Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

23 de julho de 2013
por esmael
19 Comentários

Bueno consegue suspender investigação contra filha

Do ConJur, via Brasil 247Se no curso de uma investigação penal os fatos apurados atingem parlamentares no exercício de suas funções, o inquérito tem de ser remetido ao Supremo Tribunal Federal. Ainda que o parlamentar não seja o principal alvo da investigação.

A regra foi reafirmada nesta terça-feira (23/7) pelo presidente em exercício do Supremo, ministro Ricardo Lewandowski. O ministro concedeu liminar ao deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR), para que os autos de uma investigação que corre na Justiça Eleitoral de primeira instância de Curitiba sejam enviados ao STF.

A Polícia Federal no Paraná instaurou inquérito em fevereiro de 2012 para investigar a acusação de caixa dois na campanha de Renata Bueno, filha do deputado, para o cargo de vereadora em Curitiba. Um ano depois das investigações, Renata foi indiciado e o Ministério Público pediu o aprofundamento das investigações, com cinco diligências que envolveriam o deputado.

A juíza de primeira instância, então, remeteu os autos para a Polícia Federal para que fossem feitas as diligências. O parlamentar recorreu ao Supremo alegando que a competência do tribunal foi usurpada já que ele tem foro por prerrogativa de função.

O ministro Ricardo Le

23 de julho de 2013
por esmael
32 Comentários

Richa convoca sessão extraordinária da Assembleia nesta quarta para aprovar o “CU”

Governador Beto Richa e seus fiéis escudeiros na Assembleia, Valdir Rossoni e Ademar Traiano, tentarão passar o rolo compressor e aprovar a transferência de depósitos judiciais do Tribunal de Justiça ao Caixa Único (CU) do estado; antes, os parlamentares também deverão aprovar um projeto vaselina!, que amplia o programa Luz Fraterna.

Governador Beto Richa e seus fiéis escudeiros na Assembleia, Valdir Rossoni e Ademar Traiano, tentarão passar o rolo compressor e aprovar a transferência de depósitos judiciais do Tribunal de Justiça ao Caixa Único (CU) do estado; antes, os parlamentares também deverão aprovar um projeto vaselina!, que amplia o programa Luz Fraterna.

O governador Beto Richa (PSDB) está convocando a Assembleia Legislativa do Paraná para sessão extraordinária nesta quarta-feira (24) à s 18 horas. Leia mais

23 de julho de 2013
por esmael
13 Comentários

Bancada petista nega apoio ao “CU” tucano no Paraná

Deputados petistas, por meio de nota, esclarecem que não compactuam com o CU! tucano no Paraná; no entanto, eles não se manifestaram sobre apoio de parte da bancada ao deputado Fábio Camargo na disputa pelo Tribunal de Contas.

Deputados petistas, por meio de nota, esclarecem que não compactuam com o CU! tucano no Paraná; no entanto, eles não se manifestaram sobre apoio de parte da bancada ao deputado Fábio Camargo na disputa pelo Tribunal de Contas.

A bancada estadual do PT, na Assembleia Legislativa do Paraná, em nota, esclarece que não apoia a criação do Caixa Único, também conhecido pela sigla “CU”. Entretanto, os parlamentares não se manifestaram sobre o apoio de parte deles à  eleição do colega Fábio Camargo para o Tribunal de Contas (TC). A seguir a íntegra: Leia mais

23 de julho de 2013
por esmael
19 Comentários

Retrato da “crise” no país: 123 mil novos empregos criados em junho

do Brasil 247 A criação de empregos formais surpreendeu no mês de junho: foram abertas 123.836 vagas de trabalho, quase 72% a mais do que o volume visto em maio, de 72.028 empregos. O resultado do mês passado também foi melhor do que o visto um ano antes, de 120.440 postos, nos dados sem ajustes, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta terça-feira 23.

Em maio, no último dado disponível, a taxa de desemprego mostrou resistência ao se manter em 5,8%, marcando o quinto mês sem queda, ao mesmo tempo em que o rendimento da população recuou pelo terceiro mês seguido. Entre janeiro e junho passados, foram abertas 826.168 vagas com carteira assinada no País. O mercado de trabalho é um dos principais responsáveis pela sustentação da economia.

Para o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, o resultado do mês mantém a tendência de crescimento do emprego, visto que a geração de vagas no mês supera ligeiramente o registrado em junho do ano passado e o número de empregos do maio desse ano. “Foi um bom resultado para o mês, se considerarmos as condições do emprego no atual momento. A expectativa é que esse comportamento seja a continuidade da trajetória de crescimento”, afirmou.

Os baixos índices de desemprego do País são frequentemente destacados pela presidente Dilma Rousseff em seus discursos, que costuma comparar o Brasil com países da Europa, atualmente sob forte crise. Há cerca de dois meses, ela criticou sugestões de analistas econômicos, como o ex-diretor do Banco Central Ilan Goldfajn, que defenderam o desaquecimento do mercado de trabalho como solução para combater a inflação.

“Tem muita gente que fica dizendo por aí que nós temos que reduzir o emprego. ‘Ah, tem de desempregar’. Tem muita gente falando isso, muita também não é, é pouca, mas faz barulho. Essa gente está equivocada”, declarou Dilma, num discurso feito em abril no Rio Grande do Sul. Em São Paulo, um mês depois, ela defendeu medidas de fortalecimento à s pequenas e médias empresas, geradoras de empregos, e reafirmou: “Não estamos pensando em reduzir empregos”.

23 de julho de 2013
por esmael
9 Comentários

Apesar de paralisação, entidades médicas estão perdendo debate sobre importação de profissionais estrangeiros

As constantes denúncias de falta de profissionais de Saúde para o atendimento de pacientes em todo o país, como aquela que levou a óbito um homem em Curitiba, registrado por este blog, nesta terça-feira (23), mostra que a “ponta” que não recebe o serviço essencial apoia o plano do governo federal para a importação de médicos estrangeiros.

As entidades representativas dos médicos brasileiros, aos poucos, vão perdendo esse debate porque a sociedade sente na pele a ausência desses profissionais em postos de saúde e em serviços de emergência 24 horas.

Se nas capitais a falta de médicos é uma realidade, imagine o caro leitor a raridade encontrar um profissional nos mais distantes rincões desse país de tamanho continental. Não precisamos ir longe para constatarmos isso. Na região metropolitana de Curitiba, por exemplo, nos municípios de Colombo e Campo Largo, não há médicos suficientes para atender a população.

Que fazer? Deixar o povo morrer sem atendimento em nome de uma reserva de mercado ou agir, importando mais médicos?

Abaixo, reproduzo informação da Agência Brasil sobre a paralisação dos médicos em todo o país nesta terça:

Profissionais paralisam atividades em vários estados

Médicos de mais de 10 estados paralisaram hoje (23) o atendimento em hospitais da rede pública em manifestação contra o Programa Mais Médicos e os vetos ao projeto de lei que regulamenta a medicina, conhecido como Ato Médico. O atendimento a casos de urgência e emergência estão mantidos, segundo informaram sindicatos da categoria. Em alguns estados, os profissionais participaram de atos públicos.

Um dos objetivos do Programa Mais Médicos é contratar profissionais estrangeiros para trabalhar no interior do país e nas periferias das grandes cidades.

Em Mato Grosso do Sul, cerca de 350 médicos se reuniram em uma passeata pela principal avenida da capital, Campo Grande, de acordo com o sindicato dos profissionais do estado. O presidente do sindicato, Marco Antônio Leite, disse que houve boa adesão á paralisação e cr

23 de julho de 2013
por esmael
8 Comentários

Com apoio suprapartidário, “CU” volta do recesso com força na Assembleia Legislativa do Paraná

Enio Verri, presidente do PT, assim como a maioria da bancada do partido, apoiou a candidatura de Fábio Camargo ao Tribunal de Contas; paralelamente, o pai do novo conselheiro, desembargador Clayton Camargo, presidente do Tribunal de Justiça, agora recompensa! o governador Beto Richa injetando R$ 2,1 bilhões dos depósitos judiciais no CU!, como diz Requião.

Enio Verri, presidente do PT, assim como a maioria da bancada do partido, apoiou a candidatura de Fábio Camargo ao Tribunal de Contas; paralelamente, o pai do novo conselheiro, desembargador Clayton Camargo, presidente do Tribunal de Justiça, agora recompensa! o governador Beto Richa injetando R$ 2,1 bilhões dos depósitos judiciais no CU!, como diz Requião.

A Assembleia Legislativa do Paraná deverá votar retorno do recesso, a partir de 1!º de agosto, projeto do Tribunal de Justiça (TJ), que transfere 30% dos depósitos judiciais ao Caixa Único (CU) pretendido pelo governador Beto Richa (PSDB). Leia mais

23 de julho de 2013
por esmael
27 Comentários

Maldoso, Ducci deixou de pagar somente contas de amigos de Fruet

O blog teve informação de importante fonte no Palácio 29 de Março, sede do executivo curitibano, que o ex-prefeito Luciano Ducci (PSB), no apagar das luzes de 2012, quitou todas as dívidas junto à queles que teriam sido “firmes” com sua candidatura à  reeleição.

Como não foi reeleito, o pupilo do governador Beto Richa (PSDB) deu um jeito de pagar todos os fornecedores “amigos”. Deixou para trás, entretanto, os que fizeram jogo duplo ou apoiaram a candidatura do prefeito Gustavo Fruet (PDT).

Portanto, aí reside o motivo do empenho do pedetista para quitar as dívidas deixadas pelo antecessor Ducci.

Ontem (22), Fruet assinou decreto regulamentando o pagamento de dívidas com valores acima de R$ 100 mil contraídas até o dia 31 de dezembro do ano passado e deixadas sem empenho (registro da despesa) pela administração anterior.

O decreto atende ao disposto na Lei 14.263, aprovada pela Câmara Municipal no último dia 5, que autorizou a prefeitura a reconhecer a dívida, não prevista no orçamento de 2013, e que tem um valor estimado de R$ 260 milhões.

Parcelamento

A lei prevê o parcelamento dos valores das dívidas, em duas categorias. A primeira engloba créditos de até R$ 1 milhão. Esse montante, segundo a Prefeitura de Curitiba, será pago em 24 parcelas mensais, a partir de janeiro de 2014.

No segundo grupo estão os que têm créditos a receber acima de R$ 1 milhão. Para estes, o pagamento será feito em 36 parcelas mensais, também a partir de janeiro de 2014.

23 de julho de 2013
por esmael
10 Comentários

PMDB sobe no muro: ficar ou abandonar o governo Dilma?

do Brasil 247As recentes reclamações do PMDB, principal aliado do governo federal, chegaram ao limite e o partido decidiu consultar seus parlamentares sobre se mantém ou não a parceria com a presidente Dilma Rousseff em 2014. A primeira etapa já foi feita, com mais de 60 deputados ouvidos no gabinete do vice-presidente da República e presidente da legenda, Michel Temer, que entregará depois o resultado da pesquisa à  chefe do Planalto.

De acordo com reportagem assinada nesta terça-feira 23 por Márcio Falcão, da Folha de S.Paulo, a decisão de realizar o “plebiscito” interno foi tomada diante da crescente insatisfação do partido contra o governo Dilma e as manifestações populares que tomaram o País em junho. O principal objetivo é consultar deputados, senadores e presidentes de diretórios regionais sobre que rumo seguir no ano que vem.

Segundo Eliseu Padilha, presidente da Fundação Ulysses Guimarães e responsável pela elaboração do questionário, “a maioria quer continuar com a aliança, mas diz que quer ser efetivamente aliado, quer ter participação igual ao PT”. Segundo ele, “o parlamentar quer mais atenção do governo, quer mais participação porque quer o prestígio de entregar uma obra, mostrar seu trabalho. Quer o ônus e o bônus”.

Conflitos

Recentemente, os principais embates entre o partido governista e seu principal aliado ganharam força com a MP dos Portos, cuja aprovação foi atrasada por conta do líder do partido na Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que trabalhou contra os interesses do governo. O partido de Temer também foi contra o plebiscito sugerido por Dilma em resposta aos protestos e afirmou que as regras de uma eventual reforma política só poderiam valer a partir de 2018, ao contrário do que pregam os petistas.

Para intensificar o con

23 de julho de 2013
por admin
55 Comentários

Secretário de Fruet faz gol contra ao culpar povo pelo caos na Saúde; assista ao vídeo

Gladimir Nascimento, secretário da Comunicação, desmente o prefeito Gustavo Fruet ao dizer que a Saúde não tem solução; o moço também culpa o povo que não estaria sabendo usar o sistema nos postos de atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas.

Gladimir Nascimento, secretário da Comunicação, desmente o prefeito Gustavo Fruet ao dizer que a Saúde não tem solução; o moço também culpa o povo que não estaria sabendo usar o sistema nos postos de atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas.

O secretário Municipal de Comunicação de Curitiba, Gladimir Nascimento, fez mais um golaço contra a gestão do prefeito Gustavo Fruet (PDT) ao culpar o povo pelo caos na Saúde. Leia mais