Vereador suspeita de superfaturamento na compra de notebooks pela Câmara de Curitiba

Vereador Chicarelli vai pedir ao presidente da Câmara, Paulo Salamuni (PV), a suspensão da compra dos 38 notebooks devido a suspeita de superfaturamento.

Vereador Chicarelli vai pedir ao presidente da Câmara, Paulo Salamuni (PV), a suspensão da compra dos 38 notebooks devido a suspeita de superfaturamento.

O vereador José Carlos Chicarelli (PSDC) lançou, nesta segunda-feira (10), suspeita sobre o processo de licitação para a compra de 38 novos notebooks, da marca Lenovo E430, que serão distribuídos a cada um de seus colegas na Câmara Municipal de Curitiba.

Segundo o parlamentar, cada um vai custar aos cofres municipais R$3.263,00, num total de R$ 123.994,00. Porém, denuncia ele, numa rápida pesquisa no Google, o mesmo notebook Lenovo E430 pode ser encontrado aos montes por menos de R$ 2 mil reais a unidade e até ser parcelado em 10 vezes sem juros.

Chicarelli disse que vai hoje pedir informações do por que da licitação ter colocado o preço limite de quase R$ 4 mil para um produto que não é muito difícil encontrar pela metade do valor na internet.

“Tenho a certeza que muitas vezes a falta de fornecedores, que tenham interesse em participar de uma concorrência pública, acaba por elevar os preços de produtos e serviços, porém isto não pode fazer com que aceitemos esses descasos com o dinheiro público”, se indigna o vereador do PSDC.

Comentários encerrados.