Por que só Curitiba não reduz a tarifa do ônibus? Por quê?

Na contramão do resto do Paraná e do país, o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, não deverá reduzir a tarifa do ônibus que foi reajusta em março para R$ 2,85; o governador Beto Richa e a presidenta Dilma Rousseff isentaram o transporte coletivo de impostos como ICMS, PIS/Cofins; a própria prefeitura da capital zerou o ISS provisoriamente; afinal, quem está embolsando essas desonerações que eram para baixar o preço da tarifa e ajudar no controle da inflação?

Na contramão do resto do Paraná e do país, o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, não deverá reduzir a tarifa do ônibus que foi reajusta em março para R$ 2,85; o governador Beto Richa e a presidenta Dilma Rousseff isentaram o transporte coletivo de impostos como ICMS, PIS/Cofins; a própria prefeitura da capital zerou o ISS provisoriamente; afinal, quem está embolsando essas desonerações que eram para baixar o preço da tarifa e ajudar no controle da inflação?

Leio no Diário Oficial n!º 106, de 06 de junho de 2013, que o preço da passagem de ônibus não vai baixar em Curitiba. Segundo a Urbs, a empresa que gerencia o transporte coletivo, a tarifa técnica foi estipulada em R$ R$ 2,9994 mesmo depois de desonerações anunciadas pelos governos municipal, estadual e federal. A tarifa para o usuário saltou, em março, de R$ 2,60 para os atuais R$ 2,85.

O prefeito Marcelo Rangel (MD), de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, foi um dos primeiros a reduzir a tarifa do ônibus à  luz das desonerações anunciadas pelo governador Beto Richa (PSDB) e pela presidenta Dilma Rousseff (PT).

O tucano zerou o ICMS no óleo diesel e a petista fez o mesmo em relação ao PIS/Cofins do transporte coletivo, visando justamente baratear o preço da passagem e derrubar a inflação no bolso do usuário.

Os municípios de Londrina e Cascavel também deverão anunciar redução no preço da tarifa nos próximos dias. O prefeito londrinense, Alexandre Kireeff (PSD), deverá baixar a tarifa em R$ 0,10 e o cascavelense Edgar Bueno (PDT) deverá decretar a redução entre R$ 0,05 e R$ 0,10.

Em Natal, capital do Rio Grande do Norte, a tarifa do ônibus baixou de R$ 2,40 para R$ 2,30 depois das desonerações de Dilma.

Em Vitória, capital do Espírito Santo, a isenção do PIS/Cofins para o setor de transportes possibilitou a redução da tarifa para os usuários de R$ 2,45 para R$ 2,40.

Em Curitiba, a notícia é que a gestão do prefeito Gustavo Fruet (PDT) deixará tudo igual. Nada de redução de tarifa. Permanecerá em R$ 2,85, mesmo com isenções do ICMS, ISS e PIS/Cofins.

Pelos cálculos do vereador Hélio Wirbiski (MD), a tarifa na capital paranaense poderia ser reduzida em até R$ 0,15 (relembre a notícia com áudio).

Se não for reduzido o preço da passagem de ônibus, diz o parlamentar, alguém fica com isso. Wirbiski desconfia que essa dinheirama fique nos bolsos dos empresários do transporte. Alguém duvida?

O senador Roberto Requião (PMDB) costuma dizer que quando não se quer mudar nada se muda alguma coisa para continuar tudo igual. à‰ a tal mudança leopardiana!, explica o ex-governador.

20 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. E-mail que passei a vários meios de comunicação na ultima quinta feira…a dupla função não pode ser o vilã da não redução da tarifa em Curitiba por n motivos a lei e de minha autoria , mas como disse na defesa tem dois itens importantes que ninguém esta colocando .
    1- a vaga e custo já existia anteriormente e não houve redução da tarifa quando os cobradores foram suprimidos ,houve …

    2- O motorista e proibido de fazer o dupla função ,quer dizer cobrar e dirigir não que seja obrigado a ter o cobrador outros países não tem o cobrador mas o motorista não cobra ou e bilhetagem eletrônica ou cartão como aqui simples fica,seguro , mais barato e pronto, como londrina que depois das 20 hora não tem cobrador e não se aceita dinheiro .

  2. Votaram no Fruet, que era sabidamente apoiado pelos empresarios do transporte coletivo e jogou o projeto do metro no lixo por causa disso, agora aguentem…

  3. Em Guarapuava o Cesar Filho também não baixou o valor da passagem. Algo de muito podre esta por ai.

  4. porque os empresários dos õnibus e acionistas da urbs não querem, basta ver o poder que o bertoldi tem na cidade ele é secretário e tem gente dele indicada como na regional do boa vista por exemplo. quando os empresários de ônibus pararem de financiar campanhas um dia isso muda.

  5. Porque não reduz o preço da passagem? Porque pode secar a teta de muita gente. Lembro que antigamente, a passagem não tinha o peso no orçamento doméstico que tem hoje. Ninguém ligava de pagar 2 ônibus para ir à algum lugar, porque era barato…
    Mas construíram uma indústria toda em cima do transporte coletivo desse país, é donos de empresa de transporte, fabricante de ônibus, sindicatos, empresas que administram o sistema, etc, etc…Pra sustentar todo esse povo, só cobrando caro mesmo…

  6. Não baixa porque a “amizade” com os donos das empresas de transporte coletivo precisa ser mantida! Nada mudou! Realmente, o Fruet tá pronto mesmo, como bradou na campanha..mas pra deixar tudo como está. Veja os radares, agências de publicidade, ICI, tudo exatamente como a turma do Ducci deixou.

  7. Quem não gosta de dinheiro…….

  8. É ……..

    Não vamos esquecer do ocorrido ontem em SP e RJ com relação ao aumento dado na passagem do transporte público também!

    Alias, curral da PTZADA!

  9. Respondo: A nomeação de Osmar Bertoldi como secretário já diz tudo!!! Está clara a ligação de Fruet com os donos do transporte na capital…

  10. Esmael e demais, em relação ás questões que envolviam o ICMS, PIS/Cofins e ISS, passado aqueles momentos tensos, com debates acalourados e conflituosos com explosões políticas de ambos os lados (PT e PDT versus PSDB) que geraram estilhaços perfuro cortantes para ambos os lados cuja ás mágoas e cicatrizes irão se revelar em 2014 nas campanhas eleitorais para o governo do estado o que o Sr. Prefeito Municipal de Curitiba o Mui digno Gustavo Fruet está esperando?

    Por acaso está esperando isto?
    http://www.agora.uol.com.br/saopaulo/2013/06/1291203-protesto-contra-aumento-de-tarifa-tem-quebra-quebra.shtml

    Ou isto: http://g1.globo.com/videos/v/manifestantes-protestam-contra-aumento-de-passagem-em-natal-e-goiania/2620609/

    Vamos se expertar gente! O povão anda podendo!

    • Esmael e demais se em lugares ultra conservadores e fechados devido a cultura onde o mando governamental é verticalizado e autoritário a coisa vira de cabeça para baixo imagine aqui que é considerado um estado democrático de direito!

      Senão vejamos: http://www.controversia.com.br/blog/primavera-rabe-na-turquia/

      Por isso mais uma vez! Vamos se expertar gente! Não sejam políticos e governantes de gabinete! Saiam pelas ruas e ouçam o povão!
      Resumindo: Acionem seus “gentômetros”e saiam medir os anseios dos humildes e pobres das periferias de Curitiba que precisam de ônibus!
      E os tais empresários donos de empresa de ônibus em Curitiba não queiram tripudiar em cima da necessidade da população para fazer média política!
      É tão simples ás coisas! É, mas “para que facilitar se podem complicar!”

      • Onde estará a CUT, a OAB, a UNE, o MST, a Pastoral da Terra, a Pastoral do Indio, a Associação dos moradores de Rua, o movimento LBGT, etc… que não se mobilizam para baixar a tarifa???

        Ah, esqueci…estão na prefeitura…

  11. Oras… a resposta é simples……. O Fruet tem que continuar “abastecendo e alimentando” a Gangue que comanda a URBS. o tal C.U, que dizer ser do Beto nada mais é que o C.U. ( Comando Urbs ) do sr. Prefeito enganação.

    • Concordo até que o Fruet ta titubeando com essa historia mas fala serio, querer defender seu patrãozinho não da, fala serio pq ele tembem não foi prefeito???
      uma coisa é uma coisa outra coisa é outra coisa.
      Se o Fruet mantiver as coisas como esta ele vai se queimar mas que seu patraozinho quer enfiar o dinheiro publico no C.U. isso ele quer
      se o prefeito é enganação seu patrão tbm é.São tudo farinha do mesmo saco.

    • Será que, para o Prefeito, ainda não caiu a ficha de que quanto mais cara a tarifa, menor o número de usuários e mais deficitário o sistema?
      e ainda o aumento da domingueira em 50% teve qual repercussão na redução do déficit? foi um baita aumento, seria possível dizer que não diminuria o déficit?

  12. Alguém precisa pagar a campanha…

    • A resposta é simples: a administração atual não está compromissada VERDADEIRAMENTE com a população de Curitiba. Prefere ceder aos interesses dos “barões” do transporte coletivo do que enfrentá-los… Após décadas, Curitiba nunca teve um início de gestão prefeitoral tão medíocre assim.

    • Então a matemática não é exata? 2 mais 2 não são 4? por que os empresários de ônibus sempre são beneficiados? e os usuários não têm direito à modicidade tarifária e os empregadores continuaram sendo prejudicados gastando mais com vale transporte?

      • em tempo, será que a não abertura da caixa preta explica isso? quando aliás será aberta essa famigerada caixa preta? cadê os números?