Polícia Militar Rodoviária ameaça greve no Paraná

A Polícia Rodoviária é vinculada ao DER (Departamento de Estrada e Rodagem), cujo chefe é Pepe Richa, secretário de Infraestrutura, irmão do governador; transferência de efetivos revela grave crise na PM, que não tem recursos humanos para atender a demanda no Paraná.

A Polícia Rodoviária é vinculada ao DER (Departamento de Estrada e Rodagem), cujo chefe é Pepe Richa, secretário de Infraestrutura, irmão do governador; transferência de efetivos revela grave crise na PM, que não tem recursos humanos para atender a demanda no Paraná.

Policiais militares rodoviários da 4!ª Companhia, sediada em Maringá, a 430 km de Curitiba, no Noroeste do Paraná, ameaçam liderar um movimento de greve por causa de transferências involuntárias de seu efetivo.

Segundo informações que chegaram nesta sexta-feira 21 ao blog, via Assembleia Legislativa, 45 policias estão sujeitos a serem transferidos, a qualquer momento, sem discussão, para Curitiba, Ponta Grossa, Cascavel, Paranaguá, dentre outros centros.

O atual efetivo da 4!ª Companhia é de 145 policiais rodoviários, que tem sob sua jurisdição mais de 3 mil km de estrada. Segundo um deputado ligado à  base de sustentação do governador Beto Richa (PSDB) essa quantidade de homens já é insuficiente! para atender a demanda na região. Estamos abandonados, pois precisamos de no mínimo 250 policiais!, diz o parlamentar, que pediu para não ser identificado.

A transferência de efetivo de uma Companhia para outra tem a ver com a falta de policiais. O governo faz propaganda da contratação de 5 mil homens, mas esconde que 6 mil deram baixa em virtude de aposentadoria ou outro motivo.

O problema que a transferência desses policiais rodoviários, ainda segundo o deputado, bagunça a vida deles. São pais de família que possuem residência fixa em Maringá e região!, argumenta. Caso eles sejam transferidos, não terão direito a diárias, nem hotel ou alojamentos!, completa.

A 4!ª Companhia da Polícia Militar de Maringá é a que mais apreende drogas e contrabando no Paraná. A última operação resultou na apreensão de 83 kg de crack, o que ocasionou um prejuízo de R$ 4 milhões aos traficantes.

37 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I am new to blogging and site-building and really loved you’re web-site. Almost certainly I’m likely to bookmark your site . You amazingly have fantastic stories. Cheers for revealing your webpage.

  2. Infelizmente, os policiais militares da policia rodoviária são os mais ricos. Os soldados da policia militar q trabalham na polícia militar rodoviária são endinheirados. E isso não deveria ocorrer porque eles tem o mesmo salário de outro pm que trabalha em batalhões. Tem que transferir mesmo. Ou será que tem algo que eles estão ganhando por fora?

  3. Veja bem, este é o momento de que devemos cobrar dos nossos deputados a aprovação a PEC 300, será que nós vamos ser massacrados até quando ganhando mal e trabalhando muito, os ex governadores foram todos aposentados, alguns destes com apenas 01 (um ) mandato eleitoral, e ainda ganham muito em outras funções que exercem, é hora dos Policiais acordarem e manisfestarem pacificamente também, não há o que se falar em greve, mesmo porque a nossa constituição não permite, mas protesto sim, a sociedade tem que saber que em todos os anos eleitorais recebemos várias visitas politicas nas unidades, mas tudo não passa de “Balela, falsos profetas” querendo aproveitar da situação e ganhar os votos dos Policiais e suas família, devo parabenizar publicamente o Nobre Deputado Mauro Moraes porque sei que este briga pela segurança publica, e a hora dos demais mostrar quando somos importantes e brigar por um salário justo aos Policiais, seja Civil ou Militar, porque quando algum desse profissional morre em combate, a coitada da viuva e seus filhos não recebe nenhuma visita dos representantes dos Direitos Humanos, mas se a vitima for o DELINQUENTE, …Hum nem vou comentar…

  4. será q em 2014 vai abri mais concurso pra pm…..

  5. Sempre vai ser assim, bucha de canhão é SOLDADO E CABO, enquanto a companhia esta abarrotada de SARGENTOS, e alguns comandantes de postos que estão no comando por mais de 12 anos, que agem como verdadeiros DEUSES ONIPOTENTES, que após ao almoço vão tirar sua soneca e pouco faz para a melhora das condições de trabalho.
    Nos últimos 2 anos vieram para 4 CIA mais de vinte policiais, sendo que 16 proveniente da Capital.

  6. Este deputado anônimo só revela o nome na hora da reeleição, deve ser aquele que se manifesta nos projetos de lei quando o voto é secreto, e se abstém quando é polemico e identificado.
    A propósito pensei que os deputados fossem do Estado do Paraná, não sabia que tem Assembleia Legislativa em Maringá. Eta bairrismo que não leva a nada.
    A propósito a ideia me parece boa, policia rodoviária tem que estar nas fronteiras e nas divisas de estado, pra trabalhar pelo povo e não pra dormir em hotel, coisa pra turista.

  7. Que beleza… um deputado que pede para não ser identificado ao expressar sua opinião.
    Fecha a porta e apague a luz.

    obs:
    Esmael, a foto é da PRF – Polícia Rodoviária Federal.

  8. Caros amigos não podemos generalizar pois a pessoa do Pepe e um grande amigo da Policia Rodoviária ele e um dos que nos defende de muitos ataques que já recebemos no passado sendo que seu Pai foi um Grande Governador e devemos o respeito a ele, e o grande Jose Richa era um grande amigo da Policia Rodoviária amigo que nos deixa saudades ………………………………

  9. Caros amigos não podemos generalizar pois a pessoa do Pepe e um grande amigo da Policia Rodoviária ele e um dos que nos defende de muitos ataques que já recebemos no passado sendo que seu Pai foi um Grande Governador e devemos o respeito a ele, e o grande Jose Richa era um grande amigo da Policia Rodoviária amigo que nos deixa saudades

  10. A POLÍCIA RODOVIÁRIA ESTADUAL ESTA ABANDONADA, TRABALHAMOS SOB PRESSÃO PSICOLÓGICA DIARIAMENTE, COM SUPOSTAS TRANSFERÊNCIAS, NOSSAS VIATURAS ESTÃO SUCATEADAS, MAIS QUEBRA DO FUNCIONAM E QUANDO QUEBRA, TEMOS QUE EMPURRAR PARA FUNCIONAR A CHEGAR A PONTO DE FAZER VAQUINHA OU CORRER ATRÁS DE COMERCIANTES PARA NOS AJUDAR A CONCERTÁ-LAS, EM QUANTO VEMOS A PRF TRABALHANDO COM “CAPTIVA, COROLLA E CAMIONETAS FRONTIER”, NOS ESTAMOS TRABALHANDO COM SCENIC, PALIO E DOBLO, COM QUASE 12 ANOS DE USO VERDADEIRAS SUCATAS, COM PNEUS LISOS, COM GIROFLEX QUE NÃO FUNCIONAM E AMORTECEDORES DEFEITUOSOS, ATÉ MESMO CONES TEMOS QUE PEDIR DOACÕES PARA EMPRESAS, ESTAMOS NO OSSO.
    NOSSOS FARDAMENTOS, BOTAS É PAGO A CADA DOIS A TRÊS ANOS, REMENDAMOS NOSSAS FARDAS, MANDAMOS TROCAR SOLADOS E COSTURAR NOSSAS BOTAS, TEMOS DE COMPRAR BATERIA PARA OS FAROLETES E ATÉ MESMO COLETE REFLETIVO.
    TRABALHAMOS SOB O SOL, CHUVA, ESCALAS EXTRAS, NÃO REMUNERADAS, OPERACÕES COM AS DE VERÃO, QUE NOS OBRIGA A FICAR EM ALOJAMENTOS IMUNDOS QUE SÃO ALUGADOS PELOS CORONÉIS, QUE SÃO UM VERDADEIRO PULGUEIRO, SEM MATERIAL DE HIGIENE OU ALIMENTACÃO, E ACHAM QUE ESTÃO FAZENDO MUITO, NOS PAGANDO DIÁRIAS DE 36,00 REAIS POR DIA, EM QUANTO SERIA 180,00 REAIS A DIÁRIA, COMO SE EXPLICA ISSO, ONDE COMECA O ERRO OU O DESVIO DE VERBAS DESSAS PESSOAS RESPONSÁVEIS PELO PAGAMENTO DE DIÁRIAS, QUE SE APROVEITAM DE PAI DE FAMÍLIA QUE NECESSITAM TRABALHAR PARA SUSTENTAR SUAS FAMÍLIAS.
    SE JÁ NÃO BASTASSE, AS CONDICÕES PRECÁRIAS POUCOS CITADAS ACIMA, AINDA VEM COM TRANSFERÊNCIA DE POLICIAIS, MEXENDO NÃO SÓ COM O PSICOLÓGICO DO POLICIAL MAIS DE TODA A FAMÍLIA, OS TRANSFORMANDO EM MEROS BRINQUEDOS DE SOLDADINHOS DE CHUMBO.
    POR QUE O COMANDO NÃO CONTRATA MAIS POLICIAL, FAZENDO NOVOS CONCURSOS PARA AS UNIDADES QUE ESTÃO COM MENOS EFETIVO, É MAIS FÁCIL TRANSFERIR DE QUE CONTRATAR, “COBRIR UM SANTO E DESCOBRIR OUTRO”.
    ENQUANTO NOS BATALHÕES ESTÃO ABARROTADOS DE OFICIAIS E SARGENTOS DE BRACOS CRUZADOS, SÓ CRITICANDO ATRÁS DE SUAS ESCRIVANIAS E SE REFRESCADO NOS ARES- CONDICIONADO, NOS ESTAMOS, ATENDENDO ACIDENTES DIA E NOITE, MULTANDO E APREENDENDO DROGAS E CONTRABANDO.
    GRACAS A DEUS ME APOSENTEI, TENHO PENA DESSES POLICIAIS QUE ESTÃO NA ATIVA.

    • CONCORDO PLENAMENTE COM VOCÊ! COLEGA, VOCÊ FALOU E DISSE TUDO E COM CONHECIMENTO DE CAUSA! NÃO VEJO A HORA DE TAMBÉM ME REFORMAR DESSE REGIME DITADOR, DESMOTIVADOR E QUE NÃO RECONHECE NADA!!!

  11. Comandante geral abre o olho !!!essa transferencia por falta de efetivo para outras companhias, se da por motivos de falta de organizaçao, pois qdo se formam os chamados recrutas, ja ficam uma quantidade estipulada para preencher essas vagas. quando aos policias se eles nao servem pra trabalhar na policia, tem que excluir e nao ficar transferido e so passando o problemas para outros comandantes…falando de comandantes, por que nao trocam os comandantes corruptos, das froteiras, oficiais militares que respondem pela rota do contrabando? só vejam os seus capitais, antes de entrar a comandar a policia militar rodoviária de qdo estavam no batalhao da cidade….ABRE OS OLHOS Promotores, JUIZES, OFICIAS DE ALTO ESCALAO, eles sao responsáveis e coniventes por toda essa corrupçao,,,mude, todo mundo sabe….ate a gaeco, por que nao tomam providencia… a rota ta ai,,,,todos os dias passa um monte de carga de cigarros, drogas, contrabandos e so em ves em quanto preende…sera que é pra fazer uma media, ou por que nao teve acerto…

  12. na minha opinião e de muitos e não é politica e sim insatisfação, seria o conveniente esse Governador Playboi que só sabe enxegar no seu próprio umbuigo é retirar de imediato esse Comandante Geral da PMPR que abriga Oficiais mulambos, que foram promovidos sem se que darem esforço ao povo paranaense, esse comando é fanfarrão, ingrato, moralista, e opior que já tivemos até hoje na história da PMPR. Sem dizer que que ao invés de visitar os quarteies existente na capital nunca se quer foi a uma visita formal. Só sabe se aparecer diantes das cameras da RPC que é a unica que que o foca, mas todos nós sabemos bem o motivo, esse comando não merece execer nem a cargo de sindico quanto mais CGPMPR, a população curitibana esta a mercer desse moralista que coloca 100 policiais militares em falsas UPS, e depois permanecem apenas 04 PMs, falo e provo, por que pertenço ao sistema e vejo a população sendo enganada por esse Governador moralista e esse comando PMPR um fanfarrão.

  13. faça um levantamento o BPRV tá falido em matéria de efetivo, ultimo concurso direto pro BPRv foi em 1997, depois disso só meia duzia de gatos pingados foram transferidos pra lá, neste meio tempo muita gente pediu a reserva incluindo eu, só lembrando que vários postos rodoviários trabalham com 1 PM, por dia é um mesmo onde a base fica dentro do prédio do DER e este PM fica 24h sozinho, se precisar de ajuda ele morre e ninguém fica sabendo ou melhor ficaram sabendo na rendição do serviço, pois ñ saberão aonde ele esta, postos que trabalhão sozinhos Irati/São Mateus do Sul/União da Vitória, Pato Branco tem menos de 70 PM, o restante da Cia de Ponta Grossa e Curitiba trabalhão com 2PM, por dia ou seja um cuida da instalação e outro atende a ocorrência sozinho, transferir o pessoal de Maringá é fazer média e ferrar com eles que ñ tem culpa.

  14. Esse DER é o órgão mais ineficiente do estado…

  15. Concordo plenamente com o Sr. Celso Rocha e Paulo Benes, desde que os policiais a serem transferidos do noroeste do Paraná sejam os policiais comprometidos com a operação Fractal, onde foram divulgados os Postos de Cruzeiro, Cianorte e Peabiru como parte do esquema do Elieuton (assessor do Deputado Waldir Pugliese). Agora exigir os policiais ficha limpa para serem transferidos eu discordo. Pergunto a comunidade miliciana, quem criou essa cobra chamado Elieuton na Corporação? Todos sabiam que esse cidadão utilizava da benesse de assessor de Deputado para tentar influenciar junto as Secretarias do Estado para intermediar situações diversas, como transferir e exigir a lotação de policiais no local determinado. A Instituição PMPR é forte, ética e acima de tudo, cumpridor das suas missões constitucionais, portanto deve antes de tudo separar o joio do trigo e reconhecer e valorizar os bons policiais. Acredito no bom senso e equilíbrio dos mandatários da nossa Instituição. Avante………

  16. É MUITO FÁCIL PRA QUEM ESTÁ SENTADO ATRÁZ DE UMA ESCRIVANIA MANDAR RELACIONAR 45 POLICIAIS E TRANSFERI-LOS PARA OUTRAS LOCALIDADES, NESSES INCLUEM-SE POLICIAIS COM ATÉ 17 ANOS DE SERVIÇOS NA CORPORAÇÃO, ESTE MESMOS PARECEM QUE NEM TEM FAMÍLIA, PAI, MÃE, ESPOSA, FILHOS, OU ATÉ PARACEM SER TRATADOS COMO NÔMADES QUE ANDAM COM A CASA NAS COSTAS.
    ESSE REGIME MILITAR JÁ ESTÁ PASSADO DA HORA DE SER REVISTO EM NOSSO PAÍS, O JARGÃO DE “MANDA QUEM PODE E OBEDECE QUEM TEM JUÍZO” JÁ NÃO CABE MAIS EM NOSSO TEMPO.
    É TEMPO DE RECONHECER-MOS DIREITOS E LEGALIDADES E ONDE ESTÁ A LEGALIDADE DE TIRAR UM POLICIAL QUE TRABALHAR A 10, 15 OU MAIS ANOS DO SEIO DE SUA FAMÍLIA E DA SOCIEDADE ONDE SE CRIOU E FEZ RELACIONAMENTOS ONDE SEUS FILHOS ESTUDAM E TEM SEUS AMIGUINHOS DE ESCOLA SEM MAIS NEM MENOS?
    PARA QUE TUDO ISSO, SERÁ QUE O OBJETIVO NUM FUTURO PRÓXIMO SERÁ BENIFICIAR ALGUM POLICIAL DE MAIS AMIZADE COM OS COMANDANTES E QUE QUEREM TRABALHAR NAQUELA REGIÃO, VEJAM QUE ISTO É NOTÓRIO NA PMPR PRINCIPALMENTE NA POLÍCIA RODOVIÁRIA ESTADUAL.

  17. A polícia militar de nosso estado é uma das instituiçao que bem é remunerada, quanto a busca de melhoria para as atividades dos policiais é justa em todos os aspectos, mas greve, nao aceitarem transferencia necessarias, é o final dos tempos, todo trabalhador quando escolhe uma profissao tem a sua dedicacao e o interesse do povo vem em primeiro, pelo que sei sao policiais sao do estado e nao municipa, que nao querem transferencias … entao rua para aqueles que fizerem anarquia… nao tem motivos para isso…

    • É fácil falar se o seu nome não está na lista. Agora se imagina no lugar deles… trabalha e mora na região de Maringá, onde ao se inscrever para o concurso optaram pela região, pagam financiamento de casa própria, ou há pouco se livraram dele, sua esposa trabalha em empresa privada, (ah sim, esposa de policial trabalha) e seus filhos frequentam escola, então de repente você é transferido para a região de Curitiba ou outra, onde terá que pagar aluguel, sua esposa terá que procurar outro emprego e o no caso da Capital os custos de vida são maiores, principalmente em moradia e deslocamento. Não acho que a informação de greve proceda, pois militar não faz greve, mas você acha que dá pra aceitar de boa ou continuar morando na região de Maringá, trabalhar 24hs e na folga voltar pra casa? E pros comentários anteriores, foram escolhidos pelo tempo de trabalho prestado a PMPR e não ao BPRv, então não foi levando em conta históricos e sim tempo de trabalho prestado. Moro em Maringá e gostaria de ver o cenário contrário, ou seja, a vinda de mais policiamento, afinal um Fahur sozinho não dá conta.

  18. Olha, primeiro é importante q se esclareça uma coisa: a policia militar rodoviária não é subordinada ao DER. Nem nunca foi, nem nunca será. A policia militar rodoviária é uma das unidades especializadas da policia militar do Paraná. Responde ao comando geral da pm. Os quadros são os mesmos da pm. Durante a carreira, um policial militar pode passar pelo bope, rodoviária, transito etc, etc, etc
    Sempre lembrando q são militares e como tal devem respeito ao comando.

    • A polícia rodoviária não é subordinada ao DER,mas antigamente pertencia ao DER. Para que venha no futuro a pertencer novamente ao DER, o Congresso nacional teria que criar tal corporação, pois ela não existe. O que existe é uma unidade da PMPR denominada BPRv que executa tal policiamento. O CTB não cita nenhuma polícia rodoviária estadual e nem policiamento rodoviário.

    • Na matéria não fala em subordinação e sim em vinculação, que é até hoje, pois ajuda em muito a manutenção dos Postos, equipamentos e rodovias em que a polícia rodoviária trabalha.

  19. Tudo isto (“transferência de efetivos revela grave crise na PM, que não tem recursos humanos para atender a demanda no Paraná”), foi motivado e é resultado da Operação Fractal da Polícia Federal e do GAECO que desmantelou uma quadrilha de “policias militares rodoviários estaduais” corruptos que queriam desestabilizar até Comando Geral da PM!

    Esmael demais, acredito que muitos se lembram que a pouco tempo atrás foi noticiado nos meios de comunicação que houve uma série de investigações da Polícia Federal em conjunto com o GAECO, sendo ás mesmas chamadas de Operação Fractal, que prendeu diversos integrantes da alta cúpula da PM e da Polícia Rodoviária Estadual. Entre os tais comandantes da PM que foram presos estão o Capitão Alexandre Dupas Pereira, que comandava um dos Destacamentos do Batalhões da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), e o Major Valmor Caetano Delle, que desde 2010 atuava como ouvidor da Polícia Rodoviária Estadual. O terceiro comandante era o Coronel Carlos Alexandre Scheremeta, que durante quase 1 ano foi Ouvidor Geral da Polícia Militar. Devido o alto cargo e função dentro da PM, este só foi conduzido à sede da Polícia Federal e liberado após prestar esclarecimentos. Foram presos também dois Sargentos, dois Cabos e um Soldado.
    Conforme divulgado na imprensa paranaense e de acordo com as investigações da PF e GAECO, o “policiais militares” recebiam dinheiro de contrabandistas de armas, drogas, de vários objetos de valor e de cigarro onde também facilitavam a passagem de cargos furtados ou roubados para o Paraguai. E quem não estava no esquema era alvo de extorsão pelos próprios policiais militares da Polícia Rodoviária Estadual.
    E uma das principais intenções desta “banda podre dentro da PM” era derrubar o Comando Geral da Polícia Militar no Paraná na pessoa do Coronel Roberson Luiz Bondaruk. Caso desse certo tais intenções o objetivo seria ter mais facilidades para executar os crimes com uma pessoa indicada e apoiada por eles. No total como resultado da operação, foram presas 23 pessoas com cargos públicos tanto federais como estaduais dentre ás quais nove policiais militares. E o pior toda a ação era também comandada pelo assessor parlamentar Elieuton Francis Mayer, lotado no gabinete do deputado estadual Waldyr Pugliesi (PMDB). Segundo o Procurador da República (MPF) Robson Martins, de Umuarama “era impressionante a forma como ele agia. Se não era o líder, era o comandante da quadrilha. Ele tinha muita influência na quadrilha, inclusive sobre policiais militares e outros servidores públicos.”
    Sabe-se ainda que há muitos integrantes da Polícia Rodoviária Estadual que estão sendo investigados e monitorados pelo Ministério Público FederaL, pelo GAECO, pela Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.

    • Só uma observação. A operação Fractal foi da PF com apoio da PM. Não teve participação do Gaeco.

    • É VERDADE COLOCA A FEDERAL PARA INVESTIGAR AS VERBAS DAS JAQUETAS DOS DESVIOS DO HOSPITAL E TAMBEM DA DIARIA DOS POLICIAIS,

    • Me deixe corrigi-lo:
      1 – A operação FRACTAL foi realizada pela PF com apoio da PM (sem GAECO);
      2 – o Capitão Dupas, comandava uma Companhia do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (PRE) (e não destacamento, só existe um Batalhão no Paraná);
      3 – Major Delle, atuava como ouvidor da Polícia Militar do Paraná (não da Rodoviária Estadual) e
      4 – As transferências não estão vinculadas a nenhum destes fatos, o critério (a princípio) é os soldados e cabos com menos de 17 anos de serviço na Polícia Militar, com “ficha limpa” ou não.

  20. Se for transferir os novatos só para atender as vaidades de alguns, sou contra. Se for para transferir os policiais comprometidos com o corredor dos cigarreiros, concordo. Transferir da Companhia de Maringá, só os fichas limpa é um tiro no pé. Acorde Comandos……….

    • A lista continha os Soldados e cabos mais novos (tempo de serviço) nada a ver com fichas limpas ou sujas.

  21. Por favor, troca a foto! tire os PRF e coloque fotos de PM do PR, do boné vermelho, pq o boné vermelho PRE que são subordinados ao DER. A PRF é subornidada ao DNIT/Min, Justiça…abraços

  22. Que bom que estão fazendo isto. Chega de esquemas e deputados indicando PMs. Tem que oxigenar e limpar.

  23. Na verdade não só a policia rodoviária estadual mas sim todos os Policiais deveriam aderir a greve neste momento vamos parar tudo, parar pela falta de alimentação em batalhões da capital e interior pelas péssimas condições de serviço e pelo aumento salarial que não veio que fomos ludibriados pelo nosso governador vamos mostrar nossa força essa é a hora.

    • ACREDITO NUNCA NA HISTÓRIA DO PARANÁ A POLICIA FOI TÃO BEM REMUNERADA.
      QUEM É CONTRA NÃO ADIANTA, SEMPRE VAI CONTRA, ALIAZ SE O GOVERNADOR ENLATAR MERDA OS CONTRA VAI FALAR QUE É BOM, SÓ PRA CONTRADIZER.

      • Não têm haver com salário, e sim injustas transferências. Ainda em tempo o Nosso governador apenas cumpriu algo que estava na lei (Emenda constitucional), que foi aprovada em outra gestão anterior a dele.