“Meu filho foi preso pela polícia tucana porque protestava como todos os brasileiros”, denuncia deputado do PT

O estudante Yuri, filho do deputado petista à‚ngelo Vanhoni, foi preso ontem sob acusação de vandalismo; pai e filho negam e dizem que polícia tucana mente; "Fui vandalizado pela Polícia Militar quando estava indo embora. Me chutaram e me espancaram muito", denuncia o filho do deputado Vanhoni; confronto entre manifestantes e tropa de choque, ontem, durante invasão do Palácio Iguaçu, é apenas o prenúncio de como será a disputa eleitoral no Paraná em 2014; nessa confusão toda só falta uma coisa: Gustavo Fruet reduzir a tarifa de ônibus na capital.

O estudante Yuri, filho do deputado petista à‚ngelo Vanhoni, foi preso ontem sob acusação de vandalismo; pai e filho negam e dizem que polícia tucana mente; “Fui vandalizado pela Polícia Militar quando estava indo embora. Me chutaram e me espancaram muito”, denuncia o filho do deputado Vanhoni; confronto entre manifestantes e tropa de choque, ontem, durante invasão do Palácio Iguaçu, é apenas o prenúncio de como será a disputa eleitoral no Paraná em 2014; nessa confusão toda só falta uma coisa: Gustavo Fruet reduzir a tarifa de ônibus na capital.

O Palácio Iguaçu confirmou nesta terça-feira (18) que o estudante Yuri Sfair, de 26 anos, enteado do deputado federal à‚ngelo Vanhoni (PT), está preso na 1!º DP de Curitiba. O moço é acusado de participar da invasão da sede do governo do estado, ontem à  noite, conforme registrou em primeira mão este blog.

Na prática, os tucanos exibem o filho do petista como troféu nessa guerra política pré-2014, onde as manifestações de ruas se tornam coadjuvantes de um jogo eleitoral pesado. Daqui a pouco, à s 14h30, a Secretaria de Segurança faz um balanço da pancadaria de ontem com direito a holofotes.

Vanhoni conversou com este blogueiro. Segundo ele, a polícia tucana mente ao dizer que seu filho está preso por vandalismo e de participar da invasão do Palácio Iguaçu.

“à‰ mentira da polícia tucana. O meu filho, Yuri, é um rapaz politizado. Ele participou do protesto como qualquer filho de vários brasileiros que também participam do movimento contra a corrupção no país, pela redução na tarifa dos ônibus”, indigna-se o deputado do PT.

Vanhoni lançou um questionamento em tom desafiador: “Por que os deputados tucanos e os filhos dos políticos do PSDB não estão nas passeatas?”.

O petista garantiu que na próxima sexta-feira, dia 21, participará da manifestação da “2!ª Farofada do Transporte” na capital paranaense.

Yuri também conversou com este blogueiro. Ele afirmou que estava participando do movimento como ativista e com a tarefa de filmar o evento. “Tenho registro, em vídeo, quando eu filmava a pichação [do Palácio Iguaçu] e condenava a ação dos pichadores”, diz.

“Fui vandalizado pela Polícia Militar quando estava indo embora. Me chutaram e me espancaram muito”, denuncia o filho do deputado Vanhoni.

Na Polícia Civil, onde ficou preso por cinco horas, ele afirma que foi “bem tratado”.

Comentários encerrados.