Direita raivosa diz que Joaquim Barbosa é a solução para o Brasil

Para a velha mídia golpista, Joaquim Barbosa é a solução para o momento de caos que o país vive; a direita raivosa concorda e vibra com Datafolha divulgado nesta sexta.

Para a velha mídia golpista, Joaquim Barbosa é a solução para o momento de caos que o país vive; a direita raivosa concorda e vibra com Datafolha divulgado nesta sexta.

Para a ensandecida e raivosa direita brasileira, o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), é a reserva moral do país. Mais: a encarnação do próprio “Reich”.

Segundo o Datafolha, Barbosa é o preferido pelos manifestantes quando o assunto é presidência da República. De acordo com o instituto, Barbosa foi mencionado por 30% dos entrevistados, contra 22% da ex-senadora Marina Silva, que tenta montar a Rede Sustentabilidade para concorrer ao Planalto em 2014. Dilma (PT) aparece em terceiro na lista, com 10% das menções.

Conforme o jornal Folha de S. Paulo, o levantamento foi realizado durante os protestos de ontem na avenida Paulista, região central da cidade.

Também circula nas redes sociais, principalmente no Facebook, a campanha “Eu quero Joaquim Barbosa presidente do Brasil 2014”. Os correligionários dessa tese pedem o compartilhamento desse slogan.

Paralelamente, a velha mídia ataca sem dó nem piedade as instituições democráticas. Ontem mesmo até a programação da TV Globo — a principal concessão pública — parou para incentivar a invasão do Congresso Nacional sob o falso manto da cobertura jornalística isenta.

Horas antes, manifestantes embriagados pela despolitização — é, a Globo é contra partidos nos protestos — violaram o Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores) e tentaram tomar o Palácio do Planalto. Foram contidos pela guarda presidencial.

A tese da velha mídia é a seguinte: o país está um caos, sem comando, o Congresso Nacional é corrupto, os partidos não funcionam, logo, só resta ele: o homem-morcego, Joaquim Barbosa — o super-herói da direitona.

Sobre Joaquim Barbosa, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Paraná, Juliano Breda, cunhou em discurso uma antológica observação que vale a pena conferir (clique aqui para ouvir o áudio): Nenhum diálogo inteligente é possível com Joaquim Barbosa!.

Comentários encerrados.