Depois de levar puxão de orelha de Zé Dirceu, PT decide engrossar movimento pela redução da tarifa

Presidente do PT de Curitiba, vereador Jonny Stica, criticou nesta segunda-feira a não abertura da "caixa-preta" do transporte coletivo; segundo o petista, o melhor negócio do mundo é ter uma empresa de ônibus em Curitiba!; os petistas deverão reforçar o movimento que pede a redução no preço da tarifa em todo o país. As fotos são de Denis Ferreira (Stica) Netto e Bruno Covello (protesto).

Presidente do PT de Curitiba, vereador Jonny Stica, criticou nesta segunda-feira a não abertura da “caixa-preta” do transporte coletivo; segundo o petista, o melhor negócio do mundo é ter uma empresa de ônibus em Curitiba!; os petistas deverão reforçar o movimento que pede a redução no preço da tarifa em todo o país. As fotos são de Denis Ferreira (Stica) Netto e Bruno Covello (protesto).

O ex-ministro José Dirceu deu a senha e o PT correu atrás do prejuízo. O diretório estadual do partido do Rio de Janeiro, em nota oficial, fez autocrítica em relação a não participação nos movimentos pela redução do preço da passagem do ônibus. Os militantes cariocas foram convocados a engrossar as passeatas.

Em artigo reproduzido por este blog, nesta segunda-feira (17), Dirceu diz que as manifestações pela redução no preço das tarifas de ônibus são justas e prevê que elas vão continuar tomando as ruas do país.

Reflexo dessa nova postura ou não, hoje pela manhã, em Curitiba, o vereador Jonny Stica, presidente municipal do PT, disse que “a caixa-preta do transporte coletivo é uma questão de mais de 20 anos. O desafio da nova gestão é rever o lucro extraordinário das empresas”.

“O melhor negocio do mundo é ter uma empresa de ônibus em Curitiba”, criticou o petista.

O diabo é que o PT que ensaia sair à s ruas pela redução na tarifa dos ônibus é o mesmo PT que participa do governo de Gustavo Fruet (PDT), que vem se recusando a baixar o preço da passagem aos usuários.

O que estranha esse movimento pela redução das tarifas é a ausência do movimento estudantil. Cadê a UNE, UPE, UPES e UMESC nas ruas?

Comentários encerrados.