Conterrânea de Lula é eleita presidente da UNE; segue a hegemonia do PCdoB na entidade

do Brasil 247

Filiada ao PCdoB, a pernambucana de Garanhuns Virgínia Barros diz que o governo Dilma é "inconsequente e omisso" na fiscalização da qualidade do ensino superior privado; sobre 2014, vê uma eventual postulação dissidente como "legítima" e descreve Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, como "grande governador" que "ainda vai contribuir muito para o Brasil"; na foto, Lula recebe, em SP, antes do congresso da UNE que elegeu Virgínia e o agora ex-presidente da entidade Daniel Iliescu.

Filiada ao PCdoB, a pernambucana de Garanhuns Virgínia Barros diz que o governo Dilma é “inconsequente e omisso” na fiscalização da qualidade do ensino superior privado; sobre 2014, vê uma eventual postulação dissidente como “legítima” e descreve Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, como “grande governador” que “ainda vai contribuir muito para o Brasil”; na foto, Lula recebe, em SP, antes do congresso da UNE que elegeu Virgínia e o agora ex-presidente da entidade Daniel Iliescu.

A pernambucana de Garanhuns, Virgínia Barros, 27, é a nova presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes) para o biênio 2013-2015.

O congresso em Goiânia que elegeu a nova presidente confirmou a hegemonia do PCdoB sobre o movimento estudantil, que comanda desde 1991.

Vic, como é conhecida, diz não poupou o governo Dilma de críticas: “inconsequente e omisso” na fiscalização da qualidade do ensino superior privado.

Ela define a gestão petista como “contraditória”, pela “política econômica conservadora”, e destina o mesmo adjetivo ao governo Eduardo Campos (PSB-PE), por pendências na saúde e na educação básica.

Sobre 2014, vê uma eventual postulação dissidente como “legítima” – Campos é descrito como “grande governador” que “ainda vai contribuir muito para o Brasil”.

Conheça Vic Barros

UNE – O 53!º Congresso da UNE terminou neste domingo (2) em Goiânia com a eleição da nova diretoria e presidência da entidade. A maior organização de juventude do país elegeu a pernambucana Vic Barros, 27 anos, aluna de Letras na Universidade de São Paulo (USP) sua nova presidenta. Em um processo eleitoral que teve participação recorde e delegados representando 98% das instituições de ensino superior no Brasil, Vic foi eleita pela chapa Bloco da unidade para o Brasil avançar, com 2607 votos (69%), dentro de um total 3.764 delegados credenciados.

As outras chapas concorrentes foram Oposição de Esquerda da UNE!, com 618 votos (16,4%) e Campo popular que vai botar a UNE pra lutar!, com 539 votos (14,3%)

O Congresso da UNE também definiu, no sábado os rumos e posicionamentos da entidade para os próximos dois anos, no que diz respeito à  conjuntura nacional, educação e organização do movimento estudantil. Foi convocada, na plenária final, uma Jornada de Lutas para os meses de junho, julho e agosto, com a pauta central da Educação brasileira.

Em uma remota sala de aula de Garanhuns, no interior de Pernambuco, Tia Lélia escreve no quadro a palavra reivindicar! e explica aos alunos da segunda série o seu significado. A pequena Virgínia, fascinada com a janela do mundo aberta pela carinhosa professora, leva o que aprendeu para uma redação, Meu país Brasil!, que acabou entrando em um livro publicado com textos dos alunos.

Tia Lélia estaria garantidamente encontrando as lágrimas no domingo, dois de junho de 2013, se estivesse na Goiânia Arena, a 2.115 quilômetros de Garanahuns, vendo o que aconteceu à  pupila. Virgínia cresceu, virou Vic, e alcançou estatura ainda muito maior do que seus 1,53 de altura. Presidenta da União Nacional dos Estudantes, não somente aprendeu o significado da palavra reivindicar como transformou-se nele.

A baixinha Vic Barros, hoje morando em São Paulo e aluna do curso de Letras da USP, chega ao posto de maior liderança do movimento estudantil brasileiro, presidindo a mitológica entidade que, há 75 anos, é o exemplo máximo no país para ilustrar aquela lição da segunda série. Ela representa agora sete milhões de estudantes universitários do Brasil, sendo a quinta mulher a ocupar o cargo e figurando ao lado de personagens como o ministro Aldo Rebelo, o ex-governador de São Paulo José Serra, o senador Lindbergh Farias e o ex-ministro Orlando Silva.

De personalidade afável, porém forte, óculos e sotaque marcantes, fã de rock and roll e torcedora do Sport Club do Recife, Vic deixou Garanhuns para conhecer a cidade grande aos 13 anos, passando a adolescência na capital pernambucana. Não participou do grêmio do colégio nem do movimento secundarista, mas já aproximava-se sentimentalmente da política com a admiração a dois líderes de seu solo: Miguel Arraes e Luís Inácio Lula da Silva.

Seu primeiro curso superior foi Direito, no qual formou-se pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Na fila da matrícula, recebeu um panfleto de uma reunião do movimento estudantil e, ainda caloura, já estaria disputando a eleição para o DA do seu curso. Perdeu a primeira mas, em veloz ascensão, acabou chegando alguns anos depois ao DCE da federal e posteriormente à  presidência da União dos Estudantes de Pernambuco (UEP), em uma identificação completa com a militância e à s causas da juventude. Sob sua gestão na UEP, os estudantes conquistaram a gratuidade na Universidade Estadual de seu estado, em 2009.

Insatisfeita com a ideia de encerrar sua vida acadêmica e admtindo ter procurado o curso de Direito muito em função das expectativas dos pais, mudou-se para São Paulo e permitiu-se outro sonho, explorar a paixão pela literatura, pelos versos, narrativas e possibilidades da palavra em um dos mais respeitados cursos de Letras do Brasil. Blogueira, sempre atenta à  internet e à s redes sociais, virou diretora de Comunicação da UNE e, no ano de 2012, garimpou o suado e merecido reconhecimento nacional dentro do movimento estudantil coordenando a Caravana UNE+10, iniciativa que percorreu universidades de todo o país para colher anseios e propostas da juventude em relação ao futuro do Brasil.

A UNE que Vic assume lhe permite, por gracejos do destino, representar exatamente aquela geração do movimento estudantil que mudará, para sempre, o futuro das milhões de outras tias Lélias e Virgínias que virão. Os 10% do PIB para a Educação, principal luta da entidade, poderão ser conquistados em sua gestão dependendo da mobilização e cobrança dos estudantes no processo do tramitação do Plano Nacional de Educação (PNE) no Congresso Nacional. Estão diretamente vinculadas, também, as lutas por 100% dos royalties do Petróleo e 50% do Fundo Social do Pré-Sal para a educação.

Feminista e contrária ao conservadorismo na sociedade e na universidade, espera ampliar na UNE os encontros de estudantes negros, de mulheres e da diversidade sexual. Filiada ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e militante da União da Juventude Socialista (UJS), acredita que o Brasil pode avançar no debate sobre as drogas, espera denunciar o extermínio dos jovens negros e pobres, assim como lutar pela democratização dos meios de comunicação do país.

No que diz respeito à  relação com o governo federal, promete mais radicalização e pressão, destacando a reivindicação imediata de 2,5 bilhões de reais no Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) e cobrando do ministro da Educação Aloizio Mercadante medidas para solucionar os problemas da expansão das federais já apontadas pela UNE. Outra prioridade que aponta, nos próximos dois anos, é atacar a desnacionalização do ensino privado no país, cada vez mais entregue aos grupos financeiros internacionais.

Com um horizonte complexo e desafiador à  frente, Vic parece não se intimidar. A pequena de Garanhuns lembra constantemente do irmão Vinícius, que faleceu jovem, ainda aos 27 anos, para inspirar a sua própria ascensão. Maior ídolo da presidenta da UNE, ele deixou, segundo ela, o exemplo do envolvimento constante em causas coletivas, sociais, humanitárias, em tudo aquilo que pode, de certa forma, mudar o mundo.

Hoje ela cresce, dentro da UNE, sabendo que não está sozinha. Sua citação favorita, publicada no seu perfil do Facebook e extraída do romance único de Raduan Nassar, Lavoura Arcaica!, atesta como 1,53 pode ser, definitivamente, a altura de uma pessoa enorme:

A sabedoria está exatamente em não se fechar nesse mundo menor. Humilde, o homem abandona a sua individualidade para fazer parte de uma unidade maior, que é de onde retira sua grandeza!.

18 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. por favor eu faço administração na uniandrade peço a presença dessa turma da une para comvocar os estudantes para fazer parte desse movimento pois nunca vi e nem sei aonde fica esta instituição sera que ela existe mesmo ou e um meio de lavar nosso rico dinheirinho

  2. Aquele movimento estudantil dos anos 60, que brigou com a ditadura sim tinha valor.
    Esses de hoje é que nem os diretórios acadêmicos, tudo um bando de piazada, que vai pra faculdade, mas não é chegado em estudar…Daí fica armando festa regada a muito alcool e às vezes até rolam outras coisas..Acaba tudo virando farra improdutiva…Porque esse povo é tudo uma burguesada só…
    O pobre mesmo que consegue ir pra uma faculdade, se pública, rola o coco de tanto estudar pra poder acompanhar; se particular, se caga todo pra conseguir pagar…Então o pobre vai lá e estuda muito, pra poder ter um futuro melhor…Por isso dificilmente você vê eles em UNE, UPE, DIRETÓRIAS ACADÊMICOS,etc. A burguesada, o pai sustenta mesmo, não precisa trabalhar, fica usando essas agremiações como plataforma de lançamento na política…

    • Disse tudo TRABALHADOR, no meu tempo os movimentos estudantis lutavam por uma causa, mas hoje eles lutam por um partido que banca essa turminha folgada que só quer festa e bebedeira.

  3. Lindinha, só não vá se matar de trabalhar como este traidor. Você não tem saco para coçar.

  4. Nossa que gentarada mais reacionária que fez os primeiros comentários (exceto o estudante da ufpr)…acorda gente vocês estão no Brasil!!!!Não sei se é a discriminação que essa gente recalcada tem por ela ser mulher ou por ser jovem ou por ser nordestina ou por tudo isso e mais um pouco!!!!Pra essa turma recalcada dai jovem, mulher, [email protected], LGTBS não deveriam fazer política; Eles acham que só a velhareada ultrapassada, conservadora, quadrada que nem eles ou os “jovens” mauricinhos (tipo o Ribas Carli 190 Km/h) que de jovem só a carapaça porque as ideias são muito velhas!

  5. E existe ainda a UNE? Faz uns 10 anos que não vejo mais ações dessa galera. No meu tempo a gente se mobilizava a cada momento, mas hoje parece que vivem só dos recursos do PT e ganham pra não fazer merda nenhuma.

  6. 27 aninhos e essa guria ainda não terminou um curso de Letras!! por favor. Os comunistas do PCdoB gostam mesmo é de verba pública. Alguém me diga o que essa porcaria de UNE fez bom para os estudantes até hoje.

    • Bem, pelo jeito nem leu a matéria inteira…já era formada em direito antes de fazer letras na usp…tem gente que no reacionarismo bota os pés pelas mãos!

    • Essa corja leva 10 anos para se formar em uma faculdade, pois vivem na farra, bebedeira, zueira e tudo pago com dinheiro do povo brasileiro, uma vez que o PT é quem banca estas orgias, e o dinheiro do PT vem de onde? Dos cofres públicos é claro.

      • Bem, ela não leva 10 anos. Ela já é formada em Direito, está na sua SEGUNDA graduação, diferente de você que nem tirou o segundo grau.

    • Leia direitinho man, ela ja terminou Direito na UFPE e agora está cursando letras, seu segundo curso

  7. Eu teria vergonha de dizer que sou conterraneo do sapo moribundo, rato bebum, apedeuta e pai de todos os corruPTos, enfim, nasci em Curitiba, mas atualmente moro na querida Guarapuava, terra do Cesar Silvestri Filho, terra de gente hospitaleira e trabalhadora.

    • Pelas palavras ela tem personalidade e beleza com certeza quando acabar seu mandato a Playboy pode convidar ela pra tirar umas fotos sensuais. Espero que ela represente os estudantes e faça com que os estudantes se una em ideias e procurem voltar a ser iguais as gerações que lutaram por um Brasil melhor e livre hoje essa juventude so quer beber e participar de festa.

    • Esse Dennis, não me engana, mudou-se para Guarapuava, porque sabe que o prefeito deve ser solteiro, está apaixonadíssimo……

  8. ” Filiada ao PCdoB, a pernambucana de Garanhuns Virgínia Barros diz que o governo Dilma é “inconsequente e omisso” na fiscalização da qualidade do ensino superior privado; ”

    Ué, mas a bonitinha nao é do partido que apoia o governo da Dilminha?

  9. Espero que ela faça um bom trabalho.

  10. Pra serve essa Merda de UNE??? Pra nada, apenas receber $$$ do Governo, organizar algazarras, Pichar patrimonio publico, ou colocar sua sigla em Carteirinha de Estudante. Assim como a UPE, duas prganizações que não defendem interesses de Estudantes, ambas são usadas como comite eleitoral.