A mídia não mostrou, mas 2 mil pessoas protestaram neste sábado na periferia de Curitiba

Milhares de manifestantes na região Sul, esquecidos pela mídia burguesa, mostraram hoje que existem mesmo depois das eleições; eles exigem da prefeitura de Curitiba o direito a uma vida mais digna e com mais conforto; dentre as reivindicações, estão o asfaltamento e calçamento de ruas para acabar com a lama; é pedir demais, meu Deus? (Foto: Freddy Pinheiro).

Milhares de manifestantes na região Sul, esquecidos pela mídia burguesa, mostraram hoje que existem mesmo depois das eleições; eles exigem da prefeitura de Curitiba o direito a uma vida mais digna e com mais conforto; dentre as reivindicações, estão o asfaltamento e calçamento de ruas para acabar com a lama; é pedir demais, meu Deus? (Foto: Freddy Pinheiro).

Uma cidade não é feita apenas de ruas centrais e da classe média endinheirada no Batel. Há também bairros, à s vezes distantes, que sofrem com o abandono do poder público. à‰ contra isso que cerca de 2 mil pessoas protestaram neste sábado, 29, na Moradias Novo Horizonte e Sambaqui, região Sul de Curitiba, no bairro Sítio Cercado. As informações são do repórter Freddy Pinheiro, enviado especial do blog.

Nas ruas centrais da capital paranaenses a pauta do protesto era difusa nesta manhã: redução da tarifa de ônibus de R$ 2,70 para R$ 2,60 e domingueira de R$ 1,50 para R$ 1; fim do pedágio nas rodovias; regulação da mídia; apoio ao plebiscito para reforma política; dentre outras.

No distante bairro na região Sul — cerca de 18 km da Boca Maldita, onde se realizou o
protesto de partidos e movimentos sociais — exigiu-se da prefeitura investimentos em infraestrutura e serviços essenciais, como abertura da Rua Jussara ligando a comunidade ao Bairro Novo, além da conclusão da Rua Eduardo Pinto da Rocha.

Na periferia, os manifestantes também pediram a abertura de uma rua pavimentada e com calçamento (sim, lá ainda predomina a lama) em uma passagem de nível da linha férrea, pois atualmente a passagem está irregular.

Moradores do Sítio Cercado denunciam que pedestres sofrem com o barro e a poeira e motoristas com os buracos. Outro item bastante lembrado no protesto da região Sul foi a segurança, principalmente das crianças em idade escolar.

Ouça a reportagem de Freddy Pinheiro:

Clique aqui para fazer o download do áudio.

14 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to tell you that I am just all new to blogs and absolutely enjoyed you’re web page. Most likely I’m want to bookmark your site . You absolutely have amazing posts. With thanks for sharing your web site.

  2. I just want to say I am very new to weblog and really liked this web blog. Most likely I’m planning to bookmark your blog post . You amazingly have impressive stories. Thanks a bunch for revealing your web-site.

  3. Importante que o Esmael mostrou…kkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. Parabéns pela grande reportagem onde esta mostrando a realidade escondida dos bairros de Curitiba,vejo uma maneira de resolver estes problemas aqui na região quem sabe construindo um estádio aqui na região para mandar alguns jogos da copa do mundo.

    ATT.ALICATE DA BOSCH.

  5. A região Sul de Curitiba começou a ser povoada com mais intensidade a partir da década de 70 do século passado, quando se assoberbou o êxodo rural nas regiões Norte/Noroeste. O Poder Público não estava aparelhado para atender as necessidades básicas como saneamento, saúde, escola. Tem razão Crovador quando fala que o Batel é um bairro já consolidado, como os demais da região Norte.
    A geada negra de 75 foi o golpe de misericórdia aos desalentados agricultores da região do Arenito Caiuá, que sofreu com a erradicação do café e a consequente entrada do boi no lugar do homem. A macrorregião – Umuarama, Maringá, Paranavai e Campo Mourão, em 1960, abrigava mais da metade da população de todo o Estado do Paraná. Já em 1980, menos de 10 por cento ainda continuam nos seus cento e trinta municípios. Curitiba e a região metropolitana “inchou” e as administrações não estavam preparadas para receber tão volumoso ciclo migratório.

    • Moro na região desde os anos 60, com a criação da cic/sul e todos os problemas relatados por vc, esta região virou a maior área de ocupações irregulares de Curitiba, onde mais de 90% dos que moram são destas regiões do Pr. saíram de uma situação ruim e caíram nas mãos de politiqueiros que transformaram esses locais em seus currais eleitorais, do outro lado o grande proprietário de terra destas regiões na época deste êxodo aumentaram suas posses comprando dos pequenos proprietários a preço de banana suas terra, e segundo alguns, estes grandes incentivavam eles a virem pra cá, uma vez que faziam parte de grupos políticos da época, que devido suas incompetência era melhor transferir em massa e problema social pra Curitiba.

  6. O Betinho que utilizou $ público para seus apadrinhados beberem até cair na calçada de merda. O bairro do Batel é uma casca de metidos incompentes que dizem donos da Cidade. nasci nesta Cidade, acorda povo vocês est~~ao sendo espoliados por todos lados. “`嫃 maldita elite domindora que deixa outras classes sociais nâo progredirem. Povo sem educaç~~aomelhor para dominar.
    O estado ta´dominado ex: diversos orgâos Estatal a serviço do bem estar de poucos.
    O custo Social para manter esse povo é muito alto.
    Muda Paraná, acorda povo.

  7. Quem foi o idiota metido a esperto que colocou esta faixa nas mãos do povão? Estão usando a inocência das pessoas. Se fossem coerentes, explicariam que o tal do bairro do batel tem uns 300 anos, que lá é uma região de comércio, serviços, educação; que por lá passam milhares de pessoas todos os dias, a maioria trabalhadores de outras regiões.
    Depois de ditas as verdades, aí sim, poderiam exigir ruas e calçadas decentes (que, aliás, em certas regiões deveriam ser de graça). Mas tem sempre que vir a desinformação, a meleca de querer destruir para ganhar o poder… ê pobreza, meu Deus!
    ]

  8. a região sul só é lembrada nas eleições passa prefeito e a 145 continua abandonada. # fruet a região sul também faz parte de de curitiba.

  9. Esmael e demais e assim continua a “agonia de cada dia” da extrema direita capitalista neoliberal no Paraná com o seu PSDB, “Partido Sem Discurso no Brasil”, juntamente com seu maior representante que é o (des) governador Beto Richa o “Playboy Neoliberal!”
    Detalhe: o “PIG, Partido da Imprensa Golpista” (a velha mídia) no Paraná disse que havia só “o pessoal do PT, da CUT, do MST, da APP Sindicato, do SINDIMOC e integrantes de outros movimentos sociais! Grupos previsíveis de oposição, vejam só, que descaracterizaram e esvaziaram o sentido da reunião!”
    “Ah tá!”
    Então a imprensa da extrema direita “vampira”, queria que estivessem numa manifestação destas quem? “O Papai Noel verde” ( se lembram desta palhaçada em Curitiba), Coelhinho da Páscoa, Branca de Neve e os Sete Anões, e os Teletubbies fazendo dança do “quadradinho de oito!”
    Cada dia que passa está ficando nojento aguentar o cheiro desta “diarreia política” em que se transformou o desespero da extrema direita junto com seu “Betinho Play!”
    Chega logo 2014!

  10. Esmael, contei na foto 11 pessoas kd as 1989 ????

  11. Já passou da hora, temos que pegar no “breu”….

    http://www.blogdacidadania.com.br/2013/06/voce-vai-ficar-parado-assistindo-o-golpe-prosperar/

  12. PEDAGIO A 1 REAL QUE JÁ ESTÁ BEM PAGO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!