13 de junho de 2013
por esmael
10 Comentários

“Jornalismo econômico é mentiroso”, diz Lula no Paraná

do Brasil 247O ex-presidente Lula criticou na noite desta quinta-feira, durante o quarto seminário O decênio que mudou o Brasil!, a cobertura da imprensa econômica do país, e voltou a garantir que não se desentende com a presidente Dilma Rousseff. “à‰ impressionante a falta de verdade no jornalismo econômico”, disse o ex-presidente, com a voz bem rouca, durante o evento em comemoração aos 10 anos de “governo democrático e popular”.

“Achei que deixando a Presidência a imprensa ia me esquecer, mas foi pior”, discursou Lula. “Há uma parte da imprensa que parece partido político. Seria melhor que lançassem candidato. Eles sabem tudo”, ironizou o petista.”A companheira Dilma precisa saber que ela não está só, que o governo não está só”, disse Lula, acrescentando que Dilma não pode falar em reeleição, mas ele pode. “E sei como é importante para esse país você ser reeleita”, disse o ex-presidente, voltando a dizer que não há possibilidade de ele e Dilma divergirem, e que, se isso acontecer, ela está certa e ele, errado.

Essa é a quarta edição do seminário, que já teve eventos realizados em Fortaleza, Belo Horizonte e Porto Alegre. Na capital paranaense, o seminário debate Ciência, Tecnologia e Indústria. Durante o encontro, o presidente da Fundação Perseu Abramo, Márcio Pochmann, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e o presidente da Finep, Glauco Arbix, apresentaram o que o partido considera os avanços do governo do PT e os desafios estratégicos para os próximos anos nas duas áreas.

Após o seminário, teve início um ato político com a participação da presidente Dilma Rousseff e de Lula, além dos ministros Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, Paulo Bernardo, das Comunicações, e Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República. Também compareceram os presidentes nacional e estadual do PT, Rui Falcão e Enio Verri.

13 de junho de 2013
por esmael
5 Comentários

Vargas viajou na maionese sobre apoio a Gleisi, diz PSD

Em nota de esclarecimento, nesta quinta-feira (13), a direção estadual do PSD do Paraná jura que não há entendimento eleitoral com a ministra Gleisi Hoffmann, do PT, como divulgou ontem (12) o vice-presidente da Câmara, André Vargas.

Segundo a agremiação, o deputado Eduardo Sciarra não cogita a vice na chapa da petista porque o empresário Joel Malucelli disputará o governo do estado pelo PSD.

A seguir, o desmentido do PSD:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Executiva Estadual do Partido Social Democrático informa que não há negociação paralela em torno de alianças para a campanha majoritária de 2014. Em nenhum momento da recente visita do vice-presidente da Câmara dos Deputados, André Vargas (PT), à  Liderança do PSD, tratou-se de questões eleitorais. O tema do encontro, que contou com as presenças dos deputados federais Eduardo Sciarra (PR), Guilherme Campos (SP) e Júlio César (PI), foi a estratégia para aprovação do Projeto de Lei sobre o Fundo de Participação dos Estados (FPE), cujo relator é o deputado Júlio César, conforme registro fotográfico publicado em diversos veículos de comunicação.

Será realizado nesta sexta-feira (14), em Curitiba, o 12!º Encontro Regional do PSD encerrando o primeiro ciclo de debates interno de 2013 que tratou, prioritariamente, dos seguintes temas: campanha de filiações, identificação de potenciais candidatos a deputado estadual e federal e perspectivas da legenda para as eleições do próximo ano. Inegável que, dentre os cenários discutidos, uma única proposta eleva o ânimo dos pessedistas do Paraná: a de candidato próprio ao governo do estado em 2014. A ideia vem sendo aclamada por unanimidade, tendo o empresário Joel Malucelli como um dos nomes mais cogitados para a dis

13 de junho de 2013
por esmael
23 Comentários

Richa levanta pá de retroescavadeira e quase mata correligionários de susto no Paraná

Tripulação na pá do trator: secretário da Agricultura, Norberto Ortigara; os deputados Artagão Júnior (PMDB) e Bernardo Carli (PSDB); e o secretário de Governo Cezar Silvestri (PPS).

Tripulação na pá do trator: secretário da Agricultura, Norberto Ortigara; os deputados Artagão Júnior (PMDB) e Bernardo Carli (PSDB); e o secretário de Governo Cezar Silvestri (PPS).

O governador Beto Richa (PSDB), no início desta tarde, em Marquinho, região Central, resolveu levantar seus correligionários que estavam em cima da pá de uma retroescavadeira. Leia mais

13 de junho de 2013
por esmael
5 Comentários

Em Ponta Grossa, 3 partidos disputam o passe da vereadora do autosequestro; ouça o áudio

Expulsa do PT na semana passada, a vereadora Ana Maria de Holleben está sendo assediada por três partidos. Ela promete definir-se ainda esta semana. São eles: MD, PSC e PSDC. A informação é do Blog do Johnny, que entrevistou a parlamentar que em 1!º de janeiro de 2013 forjou o próprio sequestro visando interferir no resultado da eleição na mesa da Câmara Municipal de Ponta Grossa.

A seguir, a íntegra da matéria no Blog do Johnny:

MD, PSC e PSDC disputam Ana Maria

13 de junho de 2013
por esmael
22 Comentários

Richa tenta atrair Osmar para a vice

Richa e Osmar foram adversários em 2010, mas alquimistas do Palácio Iguaçu acreditam que são capazes de juntá-los novamente num único palanque; o vice-presidente do Banco do Brasil deixaria a barca da petista Gleisi Hoffmann para disputar a vice na chapa do tucano; engenharia também contemplaria apoio à  reeleição de Alvaro Dias.

Richa e Osmar foram adversários em 2010, mas alquimistas do Palácio Iguaçu acreditam que são capazes de juntá-los novamente num único palanque; o vice-presidente do Banco do Brasil deixaria a barca da petista Gleisi Hoffmann para disputar a vice na chapa do tucano; engenharia também contemplaria apoio à  reeleição de Alvaro Dias.

O governador Beto Richa (PSDB), do Paraná, que patina no “choque de gestão”, articula para atrair ao seu palanque reeleitoral, em 2014, o senador àlvaro Dias (PSDB) e seu irmão Osmar Dias, presidente estadual do PDT, um dos vice-presidentes do Banco do Brasil. Leia mais

13 de junho de 2013
por esmael
20 Comentários

Ratinho Junior diz que é da “paz” e não quer briga com Fruet

Ratinho jura que não quer briga com o prefeito Fruet e diz, no Facebook, que, segundo ele, a única campanha que fez foi a que postou, em 2012, durante a campanha eleitoral, para dizer que "Homem de Verdade Não Bate em Mulher"; esta foto 'verdadeira' é de Lina Faria.

Ratinho jura que não quer briga com o prefeito Fruet e diz, no Facebook, que, segundo ele, a única campanha que fez foi a que postou, em 2012, durante a campanha eleitoral, para dizer que “Homem de Verdade Não Bate em Mulher”; esta foto ‘verdadeira’ é de Lina Faria.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano (SEDU), Ratinho Júnior, ex-adversário de Gustavo Fruet (PDT), nas eleições de 2012, afirma que é da “paz” e que não quer briga de jeito nenhum com o prefeito. Leia mais

13 de junho de 2013
por esmael
24 Comentários

Fruet não baixou a tarifa, mas lança aplicativo para quem pega ônibus

O prefeito Gustavo Fruet não anunciou redução na tarifa do ônibus, mas lançou hoje aplicativo que, segundo ele, vai "revolucionar" a vida dos usuários do transporte; a tropa do governador Beto Richa não perdoou: "enquanto não baixa o preço nem melhora a qualidade o jeito é remediar"; clique na imagem para ampliar.

O prefeito Gustavo Fruet não anunciou redução na tarifa do ônibus, mas lançou hoje aplicativo que, segundo ele, vai “revolucionar” a vida dos usuários do transporte; a tropa do governador Beto Richa não perdoou: “enquanto não baixa o preço nem melhora a qualidade o jeito é remediar”; clique na imagem para ampliar.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), não quis ficar atrás do governador Beto Richa (PSDB), que ontem reduziu a tarifa na região metropolitana em R$ 0,10, e hoje também fez um anúncio acerca do transporte coletivo. Leia mais

13 de junho de 2013
por esmael
11 Comentários

Gleisi e Plauto “unidos” contra o Caixa Único de Richa

Motivos diferentes levam Gleisi e Plauto a comemorar, juntos, liminar no CNJ contra a Conta Única de Richa; por outro lado, o tucano e Fábio Camargo também torcem, tacitamente, pela transferência dos bilionários depósitos judiciais; filho do presidente do TJ, assim como Plauto, está de olho no TC; e Gleisi só pensa em sentar na cadeira que hoje pertence ao governador.

Motivos diferentes levam Gleisi e Plauto a comemorar, juntos, liminar no CNJ contra a Conta Única de Richa; por outro lado, o tucano e Fábio Camargo também torcem, tacitamente, pela transferência dos bilionários depósitos judiciais; filho do presidente do TJ, assim como Plauto, está de olho no TC; e Gleisi só pensa em sentar na cadeira que hoje pertence ao governador.

Houve uma comemoração tácita ontem (12) da ministra Gleisi Hoffmann (PT) e do deputado estadual Plauto Miró (DEM), 1!º secretário da Assembleia Legislativa, acerca da liminar que proíbe o Tribunal de Justiça (TJ) de aderir à  Conta Única (CU) do governo do Paraná. Leia mais

13 de junho de 2013
por esmael
29 Comentários

Tucanos querem “calar a boca” de Requião no Paraná

Tiradas de Requião como aquela sobre a implantação Conta Única (CU) ou frases postadas no Twitter, a exemplo de "Com fogo no rabo até preguiça corre!, perturbam os marqueteiros do tucano Beto Richa; a ordem dos luas-pretas é calar a boca! do senador na velha mídia amiga do Palácio Iguaçu.

Tiradas de Requião como aquela sobre a implantação Conta Única (CU) ou frases postadas no Twitter, a exemplo de “Com fogo no rabo até preguiça corre!, perturbam os marqueteiros do tucano Beto Richa; a ordem dos luas-pretas é calar a boca! do senador na velha mídia amiga do Palácio Iguaçu.

Pesquisas internas encomendadas pelos estrategistas do governador Beto Richa (PSDB) indicam que o senador Roberto Requião (PMDB), pré-candidato ao Palácio do Iguaçu, é o único que tem apresentado crescimento nas intenções de voto. Leia mais

13 de junho de 2013
por esmael
9 Comentários

Dilma vem hoje à  noite ao Paraná tomar uma “injeção de Lula”

Lula e Dilma estarão em Pinhais, região metropolitana de Curitiba, onde eles participam nesta noite de seminário promovido pelo instituto Perseu Abramo; presidenta busca "injeção de Lula", ou seja, de povo para afastar turbulências políticas.

Lula e Dilma estarão em Pinhais, região metropolitana de Curitiba, onde eles participam nesta noite de seminário promovido pelo instituto Perseu Abramo; presidenta busca “injeção de Lula”, ou seja, de povo para afastar turbulências políticas.

A presidenta Dilma Rousseff foi aconselhada por auxiliares a deixar a burocracia no Palácio do Planalto e tomar uma “injeção de Lula”, ou seja, uma injeção de povo. Leia mais

13 de junho de 2013
por esmael
36 Comentários

A nova campanha de Ratinho Junior: “#ReduzFruet”

Circula nas redes sociais uma foto do secretário Ratinho Junior segurando cartaz com recado a Fruet: "#ReduzFruet".

Circula nas redes sociais uma fotomontagem do secretário Ratinho Junior segurando cartaz com recado a Fruet: “#ReduzFruet”.

A tropa do governador Beto Richa (PSDB), liderada pelo secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior (PSC), parece querer sangrar em público o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), ao cobrar que o pedetista também reduza o preço da tarifa do ônibus na capital paranaense. Em março passado, a passagem foi aumentada de R$ 2,60 para os R$ 2,85 atuais. Leia mais

13 de junho de 2013
por esmael
21 Comentários

São Paulo pode virar praça de guerra nesta tarde. Curitiba tem protesto no dia 21 de junho

O que Curitiba tem que São Paulo também tem? Indignação com o preço da tarifa do ônibus. A bronca dos paulistanos começou porque o “busão” subiu de R$ 3 para R$ 3,20, mesmo com isenções de impostos federais. Há uma semana vem ocorrendo protestos violentos no centro da cidade e hoje a cena poderá se repetir.

Na capital paranaense o reajuste foi de R$ 2,60 para 2,85, em março, mas ainda não foi reduzido mesmo após a extinção do PIS/Cofins e do ICMS do diesel. Até agora, o prefeito Gustavo Fruet (PDT) ainda não se coçou. No próximo dia 21 de junho, estudantes e ativistas realizam a 2!ª Farofada do Transporte Coletivo. Pelo Facebook, mais de 6 mil pessoas foram convidadas.

A seguir, reproduzo informação do Brasil 247 sobre o imbróglio em São Paulo (com vídeo):

O centro de São Paulo poderá se transformar, no fim da tarde desta quinta-feira, numa verdadeira praça de guerra. Integrantes do Movimento Passe Livre, que defendem o transporte gratuito na capital, prometem realizar sua maior manifestação, com início à s 17h, em frente ao Teatro Municipal.

De Paris, onde faz campanha para que São Paulo seja sede da Expo 2020, o governador Geraldo Alckmin prometeu reprimir, com maior intensidade, os protestos de “vândalos”, que estariam causando transtornos à  população. “A polícia vai responsabilizar e exigir o ressarcimento de patrimônio destruído, seja ele público, seja ele privado. Isso extrapola o direito de expressão. Isso é absoluta violência, vandalismo, baderna e é inaceitável”, disse Alckmin.

O prefeito Fernando Haddad também condenou a forma dos protestos. “Quando a manifestação já se diluía, é que começa uma ação de outra natureza, não mais associada à  liberdade de se expressar, mas depredar, intimidar e provocar os tumultos.”

Para a manifestação desta tarde, a Polícia Militar promete ser ainda mais dura. Segundo o comandante das operações policiais na região central, tenente-coronel Marcelo Pignatari, a PM não vai deixar os manifestantes “à  vontade pela cidade”. “Vamos agir para evitar qualquer tipo de ação que quebre a ordem, que rompa os limites legais”, disse.

Dois días atrás, o policial Wanderlei Paulo Vignoli chegou a apontar uma arma na direção dos manifestantes, para evitar que fosse linchado. à€ Folha, ele revelou o medo que sentiu depois de ter sido apedrejado. “Quando levei a pancada, fiquei meio atordoado, sem saber o que estava acontecendo. Logo eu escutei: “Lincha, lincha, toma arma dele. Mata”. Ele também relata por que não atirou. “Somos treinados para manter o autocontrole, só atirar no limite. Entendi que, mesmo tendo sido atingido com pedradas, não era o limite para usar arma de fogo, até porque nenhum manifestante usou arma de fogo. Temos que usar a voz, a inti