3 de junho de 2013
por esmael
36 Comentários

‘Me sinto uma rainha’, diz brasileira professora no país n!º 1 em educação

do G1 EducaçãoPaís com a melhor educação do mundo, a Finlândia tem entre os seus professores da rede pública uma brasileira. Luciana Pà¶là¶nen, de 26 anos, nasceu em Salvador (BA), é formada em letras pela Universidade Federal de Bahia (UFBA) e se mudou para Finlândia em 2008, com objetivo de fazer mestrado. Desde 2010, compõe o corpo docente finlandês. No país, no Norte da Europa, encontrou mais do que emprego, e sim, a valorização da profissão de lecionar.

“Eu me sinto como uma rainha ensinando aqui. Ser professor na Finlândia é ser respeitado diariamente, tanto quanto qualquer outro profissional!”, afirma a brasileira, que se casou com um finlandês, tem uma filha de três anos, Eeva Cecilia, e está grávida à  espera de um menino. “Aqui na Finlândia o sistema é outro, o professor é o pilar da sociedade.”

A comparação com sua experiência escolar no Brasil é inevitável. “No Brasil só dei aulas em cursos, mas estudei em escola pública, sei como é. Sofria bullying, apanhava porque falava o que via de errado e os professores não tinham o respeito dos pais”, diz Luciana.

Por quatro anos consecutivos, a Finlândia ficou entre os primeiros lugares no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), que mede a qualidade de ensino. Durante visita em São Paulo, na semana passada, a diretora do Ministério da Educação e Cultura, Jaana Palojà¤rvi, disse que o segredo do sucesso do sistema finlandês de ensino não tem nada a ver com métodos pedagógicos revolucionários, uso da tecnologia em sala de aula ou avaliações nacionais. O lema é treinar o professor e dar liberdade para ele trabalhar.

Luciana aprova o método. Há dois anos dá aulas na Escola Europeia de Helsinque, capital da Finlândia, de nível fundamental e médio e há um ano leciona português em uma escola de ensino fundamental em Espoo, cidade próxima à  capital.

“Dou aula de português porque toda criança falante de duas línguas tem o direito ao ensino de uma língua estrangeira na escola. Ou seja, todos os filhos de brasileiros têm direito ao ensino de português como língua mãe.”

Para conseguir a vaga, a brasileira passou por avaliação do histórico escolar da universidade, enviou uma carta pessoal em que expôs suas intenções, e enfrentou uma entrevista, uma espécie de prova oral feita em inglês.

Com o trabalho nas duas escolas, Luciana ganha 2.500 euros, o equivalente a R$ 6.500. Luciana tem contrato temporário porque ainda não finalizou o mestrado, termina a dissertação no fim do ano, por isso há uma redução no salário de 15% e de tarefas extras.

“Tenho total liberdade para avaliar meu aluno, tenho a lista de coisas de que ele tem de aprender até o fim do ano, mas como vou fazer

3 de junho de 2013
por esmael
12 Comentários

Ferrovias poderão receber até R$ 1,5 bi no Paraná, diz Sérgio Souza

O senador Sérgio Souza (PMDB-PR) reuniu-se semana passada com o presidente da Empresa Brasileira de Planejamento e Logística S.A. (EPL), Bernardo Figueiredo, para acompanhar ações relacionadas à  implantação do corredor ferroviário Mato Grosso do Sul !“ Paraná, composto pelos trechos de Maracaju (MS) a Engenheiro Bley (Lapa-PR) e de Engenheiro Bley a Paranaguá (PR).

Foram discutidos detalhes relacionados à  licitação das concessões ferroviárias, dentro do Programa de Investimentos em Logística para Rodovias e Ferrovias do Governo Federal, em ambos os trechos, de aproximadamente 1.100 quilômetros, que deverá ocorrer em meados de agosto deste ano. Antes, serão realizadas audiências públicas promovidas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para ambos os trechos.

Sérgio Souza destacou importância das audiências públicas a serem realizadas pela ANTT antes do lançamento dos editais para que possam der discutidos os principais pontos de concordância e discordância das comunidades envolvidas, o que deve ocorrer ainda no mês de junho de 2013.

O senador sugeriu que a Universidade Federal do Paraná (UFPR), por meio do Instituto Tecnológico de Transporte e Infraestrutura (ITTI), seja uma alternativa para a realização dos estudos e projetos ambientais necessários para a implantação das ferrovias.

à‰ muito importante que possamos dar agilidade à  execução dos projetos necessários para a implantação dessa ferrovia, recuperando o tempo perdido e trazendo competividade para a economia do Estado!, afirmou Sérgio Souza.

Sérgio Souza é autor de emenda parlamentar ao Plano Plurianual (PPA), destinando R$ 1,5 bilhão para implantação do corredor ferroviário Guarapuava – Paranaguá. O senador recebeu também do presidente Bernardo o comprometimento de que o ramal de Paranaguá a Pontal do Paraná fará parte do edital de licitação a ser lançado no segundo semestre

3 de junho de 2013
por esmael
3 Comentários

Saiba tudo que vai rolar esta semana em Brasília; ouça o áudio

Câmara e Senado realizam sessão conjunta na quinta (6) para promulgar criação de novos tribunais regionais federais no Paraná, Bahia, Minas Gerais e Amazonas.

Câmara e Senado realizam sessão conjunta na quinta (6) para promulgar criação de novos tribunais regionais federais no Paraná, Bahia, Minas Gerais e Amazonas.

Congresso Nacional discute nesta semana polêmicas como a redução da maioridade penal; sabatina e aprovação do novo ministro do STF Luís Carlos Barroso; regulamentação da lei do empregado doméstico; política nacional de combate à  seca; e, na quinta-feira (6), sessão conjunta entre Câmara e Senado para promulgação da Emenda Constitucional que cria quatro novos tribunais federais (Paraná, Minas Gerais, Bahia e Amazonas). Leia mais

3 de junho de 2013
por esmael
16 Comentários

àndios invadem sede do PT no PR

A pedido da presidenta Dilma Rousseff, a ministra Gleisi Hoffmann debate demarcação das terras indígenas no Congresso Nacional; no Paraná, há conflitos entre indígenas e agricultores em Terra Roxa e Guaíra.

A pedido da presidenta Dilma Rousseff, a ministra Gleisi Hoffmann debate demarcação das terras indígenas no Congresso Nacional; no Paraná, há conflitos entre indígenas e agricultores em Terra Roxa e Guaíra.

Cerca de 20 índios ocupam a sede do PT Estadual do Paraná, em Curitiba, desde as 8 horas desta segunda-feira (03). Eles exigem falar com a ministra Gleisi Hoffmann para tratar sobre uma série assuntos relacionados à s reservas indígenas e suas populações. A invasão começou hoje cedo, quando a primeira funcionária chegou para trabalhar. A informação é da jornalista Serli Andrade, via Facebook. Leia mais

3 de junho de 2013
por esmael
7 Comentários

Congresso vai promulgar criação de novos tribunais federais na quinta

Depois de muita pressão de políticos e lideranças paranaenses, que estiveram na linha de frente, o Congresso Nacional finalmente vai promulgar Emenda Constitucional que cria quatro novos tribunais federais; A sessão conjunta entre Câmara e Senado, na quinta, será presidida pelo deputado paranaense André Vargas (PT); Senador Sérgio Souza, coordenador da Frente Parlamentar pelos TRFs, comemora antecipadamente: Venceremos, pois se trata de uma bandeira histórica do Paraná!; presidente da OAB-PR, Juliano Breda, põe freio de cavalo no presidente do STF: Nenhum diálogo inteligente é possível com Joaquim Barbosa!.

Depois de muita pressão de políticos e lideranças paranaenses, que estiveram na linha de frente, o Congresso Nacional finalmente vai promulgar Emenda Constitucional que cria quatro novos tribunais federais; A sessão conjunta entre Câmara e Senado, na quinta, será presidida pelo deputado paranaense André Vargas (PT); Senador Sérgio Souza, coordenador da Frente Parlamentar pelos TRFs, comemora antecipadamente: Venceremos, pois se trata de uma bandeira histórica do Paraná!; presidente da OAB-PR, Juliano Breda, põe freio de cavalo no presidente do STF: Nenhum diálogo inteligente é possível com Joaquim Barbosa!.

Contrariando o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o Congresso Nacional realiza sessão na próxima quinta-feira (6) para promulgar a Emenda Constitucional 544, aprovada na Câmara e no Senado, que cria novos tribunais federais no Paraná, Bahia, Minas Gerais e no Amazonas. Leia mais

3 de junho de 2013
por esmael
18 Comentários

Conterrânea de Lula é eleita presidente da UNE; segue a hegemonia do PCdoB na entidade

do Brasil 247 A pernambucana de Garanhuns, Virgínia Barros, 27, é a nova presidente da UNE (União Nacional dos Estudantes) para o biênio 2013-2015.

O congresso em Goiânia que elegeu a nova presidente confirmou a hegemonia do PCdoB sobre o movimento estudantil, que comanda desde 1991.

Vic, como é conhecida, diz não poupou o governo Dilma de críticas: “inconsequente e omisso” na fiscalização da qualidade do ensino superior privado.

Ela define a gestão petista como “contraditória”, pela “política econômica conservadora”, e destina o mesmo adjetivo ao governo Eduardo Campos (PSB-PE), por pendências na saúde e na educação básica.

Sobre 2014, vê uma eventual postulação dissidente como “legítima” – Campos é descrito como “grande governador” que “ainda vai contribuir muito para o Brasil”.

Conheça Vic Barros

UNE – O 53!º Congresso da UNE terminou neste domingo (2) em Goiânia com a eleição da nova diretoria e presidência da entidade. A maior organização de juventude do país elegeu a pernambucana Vic Barros, 27 anos, aluna de Letras na Universidade de São Paulo (USP) sua nova presidenta. Em um processo eleitoral que teve participação recorde e delegados representando 98% das instituições de ensino superior no Brasil, Vic foi eleita pela chapa Bloco da unidade para o Brasil avançar, com 2607 votos (69%), dentro de um total 3.764 delegados credenciados.

As outras chapas concorrentes foram Oposição de Esquerda da UNE!, com 618 votos (16,4%) e Campo popular que vai botar a UNE pra lutar!, com 539 votos (14,3%)

O Congresso da UNE também definiu, no sábado os rumos e posicionamentos da entidade para os próximos dois anos, no que diz respeito à  conjuntura nacional, educação e organização do movimento estudantil. Foi convocada, na plenária final, uma Jornada de Lutas para os meses de junho, julho e agosto, com a pauta central da Educação brasileira.

Em uma remota sala de aula de Garanhuns, no interior de Pernambuco, Tia Lélia escreve no quadro a palavra reivindicar! e explica aos alunos da segunda série o seu significado. A pequena Virgín