Vereador do PV quer que “morto” pague mais em Curitiba

Vereador Cristiano Santos, do PV, defende interesses de funerárias; sindicalista Messias Silva, o Obama das Araucárias, propõe a estatização do serviço "para dar dignidade a quem morre" em Curitiba.

Vereador Cristiano Santos, do PV, defende interesses de funerárias; sindicalista Messias Silva, o Obama das Araucárias, propõe a estatização do serviço “para dar dignidade a quem morre” em Curitiba.

O vereador Cristiano Santos (PV) foi à  prefeitura na última segunda-feira (20) reunir-se com Itamar Neves, chefe de gabinete do prefeito Gustavo Fruet (PDT). O que pretendia o parlamentar verde? Pedir reajuste para nas tarifas aplicadas pelas funerárias da cidade. Traduzindo: o vereador foi fazer lobby para que o “morto” pague mais pelos serviços funerários na capital paranaense.

O sindicalista Messias da Silva, o Obama das Araucárias, ex-futuro! responsável pelos Serviços Gerais de Curitiba, não perdeu a oportunidade para fazer sua observação: “A máfia dos serviços funerários ainda precisa ser eliminada. As pessoas precisam de dignidade até mesmo na hora da morte. Por isso eu defendo a estatização desse serviço essencial”, opina.

Por outro lado, sem entrar na polêmica da estatização proposta por Obama, o vereador Cristiano Santos toma as dores das empresas. Segundo o parlamentar do PV, as funerárias estão a 12 anos sem receber reajustes nas tarifas do serviço prestado.

Comentários encerrados.